Quando o condomínio nomeia o gerente de construção

O condomínio, no caso de um contrato, pode nomear o gerente de construção. Quem tem que cobrar isso? Quando pode ser revogada por não conformidade?

Quando o condomínio nomeia o gerente de construção

Diretor de obras: garantidor do condomínio

O condom√≠nio, significando com este termo a organiza√ß√£o destinada a gerenciar as partes comuns de um edif√≠cio para o qual os participantes, pelo menos dois pessoas distintas, podem celebrar contratos p√ļblicos a fim de mant√™-los partes comuns edif√≠cio.

Manutenção de condomínio, a nomeação do gerente de construção


Para completar, é bom lembrar que:

O contrato é o contrato com o qual uma parte assume, com a organização dos meios necessários e com a gestão por sua conta e risco, o cumprimento de uma obra ou um serviço a uma contrapartida em dinheiro.. Art. 1655 C.C.

A verificação da regularidade das obras tem direito, melhor direito, do que cabe ao cliente.
O primeiro parágrafo doart. 1662 c.c., em cuja mente: O cliente tem o direito de monitorar o progresso do trabalho e verificar o estado a seu próprio custo..
Como essas verifica√ß√Ķes s√£o realizadas?A resposta varia de acordo com o tipo de obras ou, melhor dizendo, o comportamento do cliente √© vari√°vel em rela√ß√£o a isso.
Vamos começar do ponto fixo: os cheques podem ser realizados pessoalmente.
Quando, no entanto, essas opera√ß√Ķes s√£o particularmente dif√≠ceis, em n√≠vel t√©cnico, o cliente, leia o condom√≠nio, geralmente nomeia o chamado gerente de constru√ß√£o.
Este valor, por definição dada pelos estudiosos,

o gestor da constru√ß√£o √© um representante do cliente com refer√™ncia √†s manifesta√ß√Ķes de vontade contidas numa √°rea estritamente t√©cnica, com poderes de interfer√™ncia, iguais aos do cliente, visando a boa execu√ß√£o das obras. Caringella - De Marzo, Manual de Direito Civil, III O contrato, 2007

Com quais maiorias a nomeação do diretor de obras será considerada válida?

O condomínio e o gerente de construção

Na opinião do escritor, entendendo-se que, se necessário, a nomeação também pode ser feita pelo administrador, a resolução deve reportar os mesmos votos necessários para a decisão sobre o trabalho de manutenção com relação ao qual o técnico irá operar.
√Č bom, por uma quest√£o de integridade, lembrar que o cliente pode sempre fornecer a revoga√ß√£o do gerente de projeto (art. 2237 c.c.), sujeito ao pagamento do pre√ßo e despesas at√© ent√£o devidas.
Se, por outro lado, a retirada é devida a causa justa (ex. violação grave), nada depende do gerente de trabalho dispensado.
As maiorias necessárias para a revogação são as mesmas previstas para a nomeação, permanecendo sempre em vigor poderes do administrador em caso de necessidade.
Finalmente, no que diz respeito responsabilidades √© √ļtil lembrar que:

o diretor dos trabalhos empresta um trabalho profissional em execu√ß√£o de uma obriga√ß√£o de meios e n√£o de resultados, mas, sendo chamado para executar a sua atividade em situa√ß√Ķes que envolvem o uso de habilidades t√©cnicas particulares e particulares, ele deve usar seus pr√≥prios recursos intelectuais e operacional para assegurar, em rela√ß√£o ao trabalho que est√° sendo executado, o resultado que o principal-expoente espera alcan√ßar, de modo que seu comportamento deva ser avaliado n√£o com refer√™ncia ao conceito normal de dilig√™ncia, mas da mesma forma que diligentia quam in concrete; que, portanto, est√£o inclu√≠das nas obriga√ß√Ķes do diretor dos trabalhos, a verifica√ß√£o do cumprimento tanto da realiza√ß√£o progressiva do trabalho para o projeto, e as modalidades de sua execu√ß√£o para as especifica√ß√Ķes e / ou regras de tecnologia, bem como a ado√ß√£o de todos os necess√°rios medidas t√©cnicas destinadas a garantir a realiza√ß√£o do trabalho e sinalizar ao empreiteiro todas as situa√ß√Ķes an√īmalas e inconvenientes que ocorrem durante a constru√ß√£o. Cass. 27 de janeiro de 2012 n. 1218



Vídeo: Entrevista prefeito Márcio Paiva - Brasil Urgente_parte 3