Tiro de √Āries

O fen√īmeno t√≠pico que ocorre nos sistemas de √°gua, comumente chamado de golpe de ar√≠ete, tem sua origem em um desequil√≠brio de press√£o nos canos.

Tiro de √Āries

Como em qualquer sistema f√≠sico de qualquer natureza, uma mudan√ßa quase instant√Ęnea em seus par√Ęmetros faz com que pelo menos desestabiliza√ß√£o do mesmo sistema, da mesma forma acontece com o golpe de ram no tubula√ß√Ķes de √°gua. Todos ter√£o ouvido um barulho repentino dos canos de √°gua, quando usam √°gua: isso √© causado pelo chamado golpe de ar√≠ete.

Torneira de parafuso

O golpe do carneiro se manifesta em um cano de água se, de repente, ele é interrompido ou, em alguns casos, até mesmo variado, o fluxo de água circulante.
O fluido que se move no oleoduto √© caracterizado por um determinado energia cin√©tica, dependente de sua velocidade (geralmente da ordem de poucos metros por segundo), e por esta raz√£o a parada s√ļbita do fluxo, ou uma redu√ß√£o significativa, envolve a transforma√ß√£o da energia cin√©tica em press√£o, o que faz com que a ru√≠do cl√°ssicochamado golpe de um carneiro. dentro da tubula√ß√£o.

Martelo de √°gua e press√£o da √°gua

A press√£o que √© criada ap√≥s oparar e / ou diminuir o fluxo em um cano de √°gua pode ser calculado com todas as informa√ß√Ķes do sistema: o comprimento do tubo, o di√Ęmetro, a velocidade da √°gua que circula no tubo e o tempo necess√°rio para fechar a v√°lvula (ou em geral do sistema de intercepta√ß√£o) que causa Parada total ou parcial do fluxo de √°gua na tubula√ß√£o. A hip√≥tese b√°sica, como em todos os sistemas de √°gua, √© aquela em que o√°gua como um fluido incompress√≠vel.
o tempos de fechamento para rosqueamento ou v√°lvulas eles desempenham um papel fundamental no desenvolvimento do fen√īmeno conhecido como golpe de ar√≠ete, cuja freq√ľ√™ncia √© amplificada pelo desaparecimento, para a maioria dos sistemas m√©dios e pequenos, das v√°lvulas cl√°ssicas, ou fechamentos, com volantes e parafusos.

Torneiras de alavanca

o fechamentos de panfletos e o tampas de parafusode fato, devido ao seu princ√≠pio de funcionamento, eles poderiam limitar o n√ļmero de eventos que causam um golpe de ar√≠ete, j√° que eles n√£o t√™m tempos de parada extremamente curtos para o fluxo de √°gua em um tubo.
Estes tempos são, de fato, excessivamente dilatados quando comparados com válvulas modernas, fechamentos e sistemas de interceptação, todos caracterizados por um fechamento rápido: entre eles os mais conhecidos são os clássicos. torneiras de alavanca.
Os mesmos fen√īmenos f√≠sicos que causam o golpe de ar√≠ete podem afetar n√£o apenas os sistemas de √°gua das casas comuns com v√°lvulas e sistemas de fechamento quase que imediatos, mas tamb√©mativa√ß√£o e o desativa√ß√£o de sistemas de bombeamento em grandes sistemas de √°gua. Em qualquer caso, al√©m do ru√≠do irritante gerado pelo fen√īmeno, os danos mec√Ęnicos causados ‚Äč‚Äčpelo golpe de ariete podem ser consider√°veis.

Canos de ferro

Eles se manifestam acima de tudo em uni√Ķes de partes r√≠gidas, como tubos de ferro conectados uns aos outros ou conectados por meio de juntas que tamb√©m s√£o r√≠gidas. Conex√Ķes que n√£o devem ser realizadas durante a instala√ß√£o dos sistemas ou previstas nas eventuais fases do projeto. Essas conex√Ķes, de fato, j√° podem ser caracterizadas pela presen√ßa de tens√Ķes geradas no momento da montagem, que d√£o pouca elasticidade ao sistema, com consequente baixa capacidade de absor√ß√£o das tens√Ķes produzidas pelo golpe de ar√≠ete.
Sistemas de √°gua, ou geralmente hidr√īnicos (aquecedores de √°gua), podem ser feitos com tubos soldados ou com tubos sem solda.
Em plantas feitas com tubos de ferro soldados, o recozimento das soldas d√° maior elasticidade aos pontos de jun√ß√£o dos tubos, permitindo absorver mais facilmente os martelos de √°gua. Pelos mesmos motivos, em plantas feitas sem solda, eu acess√≥rios para tubos deve ser realizado com elementos flexiveis. Outras solu√ß√Ķes poss√≠veis para conter o estresse mec√Ęnico de um golpe de ar√≠ete s√£o constitu√≠das por amortecedores instalados a montante das intercepta√ß√Ķes.



V√≠deo: Tarot √Āries - mar√ßo 2018 - tiro, porrada, bomba... e paz!