Caldeira de drenagem de parede

Para uma nova caldeira √© poss√≠vel esgotar os fumos na parede e n√£o no telhado, a caldeira deve ser condensada com baixas emiss√Ķes de √≥xidos de nitrog√™nio.

Caldeira de drenagem de parede

Caldeiras de gases de escape

Um dos métodos mais comuns para a evacuação dos fumos da combustão das caldeiras é a chamada expulsão horizontal que ocorre por meio de uma seção de tubo, na verdade horizontal, que sai por alguns metros das extremidades das caldeiras na parede, sem atingir o telhado edifício.
A norma UNICIG 7129/08 é a principal referência para sistemas de gás de uso civil, que inclui também os sistemas de expelir os gases das caldeiras (para potência térmica não superior a 35 kW).

Scarico a parete caldaia: caldaia interna

O padr√£o UNICIG 7129/08, como todas as normas, indica algumas das maneiras pelas quais √© poss√≠vel realizar as plantas em conformidade com as normas obriga√ß√Ķes descrito pelas leis de refer√™ncia.
Para a descarga de produtos de combustão de caldeiras, por cerca de 10 anos, de 2003 até o final de 2012, a referência legislativa mais importante foi a Decreto presidencial 412 de 2003, atualizado e modificado várias vezes ao longo da década.
O D.P.R permitiu a descarga de fumos horizontal somente em alguns casos, dentre os mais comuns, destacam-se: a substitui√ß√£o de uma caldeira existente por dreno de parede horizontal, a instala√ß√£o de uma nova caldeira em um pr√©dio sem sistema t√©rmico e a renova√ß√£o de um sistema de aquecimento aut√īnomo.
Em todos os outros casos de instala√ß√£o de uma nova caldeira era obrigat√≥rio descarregar a fuma√ßa do telhado, mesmo nos casos em que a dist√Ęncia entre a caldeira e o teto era consider√°vel.
Em dezembro de 2012 houve uma modificação considerável do D.P.R. 412 de 2003, incluída no decreto legislativo conhecido como Decreto de Desenvolvimento de Bis, constituído por uma possibilidade adicional de derrogação do dreno do telhado para tipos particulares de caldeiras.
Com a altera√ß√£o introduzida por este decreto, deixou de haver qualquer obriga√ß√£o de esgotar os gases de combust√£o de todas as caldeiras que protegiam o ambiente, ou seja, alta efici√™ncia e baixas emiss√Ķes de poluentes.
Para caldeiras de alta efici√™ncia, queremos dizer principalmente caldeiras condensa√ß√£o, capaz de recuperar a energia t√©rmica dos fumos produzidos pela combust√£o, enquanto as baixas emiss√Ķes de subst√Ęncias poluentes significam baixas emiss√Ķes das principais formas de √≥xidos de nitrog√™nio (NOx).
Em qualquer caso, as dist√Ęncias descritas pela UNICIG 7129/08 permaneceram v√°lidas para as instala√ß√Ķes de tais caldeiras e seus sistemas de evacua√ß√£o de fumos de exaust√£o. varandas, portas, janelas, etc.
Estas disposi√ß√Ķes foram tamb√©m v√°lidas em todos os casos de separa√ß√£o de um sistema de aquecimento central, tanto para a renova√ß√£o como para a constru√ß√£o de uma nova central t√©rmica. aut√īnomo.

Quais caldeiras podem descarregar a fumaça na parede?

Seguindo o Decreto-Lei de 4 de junho de 2013, n. 63, em seguida, convertido em L. 03 de agosto de 2013 n. 90, foi estabelecido que também para as caldeiras padrão e ecológico, que eles foram instalados a partir do primeiro dia de setembro daquele ano, o dreno da parede não podia mais ser levado a cabo, mesmo em caso de substituição de uma caldeira velha que já estava sendo descarregada na parede.

Dreno da parede da caldeira: manutenção

Unica exceção as plantas que possuíam estas características permaneceram:
- uma efici√™ncia t√©rmica √ļtil igual ou superior a 90 + 2log (Pn), correspondente a uma carga t√©rmica igual a 100% da pot√™ncia t√©rmica √ļtil nominal;
- pertencem √† classe 4 ou √† classe 5, de acordo com a classifica√ß√£o relativa √†s emiss√Ķes de NOx, indicada pelas normas UNI EN 297, UNI EN 483 e UNI EN 15502.

Novas regras para drenagem de paredes

Recentemente, a legislação foi novamente modificada, após a entrada em vigor do D. Lgs n. 102 de 4 julho de 2014.
O decreto aumenta o n√ļmero de casos em que √© poss√≠vel fazer a drenagem da parede de 4 para 6 e introduz mudan√ßas nos tipos de geradores que podem aproveitar essa simplifica√ß√£o.
Artigo. 14 do decreto, nos parágrafos 8 e 9, estabelece que é possível fazer o download para o muro nestes dois casos:
- para caldeiras a g√°s com c√Ęmara selada instalado em substitui√ß√£o de caldeiras j√° descarregadas na parede ou em cano coletivo ramificado;
- em caso de renovação de sistemas de aquecimento em que não existem sistemas de evacuação no telhado adequados, se forem utilizadas caldeiras de condensação com a emissão de óxidos de azoto não superiores a 70 mg / kWh.
O mesmo tipo de caldeira pode ter um dreno de parede nos casos em que o dreno do telhado n√£o √© poss√≠vel devido √† exist√™ncia de restri√ß√Ķes no edif√≠cio em quest√£o ou devido √† impossibilidade t√©cnica de realizar a sa√≠da no telhado, condi√ß√£o que deve ser jurado de um t√©cnico.
Eles também podem baixar o mural geradores híbridos composto de pelo menos uma caldeira de condensação e uma bomba de calor.



Vídeo: Como consertar cano furado na parede - Tapa furo olha como resolve