O uso de madeira laminada

O uso da madeira dura para conseguir, graças a uma técnica inovadora, fabricou produtos de grande força e valor estético, respeitando o meio ambiente.

O uso de madeira laminada

Madeira como material de construção

o madeira Sempre foi um dos materiais de constru√ß√£o mais utilizados. empregando ess√™ncias nos s√©culos passados, grandes obras de engenharia e objetos de decora√ß√£o preciosos foram projetados; no campo estrutural, gra√ßas √†s suas caracter√≠sticas f√≠sicas e mec√Ęnicas, juntamente com a sua capacidade de renova√ß√£o, a madeira foi e continua sendo usada para criar partes estruturais de consider√°vel interesse.

Um telhado de madeira colado

Para aplica√ß√Ķes referentes ao campo estrutural, a madeira mais utilizada at√© hoje √© a de con√≠fera e isso em virtude de sua trabalhabilidade, juntamente com a baixa incid√™ncia de custos de produ√ß√£o para criar elementos de constru√ß√£o de todos os tipos.
Empresas como Guercio-Forma, alegria, etc, produzir todos os tipos de elementos, tanto no campo estrutural e no campo da decoração interior e exterior, utilizando madeiras selecionadas e de boa qualidade como Larch e Pine.
Em particular, no que diz respeito aos elementos estruturais, a Forma cria elementos de madeira com pinheiro silvestre. lamelar adequadamente tratados em autoclave, capazes de suportar o estresse da fadiga e agress√Ķes atmosf√©ricas.


Madeira e inovação

A madeira de decídua isto é, aquele obtido a partir de plantas arbustivas com uma folha mais ou menos ampla como faia, lima, castanha, não teve até recentemente no campo estrutural o mesmo uso amplo daquele de coníferas, principalmente devido ao excessivo incidência do custos processamento a ser suportado pelas empresas de manufatura.
Hoje, no entanto, a tendência de usar madeira de folhas largas sofreu um grande impulso graças à inovadora técnica de produção estudada por empresas como a Pollmeier.
A empresa em quest√£o, forte de um tecnologia de fabrica√ß√£o exclusiva e cient√≠fica cabe√ßa, desenvolveu um processo totalmente funcional inovador que permite produzir de uma maneira econ√īmico pain√©is de faia microlamelares para aplica√ß√Ķes estruturais e outras.

Detalhe de micro-laminados em faia

O produto, obtido trabalhando a matéria-prima de florestas monitoradas e manejadas em um ambiente sustentável, foi definido BauBuche ou mais simplesmente construção de faia.
Para obter o edifício de faia, a faia vem folheada girada e transformada sem que nenhuma parte seja desperdiçada.
Esta operação é realizada em uma das mais moderno Centros de produção europeus, respeitando o meio ambiente e prestando grande atenção à conservação florestal.
A linha de produ√ß√£o permite partir de todo o tronco da √°rvore a ser tratada e chegar ao produto final, na forma de pain√©is de v√°rias espessuras, vigas para a ind√ļstria da constru√ß√£o civil, placas com diferentes espessuras para o setor moveleiro, etc.
Aqueles que usaram materiais de madeira, provenientes de madeira de coníferas, certamente se lembrarão de como as espessuras desses produtos são bastante consistentes, a fim de permitir uma boa resistência ao estresse.
O edifício de faia, ao contrário dos materiais acima mencionados, surpreende os especialistas pela sua extraordinária resistência em relação à reduzida espessura de uso com o mesmo esforço.
Com a faia t√£o trabalhada, o designer abre um n√ļmero infinito de oportunidades de design, cujo limite √© representado apenas por sua habilidade.

Madeira e as vantagens das novas tecnologias

a excelente qualidade das superf√≠cies obtidas ap√≥s o processamento, permite a utiliza√ß√£o do material para tornar vis√≠vel qualquer tipo de elemento, tais como estruturas muito ousadas e esbeltas com pequenas sec√ß√Ķes, paredes divis√≥rias e paredes estruturais, acess√≥rios de decora√ß√£o, revestimentos, tudo a um pre√ßo n√£o superior √† dos produtos tradicionais derivados do processamento de madeira macia.

A versatilidade de uso do BauBuche

No campo estrutural a possibilidade de reduzir as se√ß√Ķes permite, al√©m de consider√°vel economia de material, criar elementos estruturais n√£o invasivo e harmonizado com o resto do edif√≠cio. Na mesma carga, a diferen√ßa com uma estrutura de madeira tradicional, al√©m de reduzir o tamanho, reduz significativamente o uso de meios de jun√ß√£o (hardware, etc.).
L 'alto resistência e o notável rigidez de BauBuche, deve ser cuidadosamente avaliado em virtude do tipo de aplicação a ser realizada, de fato no caso de vigas em dois suportes para ser decisivo é a deformação (rigidez), para as vigas contínuas é a flexão ou resistência ao corte, enquanto que para os suportes e os quadros são a resistência à compressão e tração.
Por estas raz√Ķes, a empresa produz uma s√©rie de materiais de madeira para serem usados ‚Äč‚Äčem diferentes situa√ß√Ķes, por isso temos elementos de madeira maci√ßa, como o C24, que podemos considerar a madeira normal, GL28 laminada, abeto e BauBuche GL70.
A grande resist√™ncia do BauBuche est√° no uso de micro l√Ęminas de material organizado adequadamente. Para ter uma ideia pr√°tica do material de que estamos falando, podemos dizer que ele representa a evolu√ß√£o de um produto muito difundido como o madeira compensada. A diferen√ßa consider√°vel entre os dois materiais mencionados consiste, al√©m do uso das ess√™ncias usadas, na forma como elas montado as v√°rias camadas deles.

A faia lamelar usada no mobili√°rio

No BauBuche, eu camadas ou folheados s√£o orientados paralelo √†s fibras de modo que uma dire√ß√£o de carga principal √© criada. Tamb√©m a madeira microlamelar com cerca de 20% das camadas transversais √© feita para garantir maior estabilidade na dire√ß√£o transversal. Outra diferen√ßa em rela√ß√£o ao compensado √© o fato de a madeira microlamelar estar dispon√≠vel em dimens√Ķes consideravelmente mais.
As raz√Ķes pelas quais o produto descrito, na minha opini√£o, representa uma verdadeira revolu√ß√£o no campo dos materiais de constru√ß√£o s√£o principalmente: a sua excepcional resist√™ncia √† flex√£o (3 vezes superior aos materiais convencionais), um m√≥dulo de elasticidade 50% maior do que a madeira de abeto laminado e sua bela imagem devido ao efeito de madeira fina e desprovido de n√≥s gra√ßas a uma estratifica√ß√£o fina e precisa.
Pessoalmente, o material me impressionou pela sua consistência e sua bela imagem natural, agradável ao toque e capaz de me fazer perceber estruturas cada vez mais esbeltas, bem como a possibilidade de realizar com um produto uma construção inteira a partir das estruturas e completando-a 'decoração.



Vídeo: Usinagem (Pré-fabricação) de MLC (Madeira Laminada Colada)