Ecossistema Urbano 2019

A nova edição da pesquisa sobre o status ambiental das cidades na Itália foi apresentada em setembro.

Ecossistema Urbano 2019

Ecossistema Urbano √© um pesquisa realizado com cad√™ncia anual de Legambiente e Meio Ambiente It√°lia, com a colabora√ß√£o editorial do Sole 24 Ore, que analisa o estado de sa√ļde ambiental das capitais provinciais italianas, portanto, uma fotografia real das condi√ß√Ķes de habitabilidade das principais cidades italianas e, portanto, um espelho confi√°vel de toda a It√°lia.

Ecossistema Urbano 01

A √ļltima edi√ß√£o foi apresentada em Florence √ļltimo setembro durante uma confer√™ncia que contou com a participa√ß√£o, entre outros, dos prefeitos de Floren√ßa, Verona e Bari, o Presidente da Coordena√ß√£o da Agenda 21 Local, um representante da Comiss√£o do Meio Ambiente do Senado e Vittorio Cogliati Dezza, presidente nacional da Legambiente.
A imagem resultante n√£o √© de todo emocionante e descreve um pa√≠s multi-velocidade, onde o qualidade do meio ambientee, consequentemente, o habitabilidade de lugares, √® mais garantido nos centros de pequeno e m√©dio porte do Norte, enquanto as grandes cidades sofrem um desconforto ligado ao seu tamanho, bem como a defeitos cr√īnicos e problemas hist√≥ricos.
unicamente Turim, entre as capitais provinciais com mais de meio milh√£o de habitantes, viu deuses melhorias em seu estado de sa√ļde ambiental, enquanto Milan v√™ piorar todos os valores de qualidade do ar (em particular para as concentra√ß√Ķes de ozono) e N√°poles e Palermo eles vivem de forma dram√°tica o problema de elimina√ß√£o de res√≠duos abandonado nas ruas, pelos problemas cr√īnicos de n√£o conseguir organizar um sistema s√©rio e v√°lido de coleta seletiva, e novamente Roma sofre fortemente o problema de tr√°fego da cidade e os seus efeitos nocivos na sa√ļde e mobilidade.

Ecossistema Urbano 02

Por outro lado, as cidades onde as pessoas vivem melhor, pela qualidade e funcionalidade dos servi√ßos p√ļblicos ao servi√ßo dos cidad√£os e do ambiente, particularmente porcentagem de coleta seletiva, para o redu√ß√£o global na produ√ß√£o de res√≠duos, para o n√ļmero de passageiros transportados do transporte p√ļblico e, claro, ao qualidade do ar, veja, em ordem decrescente, Belluno no topo da lista, depois de Verbania, Parma, Trento, Bolzano, Siena, La Spezia, Pordenone, Bolonha e Livorno.
Infelizmente, √© evidente a partir do estudo dos dados, como a maioria das cidades do sul ocupa as posi√ß√Ķes mais baixas do ranking, com a √ļnica exce√ß√£o de Imperia (93¬™), √ļnica cidade do norte nas √ļltimas 20 posi√ß√Ķes. Em um ranking dos piores, infelizmente, acabam diferentes realidades urbanas da Cal√°bria, Sardenha, Campania, Sic√≠lia e Puglia, com Catania assumindo a lideran√ßa da classifica√ß√£o invertida.
o principais falhas das grandes cidades eles s√£o hist√≥ricos: qualidade do ar, onde o Milan piorou em todos os tr√™s √≠ndices e onde Roma, N√°poles e Palermo tamb√©m mostram falhas evidentes; ou o porcentagem de coleta seletiva, deficit√°ria em todos, ou ainda a tratamento de √°guas residuaisonde s√≥ G√™nova e Turim n√£o s√£o piorados; ou finalmente, em transporte p√ļblico, onde o √≠ndice num√©rico simples de viagens por habitante registra uma redu√ß√£o m√©dia de quase 50% em cidades como Palermo, G√™nova e N√°poles.
Observando como nossas cidades, como um todo, nunca mostraram melhorias apreci√°veis ‚Äč‚Äčdo ponto de vista de √°reas verdes, melhoria da qualidade e utiliza√ß√£o de transporte p√ļblico, qualquer √°reas de tr√°fego limitado e do ilhas de pedestres, o presidente da Legambiente v√™ claramente a falta de vis√£o de governantes e administradoresnomeadamente em mat√©ria de pol√≠ticas de infra-estruturas para incentivar a utiliza√ß√£o dos transportes p√ļblicos e desencorajar os autom√≥veis.

ecossistema

Um dado positivo que vale a pena destacar √© o presen√ßa de 5 cidades no sul entre os 40 melhores da It√°lia, em especial a confirma√ß√£o das melhorias de Salerno, saltou do 34¬ļ lugar do ano passado para o 19¬į este ano, principalmente em virtude da forte aumento na coleta seletiva de res√≠duos ocorreu durante este per√≠odo, e para melhorias gen√©ricas de todos os outros indicadores de qualidade.
Este √© um breve resumo das principais evid√™ncias de Ecossistema Urbano, estudo anual agora em sua d√©cima s√©tima edi√ß√£o, atrav√©s de question√°rios e entrevistas diretas com as 103 capitais provinciais e cruzar esses dados com outras fontes estat√≠sticas, analisando 125 par√Ęmetros ambientais que desenvolvem um total de mais de 125 mil unidades.
Para mais informa√ß√Ķes:
legambiente.it



Vídeo: Osasco,Sp,Br Ecossistema Urbano Lei 12.305/2010 (PNRS).