Treinamento para fotovoltaica

Manuais t√©cnicos e confer√™ncias peri√≥dicas s√£o a forma mais efetiva e √ļtil de atualiza√ß√£o para projetistas e instaladores de sistemas fotovoltaicos.

Treinamento para fotovoltaica

Uso do PV para a produção de eletricidade, é agora generalizada, graças também às diferentes formas de incentivos previstos para a sua instalação.
Esta fonte de energia renovável é, portanto, hoje, no estado da arte, bem conhecida pelos operadores do setor, no entanto, ainda é uma tecnologia em constante evolução e sujeita a regulamentos que mudam ao longo do tempo, o treinamento designers e instaladores que lidam com isso devem ser constantemente atualizados.
Manuais t√©cnicos e confer√™ncias peri√≥dicas elas s√£o a forma mais efetiva e √ļtil de atualiza√ß√£o para quem trabalha no setor.

Treinamento para projetistas de sistemas fotovoltaicos

Manuale pratico del fotovoltaico

Faz parte da s√©rie Arquitetura Construindo Sustentabilidade o volume do t√≠tulo Manual pr√°tico de fotovoltaica e solar t√©rmica. Sistemas e instala√ß√Ķes para efici√™ncia energ√©tica. Casos Pr√°ticos, Procedimentos, publicado por Wolters Kluvers It√°lia e √† venda nas livrarias t√©cnicas por 35 euros.
O autor é o arquiteto Roberta Distintoque, desde 1997, ano em que iniciou a profissão, trabalha principalmente na área dos edifícios civis, educativos e desportivos.
O tema abordado principalmente no volume √© o de evid√™ncias mais prementes para quem trabalha em nosso pa√≠s, em contato com aspectos ambientais e arquitet√īnicos pr√©-existentes de certa import√Ęncia.
De fato, o tema dointegração sistemas fotovoltaicos, mas também de sistemas solares térmicos, principalmente no edifícios existentes.
Com base na experi√™ncia direta de um t√©cnico acostumado a trabalhar tanto com clientes p√ļblicos quanto privados, o texto distribui informa√ß√Ķes pr√°ticas sobre como intervir noenvelope de constru√ß√£o.
E, de fato, a partir da análise do edifício do ponto de vista energético, é necessário avaliar as características do envelope do edifício para entender como explorá-lo como fonte renovável.

progettisti impianti fotovoltaici

Mais especificamente, os sistemas tecnol√≥gicos tratados, s√£o analisados ‚Äč‚Äčem profundidade tanto do ponto de vista do projeto que a instala√ß√£o, quanto √† manuten√ß√£o posterior.
O manual √© completado com uma cole√ß√£o rica e fundamental de exemplos pr√°ticos, ilustrado em detalhes com imagens e desenhos t√©cnicos, e uma se√ß√£o dedicada a investiga√ß√Ķes legais, que ilustram os procedimentos de autoriza√ß√£o, √† luz das √ļltimas atualiza√ß√Ķes regulamentares.
Tamb√©m digno de men√ß√£o √© um cap√≠tulo sobre tecnologias emergentes que d√° uma imagem do progresso adicional que este setor est√° fazendo, que √© estrat√©gico para a ind√ļstria da constru√ß√£o.
O livro √© escrito por um profissional para outros profissionais, mas a linguagem pr√°tica e eficaz tamb√©m o torna √ļtil para informa√ß√Ķes. empresas e administradores do condom√≠nio.

Treinamento para instaladores de sistemas fotovoltaicos

o D. Lgs 28/2011 prev√™ treinamento obrigat√≥rio para instaladores de plantas de energia renov√°vel e estabelece que, at√© 31 de dezembro de 2013, as Regi√Ķes e as Prov√≠ncias Aut√īnomas comprometem-se a implementar um programa de treinamento para esses instaladores ou a reconhecer organiza√ß√Ķes de treinamento credenciadas.

installatori impianti fotovoltaici

As atividades de instala√ß√£o e manuten√ß√£o envolvidas caldeiras, lareiras e fog√Ķes a biomassa, sistemas solares fotovoltaicos e t√©rmicos, sistemas geot√©rmicos de baixa entalpia e bombas de calor.
Os sujeitos envolvidos na atividade de treinamento compulsório, por outro lado, são o empreendedor individual, o representante legal - ou o gerente técnico - que possuem os requisitos profissionais esperados da organização.art. 4 do Decreto Ministerial 37/2008.
De acordo com este artigo, a qualificação profissional é alcançada se os seguintes requisitos forem cumpridos:
a) licenciatura em disciplinas técnicas específicas em uma universidade estadual ou legalmente reconhecida;
b) diploma ou habilita√ß√£o (5 anos) no final do ensino secund√°rio do segundo ciclo com especializa√ß√£o relacionada com o sector de actividade referido no artigo 1.¬ļ, em instituto do Estado ou legalmente reconhecido, seguido de um per√≠odo de inser√ß√£o de pelo menos dois anos anos cont√≠nuos, reportando-se diretamente a uma empresa do setor. O per√≠odo de inser√ß√£o para as atividades referidas no Artigo 1, par√°grafo 2, letra d) √© de um ano;
c) título ou certificado obtido ao abrigo da actual legislação de formação profissional (3 anos), sujeito a um período de inserção de pelo menos 4 anos consecutivos, directamente dependente de outra empresa do sector. O período de inserção para as atividades referidas no Artigo 1, parágrafo 2, letra d) é de dois anos;
d) o terceiro ano - trabalho realizado, reportando diretamente a uma empresa autorizada no ramo de atividade a que se refere o trabalho do instalador, por um período não inferior a 3 anos, excluindo aquele calculado para o aprendizado e o realizado como trabalhador qualificado, como instalador com qualificação especializada em instalação, transformação, ampliação e manutenção.
De acordo com as disposi√ß√Ķes do DGR n. 653 de 7 de maio de 2013 da Regi√£o de Veneto (mas √© para ser confirmado com um decreto especial), os instaladores da Regi√£o em posse destes requisitos ter√£o que realizar um curso de treinamento de 16 horas em 3 anos.
Conergy, uma empresa l√≠der no fornecimento de solu√ß√Ķes e servi√ßos fotovoltaicos completos, desde a sua funda√ß√£o promoveu a forma√ß√£o atrav√©s da cria√ß√£o de Academia Conergy, um grupo de trabalho que inclui especialistas com diferentes habilidades.
Graças a essas habilidades, a empresa já está lançando um programa de treinamento em colaboração com a região de Veneto, com a Fundação Fenice Onlus de Pádua e o Centro de Produtividade de Veneto.
No futuro, a empresa espera estender sua experiência para o resto da Itália também.



Vídeo: Curso de Energia Solar Grátis: Sistemas Fotovoltaicos - Parte I - Videoaula 1