Marca de qualidade para casas

Um projeto de lei está sendo examinado pelo Parlamento para a introdução de uma marca de qualidade para edifícios residenciais.

Marca de qualidade para casas

Modelo de construção eco-sustentável

O exame de um parlamento come√ßou nos √ļltimos dias conta nomeado "Sistema dom√©stico de qualidade. Disposi√ß√Ķes relativas √† avalia√ß√£o e certifica√ß√£o da qualidade do edif√≠cio residencial ".
O objetivo do projeto regulatório é determinar critérios para avaliar a qualidade de um edifício residencial, que leve em conta não apenas os aspectos ligados ao economia de energia, mas também do sustentabilidade ambiental e do bem-estar psicofísico quem vive nele.
No que diz respeito √† certifica√ß√£o energ√©tica dos edif√≠cios, enquanto se aguarda a entrada em vigor das orienta√ß√Ķes nacionais sobre o assunto, em It√°lia permanecem em vigor Decreto Legislativo 192/05, emitido em aplica√ß√£o do Directiva 2002/91 / CE e o Decreto Legislativo 311/06 que tornou obrigat√≥ria a certifica√ß√£o de qualifica√ß√£o de energia para todos os novos edif√≠cios para os quais a licen√ßa de constru√ß√£o foi emitida depois de 8 de outubro de 2005.
Para o parque imobili√°rio existente, por outro lado, foram introduzidos os incentivos correspondentes √† Lei das Finan√ßas de 2007. Dedu√ß√Ķes de Irpef de 55% para interven√ß√Ķes destinadas a melhorar a sua efici√™ncia energ√©tica.

Modelo de construção eco-friendly

Depois, houve uma s√©rie de iniciativas locais de Regi√Ķes e Prov√≠ncias que, com base no que acontece na Prov√≠ncia Aut√īnoma de Bolzano, com a aplica√ß√£o de uma certifica√ß√£o rigorosa ClimateHouse, promoveram orienta√ß√Ķes para a avalia√ß√£o da qualidade energ√©tica dos edif√≠cios.
O prop√≥sito da lei em discuss√£o √© estabelecer um selo de qualidade que √© chamado cqualidade asaque, al√©m de fornecer aos usu√°rios os crit√©rios para avaliar o conforto energ√©tico e habitacional de seu alojamento, pode constituir um interessante par√Ęmetro de compara√ß√£o no mercado imobili√°rio e nas rendas.
As referências normativas para a determinação dos requisitos necessários serão aquelas estabelecidas pela nUNI 8289 pegada para o processo de construção do edifício e do Directiva 89/106 / CE para produtos de construção.

Modelo de construção eco-friendly

A disposi√ß√£o legislativa em discuss√£o ser√° semelhante a uma lei-quadro, visando harmonizar os v√°rios regulamentos regionais, enquanto, num segundo momento, um D.P.R. que ditar√° as diretrizes para unificar os padr√Ķes para certificar a qualidade da constru√ß√£o residencial em todo o pa√≠s.
O sistema proposto com o projeto de lei prevê a classificação das unidades habitacionais individuais categorias A, B, C e D e com o séries de qualidade 1,2,3 e 4.
As categorias levam em conta a efici√™ncia energ√©tica expressa no consumo anual por metro quadrado, de acordo com os par√Ęmetros estabelecidos pelo Decreto Legislativo 192/05 e pela Diretiva 2002/91 / CE; a s√©rie de qualidade dos elementos ditados pela norma UNI 8289 e pela diretiva 89/106 / CE.
Acredita-se que também introduza uma marca casa de qualidade ecológica, para os edifícios construídos em conformidade com os requisitos de compatibilidade ecológica, utilizando materiais biocompatíveis e fontes de energia renováveis.
Para superar os altos custos de construção de um edifício de alta qualidade, o projeto também inclui a introdução de financiamento e incentivos fiscais, além da introdução de descontos nos custos de urbanização.
Os incentivos existentes, por outro lado, serão determinados de acordo com a classificação de qualidade.


arco. Carmen Granata



Vídeo: 3 truques para escolher o porcelanato de casa