Hor√°rio das obras

Uma ferramenta indispensável de planejamento e coordenação em todos os canteiros de obras é um projeto do projeto executivo.

Hor√°rio das obras

calend√°rio

o cronoprogramma √© um esbo√ßo do projeto executivo, elaborado a fim de determinar a consist√™ncia temporal de um canteiro de obras e quaisquer sobreposi√ß√Ķes entre diferentes fases de trabalho. √Č tamb√©m uma ferramenta √ļtil para coordena√ß√£o porque, atrav√©s de uma tabela sin√≥tica especialmente preparada, permite evitar interfer√™ncias perigosas entre os diferentes trabalhadores durante as obras.

A partir da lista de usinagem definida em Estimando o c√°lculo m√©trico eles s√£o agrupados em grupos homog√™neos que normalmente podem ser: demoli√ß√Ķes e remo√ß√Ķes, estruturas verticais, estruturas horizontais, funda√ß√Ķes, impermeabiliza√ß√£o, divis√≥rias internas e externas, pisos, rebocos, plantas e assim por diante.

A cada grupo então três valores são atribuídos:

1. o montante em eurosdeduzido da soma dos preços das obras individuais reportadas no cálculo;

2. a percentagem de incid√™ncia de trabalho. Este valor pode ser obtido de diferentes formas: referindo-se √†s tabelas de distribui√ß√£o aprovadas pelo decreto do Minist√©rio de Obras P√ļblicas de 11 de dezembro de 1978, expedidas nos termos do art. 1 da Lei de 17 de fevereiro de 1978 n. 93; ou de listas de pre√ßos setoriais (como os da editora DEI); ou ent√£o da an√°lise de pre√ßo anexada ao projeto executivo;

Tabela com processamento, quantidade e m√£o de obra

3. o n√ļmero de trabalhadores planejado para a execu√ß√£o das obras.

Depois de reorganizar todos os dados em um mesa, procedemos ao c√°lculo dos dias √ļteis necess√°rios para realizar todas as opera√ß√Ķes planejadas. O resultado √© alcan√ßado atrav√©s de um f√≥rmula que, embora pare√ßa complexo √† primeira vista, √© f√°cil de resolver se voc√™ tiver dados iniciais claros e ordenados.

A fórmula é a seguinte:

NGL = (I * P / 100) / (C * N * O), arredondando o resultado por excesso para o todo positivo,

com:

Tabela de dados referentes aos processos individuais

NGL = N√ļmero de dias √ļteis requeridos
o = quantidade do grupo de processamento
P = percentagem da força de trabalho
C = custo por hora do trabalho
N = n√ļmero de horas por dia
OR = n√ļmero de trabalhadores esperados

Comparado com o que foi dito acima, √© necess√°rio derivar apenas dois outros valores: o custo por hora de trabalho e o n√ļmero de horas por dia. Enquanto este √ļltimo √© convencionalmente considerado como sendo 8, o primeiro √© relatado nas tabelas, regularmente atualizadas, relativas aos custos de m√£o-de-obra de constru√ß√£o e emitidos pelo Minist√©rio de Infra-estrutura e Transporte para cada prov√≠ncia italiana.

A f√≥rmula deve ser aplicada a cada grupo homog√™neo de processos. Os resultados parciais devem ent√£o ser somados para obter os dias √ļteis necess√°rios para concluir o canteiro de obras.

Mas isso n√£o terminou aqui.

Trabalho de construção

A dura√ß√£o esperada deve ser recalibrada, tendo em conta dois valores corretivos: os dias presum√≠veis de tend√™ncias sazonais desfavor√°veis ‚Äč‚Äč(a partir de dados estat√≠sticos) e os feriados anuais.

Para a preparação do cronograma em um forma gráfica que pode ser facilmente interpretado e usado como uma ferramenta de site de construção, é possível inserir os resultados obtidos em uma tabela que mostra: em colunas, a duração de cada categoria de trabalho (dividida em dias, semanas, meses); em linhas, a lista de grupos homogêneos.

Para reduzir a dura√ß√£o do canteiro de obras, ap√≥s uma avalia√ß√£o cuidadosa dos aspectos de seguran√ßa, √© poss√≠vel sobreposi√ß√£o parcial de m√ļltiplos processos, especialmente se realizado em diferentes partes do edif√≠cio ou em momentos diferentes durante o dia de trabalho.



Vídeo: Qual o horário de obras em condomínio?