O inquilino tem o direito de especificar as despesas do condomínio

O inquilino de uma unidade imobiliária localizada em um condomínio sempre tem o direito de especificar os encargos do condomínio solicitados pelo proprietário

O inquilino tem o direito de especificar as despesas do condomínio

Spese

Comparado com deveres de contribui√ß√£o pagos pelo inquilino de uma unidade imobili√°ria mobiliada, h√° uma diferen√ßa entre a repara√ß√£o da porta de entrada devido ao uso da propriedade e a substitui√ß√£o da televis√£o que foi interrompida por velhice? A menos que o acordo entre propriet√°rio e locat√°rio decida colocar todos os custos sobre o segundo (o que, entre outras coisas, de legitimidade duvidosa), a resposta para a pergunta que nos estabelecemos √© positivo. A raz√£o est√° no natureza da interven√ß√£o e, consequentemente, do tipo de custo conectado. o manuten√ß√£o extraordin√°riade fato, no que diz respeito √† conserva√ß√£o em um estado funcional da propriedade e, portanto, sua integridade, √© um fardo que sempre pertence ao propriet√°rio, que aproveita essa interven√ß√£o como dono do ativo. o manuten√ß√£o ordin√°ria, o que se torna necess√°rio como conseq√ľ√™ncia do uso do mesmo bem, cabe ao inquilino que, justamente com seu uso, tenha contribu√≠do para que essa interven√ß√£o fosse necess√°ria. Na √°rea do condom√≠nio, ent√£o, nos termos do art. 9, primeiro e segundo par√°grafo, l. n. 392/78: Despesas com o servi√ßo de limpeza, opera√ß√£o e manuten√ß√£o ordin√°ria do elevador, abastecimento de √°gua, eletricidade, aquecimento e ar condicionado ser√£o custeadas pelo inquilino, salvo acordo em contr√°rio. a purga das fossas e latrinas, bem como a presta√ß√£o de outros servi√ßos comuns. As taxas para o servi√ßo de concierge s√£o cobradas do locat√°rio em 90%, a menos que as partes tenham acordado uma medida mais baixa.. localizar ex lege as despesas a serem suportadas pelo inquilino, isto √©, uma vez que as quantias s√£o solicitadas como despesas de condom√≠nio, para justificar tal solicita√ß√£o. Caso contr√°rio, o condutor pode desafiar os pedidos conjuntos.

Spese condominiali

Ele l√™ em um senten√ßa do Tribunal de Bari que sendo a cargo do inquilino apenas as taxas referidas no art. 9 lei 27 de julho de 1978, n.392 e os √ļnicos reparos de pequena manuten√ß√£o ex artt. 1576 e 1608 do C√≥digo Civil, √© essencial que o locador indique e comprove em que medida as quantias que solicitou reembolso foram pagas ao condom√≠nio. Para esses encargos, o propriet√°rio n√£o pode ser considerado cumprindo, produzindo apenas a c√≥pia do recibo banc√°rio do pagamento de presta√ß√Ķes do condom√≠nio n√£o especificado a partir do qual n√£o √© aparente em quais taxas condom√≠nio estas presta√ß√Ķes referem, e, em particular, se referem a despesas cobrado ao propriet√°rio ou √† custa do inquilino (Trib. Bari 13 de junho de 2012 n. 1882 em Giurisprudenzabarese.it 2013). A regra que rege a direito de conhecer a documenta√ß√£o subjacente aos pedidos √© o terceiro par√°grafo do mesmo art. 9 que diz: O pagamento deve ser feito dentro de dois meses ap√≥s a solicita√ß√£o. Antes de efectuar o pagamento, o locat√°rio tem o direito de obter uma indica√ß√£o espec√≠fica das despesas referidas nos par√°grafos anteriores, mencionando os crit√©rios de atribui√ß√£o. O inquilino tamb√©m tem o direito de examinar os documentos comprovativos das despesas.
adv. Alessandro Gallucci



Vídeo: Fundo de reserva: quem paga?