Temperatura de fumo da caldeira

O sistema de exaustão da caldeira é parte integrante do sistema de gás e requer um projeto específico para potências superiores a 35 kW.

Temperatura de fumo da caldeira

O sistema de escape dos fumos das caldeiras

temperatura do g√°s de combust√£o da caldeira

é parte integrante da planta gás e requer, como planta de gás, um projeto específico para sistemas com caldeiras ou em geradores térmicos em geral com potência de gás superior a 35 kW.
As temperaturas dos gases de combust√£o das caldeiras de pot√™ncia padr√£o (sem condensa√ß√£o), geralmente entre 24 kW e 35 kW, s√£o da ordem de 100¬į C, no caso do caldeiras de condensa√ß√£o os gases de escape t√™m uma temperatura da ordem dos 80¬į C; esta diferen√ßa n√£o implica restri√ß√Ķes particulares nos sistemas de fumar das caldeiras de condensa√ß√£o em compara√ß√£o com os padr√Ķes.
A norma EN 1442/2003 identifica as características de uma chaminé, incluindo as possíveis e diferentes classes de temperatura dos fumos, as classes principais estão listadas na tabela seguinte, cada uma das quais corresponde a uma temperatura nominal de funcionamento.

O m√°ximo temperatura Os fumos emitidos pela caldeira devem ser inferiores ou iguais ao valor nominal expresso em¬į C; a temperatura m√°xima dos fumos emitidos por uma caldeira √© facilmente obtida no manual t√©cnico.

mesa de temperatura

O valor m√°ximo para a temperatura dos gases de escape √© de 600¬į C associado √† classe T600.
Particular aten√ß√£o √†s caldeiras e geradores de condensa√ß√£o merece a condensa√ß√£o, produzida pela transi√ß√£o de fase do vapor de √°gua do estado de vapor para o estado l√≠quido, com a produ√ß√£o relativa de calor; o fen√īmeno de condensa√ß√£o, que ocorre com a temperatura dos fumos abaixo da sua temperatura de orvalho, √© aquela que aumenta significativamente o desempenho de uma caldeira de condensa√ß√£o em compara√ß√£o com uma caldeira padr√£o com o mesmo consumo.
Entre as caracter√≠sticas de uma lareira, a norma EN 1442/2003 tamb√©m expressa a resist√™ncia √† condensa√ß√£o, que √© essencialmente uma caracter√≠stica imperme√°vel da chamin√© de condensado; em geral, o comportamento de uma chamin√© pode ser seco ou ad molhado, as duas fun√ß√Ķes s√£o indicadas respectivamente nos dados da placa da chamin√© como D (seca) ou W (molhado).
Para uma caldeira de condensa√ß√£o, a classe de resist√™ncia deve ser W, tamb√©m nesses casos o dimensionamento da chamin√© √© realizado n√£o √† temperatura do ponto de condensa√ß√£o do condensado, mas √† temperatura de congela√ß√£o da √ļltima.



Vídeo: Caldeira a pellets Pellets Fuzzy Logic 2 - caldeiras combinadas - KOSTRZEWA