SUV e estacionamento no condomínio

Quem sabe quantas pessoas na decis√£o sobre o autom√≥vel para comprar est√£o em conson√Ęncia com as dimens√Ķes de sua pr√≥pria caixa ou seu pr√≥prio espa√ßo de estacionamento.

SUV e estacionamento no condomínio

Parcheggio

Quem sabe quantas pessoas no decis√£o sobre o carro para comprar chegam a um acordo com as dimens√Ķes da sua pr√≥pria garagem ou do seu pr√≥prio lugar de estacionamento, mas nem sempre os c√°lculos est√£o correctos ou, caso contr√°rio, o desejo de comprar um carro em particular √© tal que ofuscar outros fatores.o de dimens√Ķes do espa√ßo de estacionamento √© sem d√ļvida um deles.Da√≠ uma pergunta: o que o copropriet√°rio pode fazer, depois de comprar um carro pesado, assumir que um SUV √© praticamente pr√°tico, n√£o pode mais usar seu pr√≥prio espa√ßo de estacionamento na garagem comum? A resposta √© √ļnica: ele s√≥ pode buscar um acordo com seus vizinhos para uma mudan√ßa de lugar ou chegar a uma resolu√ß√£o que estabele√ßa um modo diferente de usar o bem comum.O que ele n√£o pode fazerna indiferen√ßa dos demais cond√īminos, cabe ao juiz obter uma disposi√ß√£o que estabele√ßa uma modalidade de utiliza√ß√£o diferente daquela parte comum: um caso muito semelhante foi enfrentado e solucionado dessa maneira pela Segunda Se√ß√£o do Tribunal de Cassa√ß√£o com a senten√ßa 07 de julho de 2011 n. 15203.Segundo os arminhos em mat√©ria de comunh√£o, o art. 1102 c.c. baseia o crit√©rio pelo qual o uso de res communis ocorre, como regra e na medida do poss√≠vel e razo√°vel, promiscuamente, de modo que cada participante tenha o direito de usar o bem como ele pode, e n√£o em qualquer desejo, dado o duplo limite que deriva do respeito pelo destino da coisa e do igual direito de gozo devido aos outros comunistas.

Parcheggio

Portanto, onde gozo anterior, seja prom√≠scuo ou regulado de forma aut√īnoma por resolu√ß√£o da assembl√©ia de condom√≠nios adotada por maioria (como a jurisprud√™ncia constante deste Tribunal considera poss√≠vel: ver cassa√ß√£o n¬ļs 4131/01, 10248/03, 13763/04, 8528/94, 6010/84 e 312/82), j√° n√£o √© poss√≠vel para apenas um dos participantes, devido √† mudan√ßa puramente eletiva de suas condi√ß√Ķes pessoais, este √ļltimo n√£o pode necessariamente exigir uma modalidade diferente dos outros. de utiliza√ß√£o do comum, no sentido de uma reviravolta ou de outras solu√ß√Ķes que comprometam outras e / ou diferentes partes objeto de comunh√£o, tanto porque o gozo prom√≠scuo √© por sua natureza modal, de modo que o condom√≠nio √ļnico tem o √īnus de se conformar com o limites, mesmo quantitativos, do ativo, suas pr√≥prias expectativas de uso, tanto porque diferentes op√ß√Ķes de frui√ß√£o comum podem ser realizadas de forma aut√īnoma, mas ainda n√£o impostas pelo inte ensaio heter√≥nimo do juiz, que tem especificamente apenas poderes interditos
(Cass. 7 de julho de 2011 n. 15203) Antes de trocar de carros, portanto, tenha cuidado: você corre o risco de não ter mais espaço para estacionar.



Vídeo: ESTACIONAR em VAGA de SHOPPING - 4 MANEIRAS