CasaClima Standard R

A ag√™ncia CasaClima apresentou recentemente o novo protocolo CasaClima R para a certifica√ß√£o de edif√≠cios e habita√ß√Ķes individuais renovadas.

CasaClima Standard R

Certificato CasaClima

O padrão ClimateHouse é um protocolo baseado em critérios de eficiência energética e sustentabilidade ambiental para certificar a qualidade de novos edifícios.
Os edifícios, se atenderem a determinados requisitos, são classificados de acordo com seu consumo de energia, em diferentes categorias que recompensam sua eficiência.
o Prov√≠ncia aut√īnoma de Bolzano, onde a certifica√ß√£o nasceu, prev√™ por lei que todos os edif√≠cios constru√≠dos nos √ļltimos anos respeitam, pelo menos, a classe C da norma CasaClima, o que torna a constru√ß√£o da √°rea verdadeiramente vanguardista.
Mas o interesse nestes crit√©rios de design est√° se espalhando por toda a Pen√≠nsula e o projeto de edif√≠cios com os requisitos necess√°rios e obter a certifica√ß√£o constituem um valor agregado, tamb√©m do ponto de vista econ√īmico, para as propriedades em quest√£o.
No dia 24 de janeiro passado foi apresentado, durante o curso de Klimahouse 2013, o novo protocolo ClimateHouse R, que diz respeito à recuperação e reabilitação de edifícios existentes, dos quais uma directiva técnica específica será em breve publicada.

Certificação KlimaHouse para edifícios existentes

O propósito deAgência CasaClima é restaurar o valor para o estoque de construção já construído, através de um planejamento correto de sua reabilitação.
De facto, a maior parte do considerável consumo de energia pelo qual o edifício é responsável deve-se aos edifícios antigos, em particular ao consumo de energia, porque são obsoletos do ponto de vista energético.

Requisiti CasaClima per risanare correttamente

Apesar do esfor√ßo devido √† introdu√ß√£o do dedu√ß√Ķes fiscais de 55% para a efici√™ncia energ√©tica, ainda existem alguns edif√≠cios em que se interveio.
O novo protocolo tem, obviamente, regras mais flexíveis do que as destinadas ao design de novos edifícios, porque pretende favorecer a melhoria dos edifícios existentes, sem no entanto prejudicar outras qualidades, como a arquitectónica do edifício.
Al√©m disso, neste caso, a possibilidade de interven√ß√£o √© limitada por in√ļmeros fatores, incluindo o grande parcelamento dos im√≥veis existentes na It√°lia.
A Agência pretende, no entanto, favorecer os proprietários de apartamentos-condomínio, que pretendem reconstruir a sua propriedade, mas que devem colidir com as necessidades de outros condomínios, pelo que não é possível intervir em todo o edifício.
A conquista do padr√£o CasaClima R, portanto, pode relacionar tanto edif√≠cios inteiros que unidades imobili√°rias √ļnicas, a fim de melhorar sua efici√™ncia e, portanto, reduzir o consumo de energia e o conforto de vida do ambiente dom√©stico.

Requisitos exigidos para a norma CasaClima R para edifícios existentes

A certifica√ß√£o exige o cumprimento dos requisitos precisos contidos na diretiva t√©cnica, que diz respeito principalmente √†s caracter√≠sticas do recinto e das instala√ß√Ķes.

Standard CasaClima R

Esses requisitos, falando de ativos existentes, podem colidir com restri√ß√Ķes urban√≠stico, paisag√≠stico, hist√≥rico-arquitet√īnico, higi√™nico-sanit√°rio ou com a adjac√™ncia a outra unidade imobili√°ria. Neste caso, a sua n√£o conformidade pode ser justificada, mas sempre sem derrogar as obriga√ß√Ķes m√≠nimas exigidas.
Muitas vezes nos encontramos resolvendo com mais dificuldade, por exemplo, o problema de pontes t√©rmicas. Se a melhor solu√ß√£o poderia ser uma interven√ß√£o sobre o isolamento externo do edif√≠cio, esta interven√ß√£o nem sempre √© poss√≠vel, seja por restri√ß√Ķes arquitet√īnicas ou urbanas ou porque √© um edif√≠cio de condom√≠nio, por isso √© necess√°rio recorrer a uma interven√ß√£o de isolamento do interior.
Conformidade com os requisitos relativos √† qualidade do plantas difere de acordo com se √© um edif√≠cio inteiro ou um √ļnico apartamento.
No primeiro caso, de fato, é muito mais fácil operar a reconstrução completa da usina, enquanto no segundo caso às vezes é impossível.
Na √°rea do condom√≠nio, pode acontecer que a separa√ß√£o de um √ļnico usu√°rio do sistema centralizado n√£o seja permitida ou que seja considerado muito pesado. Da mesma forma, pode ser mais complexo poder usar fontes de energia renov√°veis, como as bombas t√©rmicas solares, fotovoltaicas ou geot√©rmicas, como muitas vezes as usinas necessitam para a instala√ß√£o de √°reas comuns de condom√≠nios, como pavimentos solares ou p√°tios.

Procedimento para o padrão CasaClima R para edifícios existentes

Targa CasaClima

O procedimento para obter a certifica√ß√£o reflete as disposi√ß√Ķes para a certifica√ß√£o de novos edif√≠cios da CasaClima. No caso de certifica√ß√£o de um √ļnico apartamento, um iter simplificado para ser implementado mais tarde inscri√ß√£o online.
A √ļnica novidade √© a introdu√ß√£o do Consultor de energia da CasaClima como figura obrigat√≥ria para a pr√°tica de solicita√ß√£o de certifica√ß√£o, para propriedades localizadas fora da prov√≠ncia aut√īnoma de Bolzano.
Ao final do procedimento previsto para a unidade √ļnica, com resultado positivo, a libera√ß√£o de um R certificado de unidade habitacional (sem indica√ß√£o de classe energ√©tica) e do CasaClima placa R unidade habitacional.
No caso de todo o edifício restaurado, por outro lado, Certificado energético CasaClima R com indicação da classe energética atingida com a reabilitação e da Placa de construção CasaClima R sem indicação de classe.