Solar Decathlon Europe 2019

A edi√ß√£o 2019 da competi√ß√£o Solar Decathlon Europe premiou solu√ß√Ķes inovadoras e eco-sustent√°veis ‚Äč‚Äčno setor de design e constru√ß√£o.

Solar Decathlon Europe 2019

O que √© isso? Decatlo Solar Europa? √Č a vers√£o europ√©ia de uma competi√ß√£o dos EUA, o US DOE Solar Decathlon, no qual universidades de todo o mundo competem entre si. projeto e do constru√ß√£o de casas com baixo consumo de recursos naturais e capaz de reduzir a produ√ß√£o de res√≠duos a um m√≠nimo ao longo de seu ciclo de vida, todos com especial aten√ß√£o para o uso de energia alternativa proveniente de fontes solares.
Solar Decathlon Europe viu o desenvolvimento de sua primeira edição em junho de 2010 em Madrid e, como uma competição filha O americano original, nascido de acordos bilaterais entre os governos espanhol e americano, é realizado nos anos pares, enquanto os Estados Unidos ocorrem em anos ímpares. Tal é o interesse, em todo o mundo, movido pela manifestação de que, recentemente, um novo protocolo foi assinado entre as autoridades americanas e as correspondentes autoridades chinesas para o desenvolvimento de um Edição chinesa do Decatlo Solar, a ser realizada em 2013, alguns meses depois do americano.

SDE 2012: Canopea ( image source: sdeurope.org)

o prop√≥sito de um evento deste tipo √© duplo: educativo e cient√≠fico. Os participantes, carinhosamente chamados decatletas, s√£o for√ßados a formar equipes multidisciplinares com v√°rios especialistas nas v√°rias disciplinas cient√≠ficas e t√©cnicas envolvidas nos processos de projeto e constru√ß√£o para propor solu√ß√Ķes de constru√ß√£o e habita√ß√£o inovadoras e ambientalmente sustent√°veis. O trabalho das equipes participantes √© apresentado tanto ao p√ļblico quanto aos t√©cnicos e profissionais do setor, ampliando a rede de conhecimento compartilhado com base em projetos cient√≠ficos estudados e compartilhados publicamente.

Edição 2012 do Solar Decathlon Europe

A √ļltima edi√ß√£o, realizada em Madrid em setembro de 2012, contou com a participa√ß√£o de 18 grupos interdisciplinares, de todo o mundo, que se desafiaram com base em 10 temas de avalia√ß√£o, cada um dos quais foi associado a uma pontua√ß√£o, cuja soma, ent√£o, contribuiu para a atribui√ß√£o do pr√™mio final.
As categorias de avalia√ß√£o foram as seguintes: arquitetura (120 pontos), Engenharia e Constru√ß√£o (80 pontos), Efici√™ncia Energ√©tica (100 pontos), Balanceamento de Energia El√©trica (120 pontos), Condi√ß√Ķes de Conforto (120 pontos), Opera√ß√£o da casa (120 pontos), Comunica√ß√£o e Aumento da Consci√™ncia Social (80 pontos), Industrializa√ß√£o e viabilidade de mercado (80 pontos), Inova√ß√£o (80 pontos), Sustentabilidade (100 pontos). Cada categoria tinha seu pr√≥prio Expert Jury.
A classifica√ß√£o final, no final do trabalho de todos os J√ļris envolvidos, √© o resultado, de fato, da soma das pontua√ß√Ķes parciais das categorias individuais e viu, no p√≥dio dos vencedores, os seguintes projetos: 1¬ļ lugar, com um andaime total 908,72 pontos, o projeto chamado Canopea do grupo franc√™s do Rhone-Alpes, que re√ļne grupos pertencentes √†s principais institui√ß√Ķes universit√°rias da √°rea geogr√°fica, incluindo as Universidades de Grenoble, Lyon e Savoy.

SDE 2012: Patio 2.12 ( image source: sdeurope.org)

2¬į Classificado, com a pontua√ß√£o de 897,39, o projeto chamado P√°tio 2,12 do grupo ib√©rico Equipe da Andaluzia, que re√ļne componentes selecionados das Universidades de Granada, Jaen, M√°laga e Sevilha; 3¬ļ lugar, com pontua√ß√£o igual a 863,49 pontos, o projeto Med na It√°lia do grupo italiano que reuniu estudantes e especialistas da Universidade Roma Tre (Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Economia), e da Faculdade de Desenho Industrial doUniversidade La Sapienza de Roma, com a participa√ß√£o tamb√©m do Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia da Universidade de Bolzano.
O projeto vencedor, que obteve a maior pontua√ß√£o nas categorias Condi√ß√Ķes de conforto e funcionamento da casa e inova√ß√£o, caracteriza-se por uma ideia de design simples caracterizada por uma compacta√ß√£o global do edif√≠cio, organizada em torno de tr√™s caixas que cont√™m sistemas tecnol√≥gicos e vegetais, as √°reas de dormir e uma √°rea multifuncional que, se necess√°rio, pode ser estendida para fora. Energeticamente, o edif√≠cio tem uma opera√ß√£o h√≠brida, sendo capaz de consumir a energia produzida por si e colocar o excesso na rede.
O projeto espanhol, que obteve as maiores pontua√ß√Ķes na categoria Balanceamento de Energia El√©trica e ganhou o pr√™mio para o edif√≠cio mais votado pelo p√ļblico (fora da competi√ß√£o), foi desenvolvido usando dei m√≥dulos de habita√ß√£o pr√©-fabricados que pode ser configurado de v√°rias maneiras em torno de um p√°tio de conex√£o e distribui√ß√£o, que tamb√©m atua como um elemento de regula√ß√£o de ganhos de energia e dispers√Ķes e tamb√©m regula a ventila√ß√£o natural no ver√£o. O balan√ßo de energia foi

SDE 2012: Med in Italy ( image source: sdeurope.org)

colocado sobre um sistema de painéis solares, tanto térmicos como elétricos, para ser colocado nos módulos em relação à localização geográfica do edifício.
O projeto italiano, finalmente, que obteve as maiores pontua√ß√Ķes na categoria sustentabilidade, √© fortemente caracterizado pelo uso de solu√ß√Ķes de tipo passivo, que dizem respeito ao controle de irradia√ß√£o solar, ventila√ß√£o natural e in√©rcia t√©rmica dos componentes do recinto constru√≠do: em particular, uma estrutura de madeira pr√©-fabricada foi especialmente concebida, que lembra a tradi√ß√£o de constru√ß√£o italiana, proporcionando-lhe um isolamento t√©rmico especial no exterior e enchendo-a internamente com areia √ļmida dentro de tubos de alum√≠nio reciclados. para enfrentar otimamente o clima t√≠pico do Mediterr√Ęneo, em qualquer √©poca do ano. o necessidades de energia prim√°ria √© garantido por pain√©is fotovoltaicos instalados no telhado e nas paredes leste e oeste.