Sistemas de Fumar

Regras e leis para reduzir os custos de energia dos edifícios também influenciaram significativamente os sistemas de fumaça.

Sistemas de Fumar

Atenção para o segurança dos sistemas, a economia de energia dos edifícios e a redução da poluição atmosférica também influenciaram significativamente o projeto e a construção de sistemas de evacuação de fumaça, comumente identificados como chaminés.

granada

Para estas tend√™ncias gerais, com o D.M. 37/08 ex Lei 46/90 sobre seguran√ßa e Lei 10/91 sobre a economia energia, refer√™ncias legislativas precisas foram acrescentadas, a lei 192/05, a D.M. 311/06 e subsequentes aditamentos e altera√ß√Ķes que ditam regras espec√≠ficas para a concep√ß√£o, instala√ß√£o e manuten√ß√£o de sistemas de aquecimento; as obriga√ß√Ķes e responsabilidades das partes interessadas tamb√©m foram definidas.
As disposi√ß√Ķes legislativas relativas √† poupan√ßa de energia dos edif√≠cios conduziram tamb√©m a um aumento retornos geradores e um incentivo significativo de tecnologias modernas; Entre estes, a condensa√ß√£o que exige sistemas de evacua√ß√£o de fumo com caracter√≠sticas espec√≠ficas e diferentes dos sistemas padr√£o.
O aumento nos retornos dos geradores implicou uma dr√°stica redu√ß√£o o fornecimento de ar secund√°rio ou aleat√≥rio, o que tamb√©m envolveria um excesso de combust√£o de ar e uma redu√ß√£o consider√°vel do conte√ļdo de energia dos fumos.

ONE


Este √ļltimo fen√īmeno garante maior efici√™ncia do aparelho, porque permite a dispers√£o de uma menor quantidade de energia nos fumos, requer um desempenho cada vez maior nos sistemas de fuma√ßa e, em particular, nas chamin√©s coletivas.
O projeto de um sistema de fumaça é influenciado pela temperatura dos fumos, mais precisamente, quanto maior a temperatura dos fumos e proporcionalmente maior o calado.

Padr√Ķes de Refer√™ncia

As principais normas que regulam o dimensionamento de chaminés e chaminés operando na depressão são:
UNI9615-1: 1990; UNI9615-2: 1995; UNI10640: 1997; UNI10641: 1997; UNI7129: 2001-2008; UNI10845: 2000; UNI 10847: 2000; EN 13384-2: 2003 condutas coletivas.

UNI

O D.M. 37/08, ex Lei 46/09, especifica que a redação do projeto é obrigatório para a instalação, transformação e expansão de usinas com capacidade térmica nominal de mais de 34,8 kW e de condutos coletivos ramificados.
Dentro de um sistema desse tipo, o substitui√ß√£o de um ou mais dispositivos compat√≠veis podem alterar as condi√ß√Ķes de funcionamento do pr√≥prio sistema: √©, por conseguinte, adequado que a condom√≠nio designar uma pessoa respons√°vel, a quem deve ser feita refer√™ncia nos casos em que as opera√ß√Ķes de manuten√ß√£o e / ou modifica√ß√£o devam ser realizadas na tubula√ß√£o coletiva. Desta forma, √© poss√≠vel garantir a manuten√ß√£o das condi√ß√Ķes do projeto; √© bom especificar que cada chamin√© coletivo √© um duto de combust√£o √ļnico, cuja finalidade √© coletar e expelir os produtos de combust√£o de diversos aparelhos.
Com este tipo, portanto, estamos preocupados em fazer coletivo o √ļnico descarte dos produtos de combust√£o, enquanto o suprimento de ar de combust√£o ser√° realizado independentemente para os v√°rios aparelhos de usu√°rio.


ing. Vincenzo Granato



V√≠deo: ¬ŅFumas? Experimento Casero muestra Efecto en Pulmones