O Sismabonus é também para aqueles que demolem e reconstruam a casa

Os contribuintes que demolirem e reconstruírem a casa também poderão se beneficiar do Sismabonus. Aqui estão os esclarecimentos fornecidos pela Revenue Agency

O Sismabonus é também para aqueles que demolem e reconstruam a casa

Dedu√ß√Ķes para medidas anti-s√≠smicas: o que a receita interna diz

Em relação ao Sismabonus ele veioagência qualquer receita um esclarecimento importante.
Vamos come√ßar lembrando que o Sismabonus √© aquelefacilita√ß√£o fiscal reconhecido a favor do contribuinte em caso de interven√ß√£o do melhoria s√≠smico de edif√≠cios. Com base nas disposi√ß√Ķes da resolu√ß√£o n. 34 / E de 27/04/2018, a Ag√™ncia Fiscal declara que aqueles que possuem ou det√™m uma propriedade, com base em uma qualifica√ß√£o adequada, podem se beneficiar das dedu√ß√Ķes fiscais previstas na lei sobre o tema de sismabano, se eles realizarem demoli√ß√£o e pr√≥ximo reconstru√ß√£o do edif√≠cio.
Condi√ß√£o para aproveitar os benef√≠cios fiscais √© que o novo edif√≠cio tem o mesma volumetria disso pr√©-existente, com a √ļnica diferen√ßa de que o novo edif√≠cio ter√° de ser constru√≠do, fazendo as varia√ß√Ķes necess√°rias para oajuste do mesmo para regulamentos anti-s√≠smicos.

Sismabonus demolição e construção


Na opini√£o da Agenzia delle Entrate, a demoli√ß√£o e as subsequentes opera√ß√Ķes de reconstru√ß√£o est√£o entre as interven√ß√Ķes da renova√ß√£o de edif√≠cios (conserva√ß√£o do patrim√≥nio edificado) e n√£o de nova constru√ß√£o.
O Inland Revenue também explica que, no caso de trabalhos de demolição seguidos de reconstrução, a taxa é aplicada IVA descontado o 10% previsto para obras de renovação, desde que a documentação administrativa as defina como tal.
Ao responder ao apelo de três contribuintes que têm copropriedade de uma propriedade, o Banco esclareceu que todas as três partes podem se beneficiar da dedução, proporcionalmente às despesas realmente incorridas por cada uma delas.
Qual é o benefício fiscal do sismabonus, ou a dedução fiscal para a adoção de medidas anti-sísmicas?
A fim de incentivar o contribuinte a realizar trabalhos destinados a reduzir o risco s√≠smico de edif√≠cios localizados em √°reas s√≠smicas de alto risco (zonas 1, 2 e 3), a lei previa uma dedu√ß√£o fiscal igual a 50% despesas incorridas, que podem ser utilizadas em cinco parcelas anuais iguais. As despesas que podem ser deduzidas s√£o aquelas realizadas de 1¬ļ de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2021.
O limite de despesa para o cálculo da dedução é de 96.000 euros, para cada ano e para cada unidade habitacional.
A porcentagem de dedução chega a 70% despesas se as medidas anti-sísmicas adotadas envolverem a transição para uma classe de risco mais baixa.
Você pode chegar 80% se a intervenção envolve a transição para duas classes de risco mais baixas.



Vídeo: