Documento único para a avaliação de riscos de interferência

Além dos demais documentos sobre o tema, para garantir a segurança no trabalho, é necessário elaborar o Documento Único para Avaliação de Riscos de Interferência.

Documento único para a avaliação de riscos de interferência

Riscos e segurança nos canteiros de obras

Há alguns meses, a Inail divulgou os dados de 2012 sobre o acidentes no local de trabalho. Embora os dados sejam ligeiramente inferiores ao ano anterior, os números ainda são preocupantes: 654.000 acidentes e 870 mortes; destes casos, a maioria ocorre em canteiros de obras, onde em péssimas condições de trabalho, extrema burocracia e falta de vigilância, acidentes fatais ou acidentes graves são registrados, devido a negligência e descumprimento das normas de segurança.

sicurezza e rischi

Na Itália, o Decreto Legislativo 81/2008, Lei consolidada de segurança do trabalho, estabelece as disposições a serem seguidas para a eliminação de perigos e riscos no local de trabalho.
Apesar de o Decreto se destinar a todas as áreas de trabalho, porque, falando de segurança, não há áreas preferenciais, no artigo que trataremos segurança na construção e imobiliário.
O Texto Único identifica todas as responsabilidades dos diversos atores no campo e indica os procedimentos a serem seguidos para a correta execução das obras.

cantieri e valutazione dei rischi

Em termos de segurança, as responsabilidades são distribuídas entre empregador, comissário do trabalho e coordenador de segurança na fase de projeto e execução.
Em primeiro lugar, o empregador deve certificar-se de que seus funcionários possam operar com total segurança e tranquilidade, formando-os com cursos apropriados e disponibilizá-los facilidade e dispositivos para segurança pessoal e para todos os outros atores no processo.
O coordenador de segurança, durante a fase de projeto, tem a tarefa de elaborar a documentação para fornecer indicações e requisitos relacionados ao local em questão e, através do plano de segurança e coordenaçãodos quais falamos 'Artigo 100 do decreto acima mencionado, juntamente com seus anexos, organiza e descreve o funcionamento do estaleiro.
Na fase executiva, o coordenador tem a tarefa de verificar e monitorar o canteiro de obras a fim de evitar acidentes, acidentes e multas relacionadas durante a inspeção pelos órgãos competentes.
Entre os riscos verificáveis ​​em um canteiro de obras, muitos poderiam derivar interferência entre os vários processos, se algumas delas forem realizadas por empresas externas; no caso de não haver Plano de Segurança, obrigatório em caso de duas ou mais empresas mesmo que não seja simultâneo, é necessário elaborar um documento no qual o trabalho seja planejado e coordenado.
A este respeito, o artigo 26, parágrafo 3, do Decreto Legislativo 81/2008 afirma que O empregador contratante promove a cooperação ea coordenação mencionadas no parágrafo 2, desenvolvendo um documento único de avaliação de risco que indique as medidas tomadas para eliminar ou, quando isso não for possível, minimizar os riscos de interferência. Este documento está anexado ao contrato ou contrato de trabalho.
Este é o chamado D.U.V.R.I., Documento único para a avaliação de riscos de interferência.

Qual é o Documento Único para a Avaliação de Riscos de Interferência?

documento unico di valutazione dei rischi

É um documento no qual todas as análises são analisadas riscos decorrente do trabalho realizado pela empresa-mãe e pelo contratante.
No seu interior contém informações sobre o cliente, o trabalho a realizar e o local de construção, bem como os números responsáveis ​​pela conformidade com os regulamentos de segurança.
Para identificar riscos e riscos para a saúde dos trabalhadores, siga as instruções do medidas de prevenção e proteção.
Os editores de um D.U.V.R.I. é sempre obrigatório, exceto no caso em que, como descrito acima, já existe um Plano de Segurança e Coordenação, ou, conforme estabelecido pelo parágrafo 3 bis do artigo 26, serviços de natureza intelectual, ao mero fornecimento de materiais ou equipamentos, bem como a obras ou serviços cuja duração não ultrapasse dois dias, desde que não envolvam riscos decorrentes da presença de agentes cancerígenos, agentes biológicos, atmosferas explosivas ou a presença de riscos específicos referidos no anexo XI.

Documento único para a avaliação de riscos de interferência em condomínios

Nos termos do art. 3, parágrafo 9 do Decreto Legislativo. n. 81/2008, para i Os trabalhadores abrangidos pelo acordo coletivo dos proprietários dos edifícios estão sujeitos às obrigações de informação e formação previstas nos artigos. 36 e 37; então, mesmo no obras de condomíniofalamos sobre riscos de interferência.

documento unico di valutazione dei rischi e condominio

A obrigação de redigir uma D.U.V.R.I. em condomínios subsiste no caso o cliente também é um empregador e isso os trabalhos são realizados dentro da empresa do cliente ou de uma única unidade de produção.
O administrador, ou o representante legal do edifício, assume o título de empregador quando o edifício tem, para si próprio, o funcionários: jardineiro, zelador, porteiro, mantenedor, etc.
Caso contrário, conforme estabelecido por uma circular do Ministério do Trabalho, no caso em que o condomínio emite, sob a forma de contrato, obras de construção abrangidas pelo âmbito do Título IV do Decreto Legislativo n. 81/2008 em locais de construção móveis ou temporários, o diretor é qualificado como cliente e, como tal, está sujeito às obrigações estabelecidas nos artigos. 88 e seguintes do mesmo texto normativo.



Vídeo: Cuidados na Compra e Venda de Imóveis (Certidões, Documentos e Escritura)