Olfativo na arquitetura

Cada quarto em uma casa tem seu pr√≥prio cheiro, um elemento que o caracteriza e que o torna √ļnico e, portanto, diferente dos outros: √© poss√≠vel projetar odores.

Olfativo na arquitetura

Conforto do espaço ligado aos sentidos

Hoje quando sim ele planeja uma casa ex novo, ou quando você empreende um projeto de reestruturação, atenção é dada a uma série de fatores, como o meio ambiente, materiais, etc... mas nós sempre olhamos mais e mais em conforto vivo.

conforto vivo

o conforto vivo, n√£o √© apenas dado pelas condi√ß√Ķes termo-higrom√©tricas do ambiente que vamos projetar, mas envolve tamb√©m o envolvimento dos 5 sentidos, par√Ęmetros fundamentais que precisamos definir n√≠vel de conforto dentro de um ambiente.
Dos 5 sentidos certamente o mais considerado na arquitetura é a visão, uma arquitetura ou uma espaço, é agradável, nos faz sentir bem, porque é essencialmente bonito ver um ao outro.
Mas muitas vezes o percep√ß√£o de espa√ßos est√° ligado n√£o s√≥ √†s imagens, mas tamb√©m aos materiais, portanto aos seus cheiros e √† sua percep√ß√£o ao toque. Quando sim projetos portanto, todos esses aspectos s√£o considerados, mas o mais dif√≠cil de gerenciar √© certamente osentido do olfato tamb√©m porque talvez dois materiais da mesma natureza, como eles podem ser, por exemplo, do sopro, eles podem ter fragr√Ęncias diferentes, ligado aos diferentes tipos e m√©todos de tempero, ou mesmo aos diferentes graus de umidade presentes nos ambientes em que essas madeiras foram preservadas. Essas considera√ß√Ķes se aplicam a todos os materiais de constru√ß√£o, mas obviamente todos os casos s√£o diferentes.
Às vezes acontece que um material tem a capacidade de evocar memórias através de essências e perfumes, tornando um ambiente mais ou menos confortável.

Import√Ęncia do olfato na arquitetura

Entre os 5 sentidos, certamente o mais dif√≠cil de gerenciar quando um projeto √© realizado √© o sentido do olfato, sempre em arquitetura A associa√ß√£o de um perfume a um lugar sempre despertou fortes emo√ß√Ķes nas pessoas que vivem naquele espa√ßo em particular. Podemos encontrar isso em grande escala, como o cheiro caracter√≠stico de alm√≠scar de mesquitas, com a fun√ß√£o de promover o ascetismo dos fi√©is, ou ess√™ncias florais nas casas do per√≠odo barroco. Ou, considerando ambientes menores, como casas, pense naqueles dos antigos romanos que eram usados ‚Äč‚Äčpara perfumar √°gua de rosas.
Esta concepção do perfume na arquitetura sofreu alguns altos e baixos, às vezes colocando-se em contraste com a visão, de fato por um certo período, especialmente aquele período de arquitetura associado com a figura de Le Corbusier, vê oaparecem de arquitetura pegue a mão superior.
Vamos falar sobre elementos parecidos espaço livre, o luz, o formaeu cores etc... todos os elementos que em um projeto se tornaram característicos para definir um espaço para se viver.
Hoje, por√©m, quando falamos espa√ßo de uma casa o meio ambiente √© considerado, l'ecossistemae, portanto, tendo que considerar tudo ao nosso redor, todos os sentidos s√£o retomados, tamb√©m porque o percep√ß√Ķes sensoriais assim como o olfato, eles se tornam caracter√≠sticos para determinar a conforto de um ambiente.

arquitetura eco-sustent√°vel

Na verdade, quando falamos sobre design eco-sustentável significa precisamente o desejo do designer de criar lugares sensíveis ou lugares que estejam em sintonia com bem-estar físico e psicológico daqueles que vivem lá.
Todo o elementos de arquitetura de uma parede a uma porta, para n√£o mencionar uma pe√ßa de mob√≠lia dentro de uma casa, elas podem evocar sensa√ß√Ķes sempre diferentes. Em particular, eu ervas muitas vezes s√£o precisamente aqueles que nos fazem reconhecer o chamado ar dom√©stico.
Todos os materiais s√£o geralmente capazes de fornecer este sentimento, mas certamente aqueles que se prestam mais s√£o os sopro, que s√£o usados ‚Äč‚Äčpara fornecer elementos como m√≥veis, ou mesmo elementos estruturais, est√£o sempre presentes em nossos lares, e t√™m a capacidade de fazer com que suas ess√™ncias sejam diferentes de um lugar do outro, √†s vezes at√© dentro do espa√ßo. mesmo apartamento. De fato, √†s vezes √© suficiente que a mesma ess√™ncia seja encontrada em diferentes ambientes, para provocar sempre diferentes efeitos e sensa√ß√Ķes.
Obviamente, nem todos os cheirar em uma casa eles são agradáveis, geralmente o cheiro de uma casa pode nos dizer muito sobre a pessoa que vive lá, seus hábitos, etc... também porque muitas vezes o cheiro que encontramos em um apartamento não é dependentecheiro de materiais com o qual isso é feito, mas pode haver casos em que os materiais absorvem o cheiro da casa, tornando-a sua.

cheirar em uma casa

Uma associação válida poderia ser a do perfume da casa com o da pele, que é diferente de pessoa para pessoa, nessa situação em especial poderíamos dizer, diferente de casa para casa.
Obviamente se um cheiro é agradável atrai, vice-versa se é desagradável tende a afastar-se.
Como vimos antes, eu materiais às vezes eles fazem o seu próprio os cheiros da casa, este é o caso daqueles que usam incenso perfumado ou velas, e nos permite modificar apenas superficialmente o cheiro de um ambiente.
Se quis√©ssemos intervir precisamente sobre o sentido do olfato, dever√≠amos ir trabalhar a montante, considerando tanto a composi√ß√£o quanto a estrutura do espa√ßo que estamos planejando, e fazendo observa√ß√Ķes apropriadas com rela√ß√£o aos materiais.
Projetar o cheiro √© bastante desafiador, na verdade o nariz √© um instrumento complexo, sua conforma√ß√£o nos diz que √© um aparelho feito de vazios, membranas e receptores, todas as part√≠culas que passam por ele fornecem informa√ß√Ķes que s√£o ent√£o registradas pelo c√©rebro. L 'sentido do olfato geralmente associa um odor que ouvimos a uma mem√≥ria trancada em nossa mem√≥ria. L 'ambiente de uma casa ganha vida atrav√©s das sensa√ß√Ķes provocadas pelos 5 sentidos, depois a vis√£o, a audi√ß√£o, o toque, mas o primeiro sentido que √© ativado √© definitivamente o sentido do olfato, que nos permite avaliar o ambiente em que nos encontramos.

odores de design em uma casa

L'cheiro tem a capacidade de revelar a verdadeira natureza de um lugar, segui-lo significa ir além dos muros, fortalecendo a ligação entre espaços internos e externos, entre homem e arquitetura, entre matéria e espírito.
Um dos objetivos, portanto, do projeto √© levar em conta esse aspecto importante, o sentido do olfato, que por muito tempo permaneceu oculto, aspecto fundamental hoje, pois √© considerado e considerado a import√Ęncia dada ao uso de materiais naturais, al√©m das caracter√≠sticas visuais e t√°teis, devem considerar tamb√©m aquelas olfativas, que s√£o talvez as que mais afetam conforto vivo.



Vídeo: Iniciando Testes Identidade Olfativa - Arquitetura Comercial