Balan√ßas especiais: solu√ß√Ķes e truques

O que ter em mente quando é necessário criar uma escada particular para ligar dois níveis, obtendo também a realização de um acessório de decoração.

Balan√ßas especiais: solu√ß√Ķes e truques

As escadas e as regras de boa construção

o elemento fundamental, através do qual é possível superar i gradientes entre pisos superpostos paralelos presentes em todos os tipos de arquitetura clássica e moderna é representada pela escada. Geralmente consiste em uma série de planos horizontais dispostos em alturas constantes que são interrompidos em uma prateleira maior chamada aterrissagem.
O acima mencionado gen√©rico A descri√ß√£o da escala nos permite imaginar as composi√ß√Ķes infinitas que podem ser obtidas distribuindo esses elementos ao longo de caminhos caracterizados por diferentes geometrias e dimens√Ķes.
Em qualquer caso, para que os resultados da escala fácil, que é constituído por elementos que permitem seu uso em segurança e conforto, é necessário que o diferença existente entre duas prateleiras consecutivas, chamadas tubo de subida tem uma altura que pode ser superada com o mínimo gasto de energia física.

Uma escada do condomínio clássico

Em escala convencional o valor do riser permanece constante, mas existem exemplos de edif√≠cios nos quais isso nem sempre √© verdade. De facto, em diferentes per√≠odos, √© poss√≠vel encontrar edif√≠cios caracterizados por escadas com levemente decrescente com o aumento do n√ļmero de pisos e a fim de tornar a subida menos pesada √† medida que se chega aos andares mais altos, sem criar desequil√≠brios na repeti√ß√£o dos movimentos.
Esta operação de compensação geométrica, deve ser estudada com grande habilidade, se você não quiser incorrer em erros que comprometam além da usabilidade, até mesmo a segurança da escada.
As prateleiras horizontais, mais comumente conhecidas passoss√£o caracterizados por formas diferente dos quais o retangular √© o mais freq√ľente; a dimens√£o de profundidade de tais superf√≠cies √© chamada piso e representa o base apoio do p√©, sua profundidade √ļtil para o prop√≥sito do suporte tamb√©m pode ser baixar de 30 cm com dia aberto.
O conjunto de v√°rias etapas, consistindo de degraus e tirantes unidos, constitui um rampa.
Para efeitos de renderização menos difícil superar as rampas, bem como permitir a mudança de direção do mesmo, são colocadas prateleiras horizontais adicionais, que de acordo com a sua localização em relação aos pisos do edifício, são distinguidos em pousos principais, como os de partida e chegada, giroscala ou desembarques intermediários.
em v√≠cio da trajet√≥ria que se deve seguir e da diferen√ßa de altura a ser superada, a escada pode ser formada por uma ou mais rampas e como j√° mencionado, as prateleiras dos degraus podem ter v√°rias formas geom√©tricas, segue que a disposi√ß√£o planim√©trica das rampas pode dar origem a diferentes esquemas, capaz de satisfazer todas as necessidades relacionadas com as fun√ß√Ķes do edif√≠cio em que est√° localizado.

Escalas especiais e problemas a serem resolvidos

Deixando de lado os problemas relacionados com a realiza√ß√£o das escadas de uso p√ļblico que por raz√Ķes √≥bvias n√£o pode ser reduzido al√©m de certas dimens√Ķes, vamos examinar quais s√£o as elementos ser observado com especial aten√ß√£o nos casos que exigem o uso de solu√ß√Ķes n√£o convencional para realizar a conex√£o entre dois andares, algo freq√ľentemente encontrado na constru√ß√£o de escadas interno para casas usadas para uso privado.

Escada particularmente inclinada com degraus alternados

Para realizar tais escalas existem algumas regras pr√°ticas, de fato com rela√ß√£o ao tamanho das rampas elas devem ter pelo menos 80 cm de largura se lineares, no caso ao inv√©s de solu√ß√Ķes circulares √© necess√°rio ter pelo menos 110 cm de di√Ęmetro para fazer uma escada lisa ; a inclina√ß√£o das rampas n√£o deve exceder 60 graus.
No que diz respeito aos degraus, eles devem estar, pelo menos na linha de caminhada da rampa, suficientemente largos, mas n√£o menos que 28 cm.
L 'tubo de subida √Č bom que n√£o exceda, no m√°ximo, 18 cm, tendo o cuidado de respeitar a rela√ß√£o num√©rica que determina a inclina√ß√£o da rampa, para que o piso mais duas vezes o riser seja igual a 62 ou 64 cm; relacionamentos fora desses valores envolvem a implementa√ß√£o de escadas impratic√°veis.
Por via de regra √© bom n√£o exceder 15 degraus por rampa, quando isso n√£o for poss√≠vel para evitar levantamentos muito cansativos, √© conveniente aumentar o n√ļmero de etapas.
Dito isto, existem alguns especial situa√ß√Ķes nas quais as regras pr√°ticas descritas acima n√£o podem ser respeitadas, como para a realiza√ß√£o da conex√£o entre dois n√≠veis diferentes com espa√ßos muito estreitos, obst√°culos de v√°rios tipos e outras situa√ß√Ķes contingentes que exigem muito compromisso criativo e operacional.

A escada como acessório de decoração

Freq√ľentemente, al√©m de ter que comparar com muitas regras diferente dos convencionais tamb√©m √© solicitado a encaixotar em um √ļnico projeto a solu√ß√£o para mais problemas, ent√£o aqui √© um lance de escadas se torna a forma superior de um guarda-roupa, os passos individuais das estantes pequenas, o conjunto de degraus e prateleiras de um jogo de volumes luminosos que faz com que o ambiente em que est√£o inseridos, etc...

Escada com acessório de mobiliário

Nesses casos particulares, justamente pelo fato de estarmos conscientes de que não podemos atender aos índices padrão na realização da escala, devemos prestar muita atenção à escolha do materiais adequado para degraus, em particular.
De fato, as dimens√Ķes fora A medi√ß√£o de risers e degraus, juntamente com a inclina√ß√£o das rampas, dificultam o uso da escada, al√©m de expor a um maior risco de acidentes aqueles que viajam diariamente.
para reduzir pelo menos, esses inconvenientes são necessários para fazer degraus estáveis, sem vibração excessiva sob carga, revestida com materiais que não permitem que o pé deslize facilmente quando a base de suporte deve ser significativamente reduzida.
Também é necessário luz da melhor maneira possível, a linha de passarela da escada, proporcionando uma iluminação que não cria áreas de sombra, de modo a subtrair da visão de quem transita pelas escadas as prateleiras individuais, sejam escadas ou aterrissagens.

Escada reduzida e ornamental

Corrim√£os e corrim√£os devem ser usados ‚Äč‚Äčcom cuidado e dispostos de modo a evitar altura abrupta salta na passagem entre uma rampa e outra, se a escada tamb√©m pode ser usada por crian√ßas, √© aconselh√°vel perceber com mais elementos finos, um curativo ao longo de toda a extens√£o da escada para n√£o deixar espa√ßos vazios maiores que 10 cm.
Solu√ß√Ķes obtidas ao reduzir ao longo do limite a se√ß√£o dos degraus em balan√ßo por raz√Ķes est√©ticas, talvez n√£o montadas com sistemas adequados, podem comprometer a seguran√ßa da escada.
Para evitar vibra√ß√Ķes perigosas, √© necess√°rio ancorar as v√°rias partes com os sistemas i confi√°vel e testado, especialmente quando estruturas suspensas s√£o feitas, lembre-se que, em rela√ß√£o ao tipo de suporte no qual cada elemento deve ser ancorado, o tipo de √Ęncora.

A import√Ęncia da ilumina√ß√£o

Para ser claro para ancorar um tirante de a√ßo a uma sobrecarga, solu√ß√Ķes devem ser usadas adequado como os frascos qu√≠micos ou buchas especial para concreto, que garantem ao longo do tempo propriedade constante e seguro e n√£o outros sistemas n√£o confi√°veis ‚Äč‚Äčou improvisados ‚Äč‚Äčno momento.
Os custos de construção destes tipos específicos de escadas são proporcionais ao tipo de ensino que é necessário enfrentar a realização de formas, perfis e bordas particulares, por isso, mesmo que nem sempre seja possível, é bom usar formas muito simples que reduzem ao máximo o tempo e os custos de realização.



Vídeo: Balanço Patrimonial - diferenças, dicas e soluçoes