Férias: o Fundo para atrasos não cumpridores

Qual é o fundo para arrearage arrogante, quem pode se beneficiar dele, os requisitos a serem cumpridos para ser capaz de aplicar para ele e o montante da contribuição a pagar.

Férias: o Fundo para atrasos não cumpridores

Fundo de atrasos inocentes: a contribuição do aluguel

Não é raro para quem vive em aluguel, dadas as dificuldades econômicas dos períodos recentes, não poder pagar pontualmente conforme os prazos fixados no contrato de locação do aluguel. O chamado é atender a essa necessidade Fundo para a inadimplência inocente criado em 2012 e ano a ano refinanciado pelo Estado No Jornal Oficial n.º 162, de 25 de julho de 2016, foi publicado o Decreto do Ministério da Infraestrutura de 30 de março de 2016 Fundo nacional para inquilinos inocentes em falta referido no n.º 5 do artigo 6.º do Decreto-Lei de 31 de agosto de 2013, n. 102, convertido, com alterações, por lei 28 de outubro de 2013, n. 124. Renda anual de 2016 (59,73 milhões).
A provisão foi registrada em 5 de julho no Tribunal de Contas.
Vamos ver em detalhes em que consiste, quem pode solicitá-lo e os requisitos a serem atendidos.

Morosidade sem culpa: a noção

Contribuição de aluguel

Primeiro de tudo, o conceito de inocente padrão.
Deve ser entendida como a situação de impossibilidade superveniente de prever o pagamento da taxa de aluguel devido à perda ou redução substancial na capacidade de renda da unidade familiar.
No decreto do Ministério de Infraestruturas datado de 30 de março de 2016, uma lista de situações que podem causar inocente padrão, mas é especificado que esta não é uma lista exaustiva.
Como tal, pode haver muitas outras situações não abrangidas pela legislação, mas que permitem o acesso ao Fundo. Este tipo de situações, que podem gerar a perda ou a redução substancial na capacidade de renda do locatário, são:
- perda de trabalho devido a demissão;
• acordos de empresas ou sindicatos com uma redução significativa das horas de trabalho;
• fundo de redundância ordinário ou extraordinário que limita consideravelmente a capacidade de renda;
• não renovação de futuros atípicos ou contratos de trabalho;
• cessação de negócios de livre comércio ou registrados decorrentes de força maior ou perda substancial de ágio;
• doença grave, acidente ou morte de um membro da família que envolveu a redução substancial da renda total do mesmo núcleo ou a necessidade do uso de uma parte substancial da renda para enfrentar despesas médicas significativas e bem-estar.
Além dessas situações de inadimplência em atraso, a pessoa que deseja solicitar o pagamento da contribuição de aluguel do Fundo também deve cumprir as seguintes exigências de renda:
- um rendimento para fins de ISEE não superior a 35 mil euros
ou rendimentos de trabalho regular com um valor ISEE não superior a 26 mil euros.

Fundo de arconto inconveniente: critérios para acesso à contribuição

Fundo de inquilinos de beco sem saída

É o município que deve estabelecer acesso ao Fundo para a inadimplência sem culpa, avaliando a existência de exigências específicas - além daquelas indicadas acima - que são:
• o solicitante deve ser o destinatário de um ato de intimação de despejo por atraso, com intimação para a validação;
• ser proprietário de um contrato de locação de unidades de alojamento registadas para uso residencial (excluem-se os edifícios pertencentes às categorias cadastrais A1, A8 e A9) e residir no alojamento sujeito ao procedimento de liberação por, pelo menos, um ano;
• têm cidadania italiana, de um país da UE ou, no caso de cidadãos não comunitários, têm uma autorização de residência regular.
Cabe sempre ao município realizar os controlos adequados, quer o requerente, quer os outros membros da sua família, não sejam titulares de direito de propriedade, usufruto, uso ou residência na província de residência de outro imóvel que possa ser utilizado e adaptado às necessidades da família.
Um critério preferencial para a concessão da contribuição de aluguel é a presença dentro da família de pelo menos um componente que seja:
• septuagenário
• baixar
• sujeito com invalidez averiguado por pelo menos 74%, ou cobrado aos serviços sociais ou às empresas de saúde locais competentes pela implementação de um projeto de assistência individual.

A provisão da contribuição de aluguel

Indo mais detalhadamente sobre a contribuição prevista para aqueles que têm o direito de aceder ao Fundo para uma arrecadação em atraso, o decreto do Ministério das Infra-estruturas e Transportes especifica que o montante máximo de contribuição que pode ser concedido para curar o inocente padrão apurado não pode exceder 12.000,00 euros.
As contribuições de aluguel, em particular, devem ser destinadas a:
• até um máximo de € 8.000,00 para remediar a falta inocente estabelecida pelo município, se o período remanescente do contrato existente não for inferior a dois anos, com a dispensa simultânea da provisão para a emissão do imóvel;
• até um máximo de 6.000,00 euros para restabelecer a propriedade das taxas correspondentes ao mês de diferimento, se o proprietário da propriedade permitir o diferimento da execução da provisão para a liberação da propriedade pelo tempo necessário para encontrar uma solução apropriada habitação para os sem-teto arrogante moroso;
• garantir o pagamento de um depósito de segurança para estipular uma nova locação;
- Assegurar o pagamento de um certo número de pagamentos mensais relativos a um novo contrato a subscrever para uma taxa acordada até ao montante total da contribuição atribuível de 12.000,00 €.
Os dois últimos tipos de contribuições também podem ser pagos pelo município em uma única solução, juntamente com a assinatura do novo contrato.

Fundo de atrasos inocentes: anúncios municipais

o pedido de acesso para o Fundo para a arrogância em atraso é então feita para a cidade que deve indicar os procedimentos e procedimentos a serem seguidos em uma chamada pública especial.
O conselho, portanto, é verificar no portal de internet do seu município de residência ou procurar as autoridades competentes. secretarias municipais para saber exatamente se você pode e como participar do concurso para o padrão inocente, bem como prazos.

Inocência defeituosa


Os municípios tomam as medidas necessárias para comunicar às Prefeituras - Gabinetes Territoriais Governamentais - a lista de candidatos que têm os requisitos para acesso à contribuição, para as avaliações funcionais da adoção das medidas de graduação planejadas da intervenção da força público na execução de medidas de despejo.
Cabe então às Regiões, em vez de assegurar o monitoramento, tanto no uso dos recursos referidos neste decreto, quanto nas alocações regionais, de acordo com as especificações definidas pelo Ministério de Infraestrutura e Transportes.
A disponibilidade total de 59,73 milhões de euros, referente a 2016, do Fundo destinado a inquilinos sem teto é distribuído proporcionalmente ao número de medidas de despejo por atraso registadas pelo Ministério do Interior em 31 de dezembro de 2014:
• por 30% entre as regiões de Piemonte, Lombardia, Ligúria, Emília-Romanha, Toscana, Marcas, Úmbria, Lácio, Campânia, Puglia, Sicília
• para os restantes 70%, entre todas as outras regiões e províncias autónomas.



Vídeo: BlacKkKlansman