A compensação do administrador? O inquilino também paga (talvez)

Entre as despesas a serem atendidas pelo inquilino, uma das que cria maiores problemas é a remuneração do administrador. Quem paga?

A compensação do administrador? O inquilino também paga (talvez)

Compenso

L 'administrador do condomínio retrata um escritório de direito privado semelhante ao mandato com representação: com a conseqüente aplicação, nas relações entre o administrador e cada um dos condomínios, das disposições sobre o mandato (então, ex multis, Cass. SS.UU. 8 de abril de 2008 n. 9148).
A lei mais autoritária e jurisprudencial diz assim a doutrina também concorda.

O agente também tem o direito de ser pago pelo trabalho realizado.
Não induza em erro a palavra associada à reimplantação noart. 1135 c.c.
Foi o Supremo Tribunal para especificar que as relações entre o administrador e o condomínio são regidas pelas disposições sobre o mandato:
em particular, no que diz respeito à remuneração, pelo art. 1709 bacalhau civ., segundo a qual (ao contrário do disposto no correspondente artigo 1753 do Código Civil anteriormente vigente e, especificamente em relação ao administrador do condomínio, do artigo 16 do decreto de 15 de janeiro de 1934, nº 56) presume-se o mandato onerosa.

Nesse contexto regulatório, o art. 1135, n. 1 bacalhau. civ., que considera possível a remuneração do administrador, deve ser entendido no sentido de que a assembléia pode ser determinada expressamente para livre (Cass. 16 de abril de 1987 n. 3774).
Neste contexto uma pergunta surge espontaneamente: se a unidade imobiliária for alugada, o pagamento do administrador pagará ao proprietário ou inquilino?
A lei sobre o ponto não ajuda.
Na mente deart. 9primeiro e segundo parágrafo da lei n. 392/78: Despesas com o serviço de limpeza, operação e manutenção ordinária do elevador, abastecimento de água, eletricidade, aquecimento e ar condicionado serão custeadas pelo inquilino, salvo acordo em contrário. a purga das fossas e latrinas, bem como a prestação de outros serviços comuns. As taxas para o serviço de concierge são cobradas do locatário em 90%, a menos que as partes tenham acordado uma medida mais baixa.. Em suma, não há menção do compensação do administrador.

Compenso2

conforme parte da jurisprudência as despesas para a compensação do representante da equipe devem ser pagas pelo proprietário do apartamento, porque Ter origem e fundamento nos direitos dominicais nas partes comuns (Bem Trib. Roma 13 de julho de 1992, neste ponto, veja também Cass. 11 de novembro de 1988 n. 6088).
Bem isso postura é frequentemente deixada de lado pela prática que em relação à remuneração do agente, prevê uma distribuição mais salomônica a 50% entre proprietário e inquilino. Afinal, diz-se ambos aproveitam os serviços prestados pelo administrador, então é certo que ambos suportem o custo; É verdade, como é verdade, no entanto, que apenas o proprietário pode reclamar sobre os padrões do inquilino que ainda permanece um estranho para o condomínio.
um esclarecimento regulamentar nesta matéria, não seria inútil.



Vídeo: