Interpello esclarece dúvidas sobre deduções fiscais

O recurso é uma instância que o contribuinte endereça à Receita Federal para obter esclarecimentos sobre um padrão, a ser aplicado a casos concretos e pessoais.

Interpello esclarece dúvidas sobre deduções fiscais

Dúvidas sobre deduções fiscais

A legislação sobre deduções fiscais para a casa é complexo e pode acontecer de ter que aplicá-lo a situações específicas um pouco fora do comum. Torna-se então natural que surjam várias dúvidas para sua correta aplicação.

interpello agenzia entrate

Nestes casos, o contribuinte confuso e disposto a seguir os procedimentos de acordo com a lei, muitas vezes toma a decisão de entrar em contato com os ramos locais doAgência de receita, onde deve haver pessoal competente para prestar esclarecimentos sobre a legislação. Eu uso o condicional, porque muitas vezes ouço pessoas que se voltaram para vários escritórios locais fazendo a mesma pergunta e obtendo respostas contraditórias. Isso inevitavelmente leva o contribuinte a criticar e julgar incompetente o pessoal com quem é confrontado. Na realidade, isso nem sempre é sobre incompetência. Como dito anteriormente, a legislação é complexa e às vezes difícil de interpretar em relação a casos muito particulares.
Também me lembro de que as respostas fornecidas pelos escritórios territoriais (sejam feitas oralmente ou por escrito) não têm valor legal, mas são fornecidas como opiniões. Portanto, se cumprirmos a resposta dada pela equipe da Revenue Agency e formos sancionados por algum padrão ou erro, não poderemos apelar.

interpello

A Inland Revenue, no entanto, nos fornece uma ferramenta muito útil e segura para dissolver as dúvidas inerentes a casos específicos e nos afastar de qualquer risco de sanção ou perda de deduções. O instrumento é chamado interpello.
O recurso é um aplicativo que o contribuinte endereça à Receita Federal antes de implementar um comportamento fiscalmente relevante para obter esclarecimentos sobre uma regra objetivamente incerta, a ser aplicada a casos concretos e pessoais.
Existem diferentes tipos de interfixos. Em relação às dúvidas sobre deduções fiscais, o instrumento mais adequado é o chamado interpelação ordinária, prevista no art. 11 da Lei n.212 / 2000 (Estatuto do Contribuinte).

Quem pode solicitar recursos ordinários?

O pedido de recursos ordinários pode ser apresentado pelo contribuinte ou por aqueles que, com base em disposições legais específicas, são obrigados a cumprir obrigações fiscais em nome do mesmo. Esses sujeitos apresentam a chamada para Direcção Regional da Agência Fiscal competente, em relação ao seu domicílio fiscal.

Como é o pedido de um Interpellent comum?

stesura domanda interpello

O aplicativo é elaborado em papel livre e não está sujeito ao pagamento do imposto de selo, deve ser entregue em mão ou enviado por correio em envelope sem envelope, recomendado com aviso de recebimento.
O pedido de um pedido deve conter:
- a indicação do tipo específico de questão;
- dados de identificação do contribuinte ou seu representante (número de código fiscal, detalhes de contato para comunicar a resposta, incluindo aqueles para comunicação rápida);
- apresentação analítica da situação concreta que gerou dúvida interpretativa;
- a solução interpretativa proposta pelo contribuinte;
- a procuração concedida no caso de a petição ser ativada pelo procurador geral ou especial.

Aplicativos inelegíveis para aplicação

Para elaborar uma interpolação comum, é necessário aderir estritamente ao esquema exigido pela Revenue Agency. Na ausência dos requisitos necessários, a Agência não pode formular a sua opinião. Para evitar cometer erros, por favor consulte o seguinte em que casos são considerados inadmissíveis:
- falta de dados de identificação do requerente e do seu representante legal e falta de subscrição;
- solicitações apresentadas por profissionais sem procuração;
- solicitações apresentadas por consultores sobre questões levantadas de maneira geral e abstrata;
- casos não suficientemente detalhados na definição do caso específico;
- pedidos que constituam meras reposições de pedidos anteriores ou pedidos de reexame de interpolação não preventiva relativos a casos já sujeitos a avaliação ou controlo ou para os quais tenham sido apresentados pedidos de reembolso ou casos de cancelamento em legítima defesa;
- candidaturas apresentadas na ausência de condições objetivas de incerteza.

Depois de quanto tempo você recebe uma resposta ao apelo comum?

ricevimento risposta a istanza di interpello

A resposta deve ser notificada ou comunicada ao contribuinte, também eletronicamente, dentro de 120 dias da correta apresentação e assinatura do pedido. Se a Agência não decidir, o consentimento silencioso é dado à solução interpretativa indicada pelo contribuinte.
Existe também a possibilidade de a Direcção competente solicitar ao contribuinte integrar a documentação exibida quando isso for necessário para o enquadramento correto da pergunta e a integridade da resposta. O pedido de documentos interrompe o prazo fixado para a resposta, que começa na data de recebimento, pelo escritório, da documentação suplementar entregue ou enviada da mesma forma que o interpelado.



Vídeo: