Privatização da água

O decreto de Ronchi, que pode levar à privatização dos serviços de gerenciamento de água, é confiável.

Privatização da água

O Governo, na sua reunião de 17 de Novembro, depositou a sua confiança na Ronchi decreto, não. 135, já aprovado no Senado, e definido Salvar Infracções porque diz respeito a algumas violações dos regulamentos da UE.

torneira

O decreto é conhecido, no entanto, porque contém todosArtigo 15 também a reforma de alguns serviços públicos, incluindo o de água, e esse é o aspecto que preocupa muitos cidadãos.
Se o decreto entrar no porto como formulado, de fato, nós atenderemos ao privatização progressiva dos serviços de água, uma perspectiva que provocou protestos de algumas forças políticas e associações de consumidores, que eles temem infiltração criminosa no negócio da água e aumento de tarifas para os consumidores, que colocarão em risco o acesso a preços sustentáveis ​​a um recurso indispensável, como a água.
O decreto prevê que a parcela do capital em mãos públicas, comparada àquela a que os compradores privados terão acesso, que hoje normalmente ultrapassa os 50%, caia para 40% em 2013 e então chegue a 30% em 2015.
A disposição também torna obrigatório recorrer a concursos para a prestação de serviços e efetivamente abole a atribuição direta a empresas principalmente públicas ou controladas.
Toda a operação de venda de serviços deve começar a partir de 2011. Portanto, eu premissas de urgência de um decreto-lei, para o qual a oposição foi apresentada uma decisão preliminar de inconstitucionalidade para rever a norma.
A questão também interveio sobre a questão WWF que vem lutando há anos para promover uma gestão mais prudente dos recursos hídricos, também para mudança climática no lugar.

fontes

A associação ambientalista, além de criticar a aprovação da lei, lembrou a importância de abordar o problema da gestão hídrica de maneira correta, concentrando-se nos pontos que já vem ocorrendo há algum tempo:
- redigir i Planos de gestão de bacias hidrográficas;
- configurar o Autoridade distrital;
- confirme o direito à água discutindo a lei de iniciativa popular proposta apresentada em 2007 com mais de 400.000 assinaturas;
- verificar a questão ou a renovação do concessões de retirada de água.
As associações pedem um excerto da regra de todo o artigo 15, que contém referências a vários serviços locais, tais como resíduos e transportes, mas em particular preocupações relativas aos serviços de água. Desde que o decreto foi blindado com confiança, anuncia a batalha com a promoção de um referendo revogatório da norma futura.


arco. Carmen Granata



Vídeo: A privatização da água