Painéis fotovoltaicos de dupla face

Os pain√©is fotovoltaicos de dupla face t√™m duas faces de exposi√ß√£o solar, garantindo um alto desempenho mesmo em condi√ß√Ķes de baixa irradia√ß√£o.

Painéis fotovoltaicos de dupla face

Tecnologia de painéis fotovoltaicos de dupla face

A tecnologia fotovoltaica desenvolveu-se gradualmente ao longo dos anos, melhorando os produtos e experimentando novas formas e materiais para explorar tanto quanto possívelenergia do sol.
Apenas recentemente, por√©m, pensamos em uma das solu√ß√Ķes mais √≥bvias: explorar o lado escuro do painel, o que n√£o est√° diretamente orientado para o sol.

tecnologia de painéis fotovoltaicos de dois lados

Os pain√©is fotovoltaicos de dupla face t√™m a caracter√≠stica de ter duas faces de exposi√ß√£o ao sol, conseguindo assim garantir um 50% de rendimento mesmo em condi√ß√Ķes de baixa irradia√ß√£o.
Assim, podemos dizer que este tipo de painéis permite aumentar a produção de eletricidade em duas vezes, em comparação com os tipos tradicionais.
O aumento não é conseguido com mudanças particulares na estrutura, na forma ou nos materiais utilizados, mas simplesmente aumentando a área de exposição à radiação solar, alocando também para esse fim o que normalmente permaneceria em contato com o teto ou com o teto.
Os estudos começaram a partir da observação da parte inferior dos painéis fotovoltaicos tradicionais: geralmente permanece levantada do chão onde são colocados, tanto para manter o direito inclinar para os painéis, que para arieggiarli.
No entanto, esta posi√ß√£o faz com que eles sejam atingidos pelos raios do sol reflex√Ķes, portanto, em menor grau, mas ainda coletar uma certa energia, que n√£o deve ser desperdi√ßada e pode ser explorada.

Fabricantes de painéis fotovoltaicos de dois lados

O desenvolvimento da tecnologia de painéis bi-faciais começou b-solar.com, uma empresa israelense ativa no campo das energias renováveis, que desenvolveu em particular o tema da exploração da luz refletida, especializada na produção destes painéis.

Células bifaciais BiSolar

Segundo a empresa, com painéis que aproveitam a luz do sol, o rendimento pode ser aumentado de 10% para 30%, e no caso de painéis colocados verticalmente (como os que podem ser encontrados junto cercas) um rendimento de 50% pode ser alcançado.
A parte de tr√°s dos pain√©is √© feita usando o boro em vez de alum√≠nio, porque o √ļltimo s√≥ √© capaz de refratar a radia√ß√£o de luz e n√£o absorv√™-la.
Os custos de produção são ainda menores, levando em conta não apenas o aumento da produtividade, mas também o uso de outros materiais além do silício, mais caros e poluentes.
A tecnologia foi apresentada pela primeira vez durante oEuropa Intersolar de M√īnaco de 2012, mas a primeira realiza√ß√£o foi feita no Jap√£o, com uma planta de 730 kW.
Na Itália, as células solares de dupla face são produzidas por MegaCell, um start up fundado por Franco Traverso, na época fundador também da Helios Technology, que ele vendeu em 2008.
A empresa também detém uma patente que permite que seja produzida a um preço de mercado mais baixo. De fato, as células são feitas integrando uma linha de produção normal com apenas duas etapas adicionais de processamento.

Células de dupla face BiSon

o Células bifaciais BiSon em silício tipo N monocristalino eles são extremamente eficientes e foram desenvolvidos graças a uma colaboração da empresa com o Instituto Alemão de Pesquisa ISC em Constance.
Ao contr√°rio das c√©lulas do tipo P, elas s√£o chamadas a zero LID. O LID (acr√īnimo de Degrada√ß√£o Induzida pela Luz) √© o fen√īmeno pelo qual ap√≥s a instala√ß√£o e depois da exposi√ß√£o ao sol por alguns dias, as c√©lulas degradam e v√™em sua pot√™ncia encolher em cerca de 2 - 3%. Com as c√©lulas BiSon, esse fen√īmeno n√£o acontece.
Eles também não estão sujeitos ao efeito PID (Degradação induzida potencial), devido a perdas de isolamento e a redução da longevidade de uma célula.
Cada módulo BiSon é composto por 60 células do tipo N e permite aumentar significativamente a produção de energia elétrica, colocando-se como válido alternativa ao uso de combustíveis fósseis.
Além disso, a empresa está estudando um novo tipo de painel capaz de garantir uma duração de 50 anos, tornando o uso da tecnologia fotovoltaica ainda mais conveniente.
Os m√≥dulos feitos com estas c√©lulas encontram uma ampla gama de aplica√ß√Ķes, mesmo que, claro, os melhores resultados sejam alcan√ßados onde a melhor dupla pode ser explorada.
Com uma superfície refletora como a grama, essas células podem atingir uma eficiência de 21,8%, enquanto na neve o valor sobe para 38%.
O mesmo resultado pode ser obtido pintando a superfície da superfície sob o painel em branco.
Depois, h√° situa√ß√Ķes em que as vantagens desse tipo de c√©lula podem ser aproveitadas ao m√°ximo, como nas instala√ß√Ķes de cercas orientadas de leste a oeste.