Contingência da distribuição de despesas do condomínio

A alocação das despesas do condomínio deve ser contestada, apelando para a resolução. O importante é saber escolher qual desafiar.

Contingência da distribuição de despesas do condomínio

Spese

No condomínio Gamma existe um muro de limite colocado no pátio usado como um espaço de estacionamento que necessidade de manutenção funciona. Os condomínios, em tempo remoto e na ausência de indicações regulatórias, se perguntaram qual critério de distribuição de despesas deveria aplicar; no final, com deliberação regular, eles escolheram usar um critério de distribuição envolvendo apenas os proprietários de vagas de estacionamento. Com o passar do tempo, a necessidade nunca foi colocada manter essa parede. Surge a necessidade e aplicado o critério escolhido, um dos condomínios muda de idéia. Segundo ele, não era justo que os condomínios que não têm lugar eles não tinham que pagar nada. Ele argumenta, de fato, que a parede limite é propriedade de todos e não apenas os proprietários de vagas de estacionamento. Enfurecido por ver completamente ignorado seus pedidos, o condomínio decide agir por meios judiciais e mantém a última deliberação com a qual a despesa foi distribuída. De acordo com quando indicado por Tribunal de Cassação, cuja posição, recentemente, foi reiterada pela Tribunal de Savona, esse desafio corre o risco de acabar com nada. Isso porque, lemos em um sentença do stoats feita em 1995 (1890 de 21 de fevereiro) e mencionada em uma decisão do Tribunal de Savona do passado 5 de junho, no caso de condomínios em edificações, o poder da assembléia do condomínio para resoluções, na forma e com as maiorias requeridas, a execução das obras necessárias para a conservação e fruição do patrimônio.

Spese condominiali

Nas áreas comuns e para o funcionamento dos serviços do condomínio, a obrigação de cada condomínio é contribuir para as despesas relacionadas, decorrentes da propriedade do direito real sobre a propriedade e integrando uma obrigação pré-existente à aprovação, pelo 'assembléia, do estado de loteamento, e especificamente diretamente relacionada com a resolução anterior, a execução dos trabalhos. Segue-se que, quando a contestação do condomínio investe, mesmo antes do valor da obrigação de contribuir, o parente é a última resolução que deve ser impugnada; no prazo de caducidade, nos termos do art. 1137, parágrafo 3, do Código Civil italiano, onde se presume ser a resolução afetada por defeitos formais, porque é tomada em violação de disposições legais, convencionais ou regulamentares relativas à convocação ou processo de informação da reunião, ou de excesso de poder ou incompetência ; liberado deste prazo, no caso de uma decisão radicalmente nula, porque é exorbitante dos limites das atribuições da assembléia ou sobre inovações prejudiciais aos direitos de cada condomínio sobre coisas comuns ou serviços ou aqueles de propriedade exclusiva de cada um deles (Tribunal de Savona 05 de junho de 2013). Em outras palavras: o recurso da resolução que aplica o critério escolhido não faz com que a obrigação de contribuição pague menos configurado dessa maneira particular: para chegar a este resultado é necessário contestar, se ainda estiver no tempo, a resolução que estabeleceu essa obrigação.
adv. Alessandro Gallucci



Vídeo: Contasse Contabilidade e Assessoria