Dedutível seco: todas as novidades de 2019

O cupom seco √© um regime tribut√°rio de arrendamentos alternativos e opcionais que envolve benef√≠cios e ren√ļncias. Vamos ver como isso √© regulamentado em 2019.

Dedutível seco: todas as novidades de 2019

Qual é o cupom seco

Arrendamento para uso residencial

o cupom seco √© um regime fiscal dos c√Ęnones de arrendamento Opcional e alternativa ao ordin√°rio, introduzida pelo art. 3 do Decreto Legislativo n¬ļ 23 de 2011 e ao longo dos anos especificados e alterados.
Neste artigo, analisaremos aspectos de sua atual disciplina.
L 'opção para este regime envolve a escolha de pagar um imposto, sob a forma do cupão seco, que substitui imposto de renda pessoal (IRPEF) e impostos adicionais relacionados, bem como o imposto de selo e imposto de selo aplicado ao registro do contrato, a rescisão e prorrogação dos contratos de aluguel.
De acordo com a Receita Federal, o cupom seco não substitui o imposto devido pelo cessão contrato de locação (Circular 20/2012).
Os contratos para os quais eles também são admitidos no esquema não è obrigatório registro.
Se você optar pelo cupom seco também o fiador previsto para o inquilino está isento de registro e imposto de selo.
Contra os benefícios, existe a desvantagem para o senhorio de não para pedir oajuste da taxa (a mudança estabelecida pelo ISTAT do índice nacional de preços ao consumidor para as famílias de trabalhadores e empregados do ano anterior) para todo o período em que faz uso da opção do cupom seco.
Para exercer a opção de regime alternativo, o locador deve dar aviso prévio comunicação para o inquilino por carta registada, com a qual ele renuncia o direito de solicitar a atualização da taxa por qualquer motivo.

A taxa do cupom seco

A taxa de cupão geralmente é de 21% da taxa anual estabelecida pelas partes.
A taxa (a partir de 2013) √© do 15% para contratos estipulados para contratos de aluguel acordados para im√≥veis alocados em munic√≠pios com car√™ncia habitacional (art. 1¬ļ, letra a) eb) do Decreto-Lei 551/1988) ou em comunas de habita√ß√£o de alta tens√£o (identificados pelo CIPE, Comit√™ Interministerial de Planejamento Econ√īmico), ainda que transit√≥ria, a Receita Federal especificou).
De acordo com o Decreto Legislativo 47/2014 para os anos de 2014 a 2017, a taxa de 15% é reduzido a 10% e também deve ser aplicado aos contratos de arrendamento estipulados nos Municípios para os quais, nos 5 anos anteriores à entrada em vigor da lei que converteu o decreto (28 de maio de 2014), o estado de emergência após a ocorrência de eventos foi resolvido calamitosa.

Quem pode optar pelo cupom seco e por quais propriedades

Contrato de arrendamento

O direito de escolher o esquema pertence ao arrendador, uma pessoa natural, que pode ao mesmo tempo ser o dono da propriedade ou o titular de um direito real de gozo (usufruto, uso, habitação).
De acordo com a Ag√™ncia de Receitas (Circular 26/2011) i unidades imobili√°rias admitidos ao regime tribut√°rio s√£o aqueles inclu√≠dos nas categorias cadastrais de A1 a A11; por conseguinte, exclui-se a A10, que inclui escrit√≥rios ou gabinetes: na realidade, o edif√≠cio deve ser residencial e alugado para fins residenciais; admitidos no esquema tamb√©m os pertences, desde que alugados em conjunto com a habita√ß√£o ou mesmo com escritura subseq√ľente, que devem ter as mesmas partes contratuais, devem declarar o contrato de moradia com expressa men√ß√£o da pertin√™ncia (Circular 26/2011).
Unidades residenciais arrendadas a cooperativas de constru√ß√£o para loca√ß√£o ou organiza√ß√Ķes sem fins lucrativos s√£o admitidas no cupom seco desde que sejam sublegadas para estudantes universit√°rios e sejam dadas na disponibilidade dos munic√≠pios com dispensa da atualiza√ß√£o do aluguel ou cess√£o.
A op√ß√£o n√£o pode ser exercida para os arrendamentos de im√≥veis residenciais realizados no exerc√≠cio de atividade empresarial (ou artes e profiss√Ķes).
De acordo com a Agência de Receitas (Circular 26/2011), no caso de titulares, a opção deve ser exercida por todos; aqueles que não os exercem pagam o imposto de registro pelo valor devido à sua cota. O imposto de selo no contrato de aluguel ainda deve ser pago.

Falha no registro: san√ß√Ķes

se não o pedido é obrigatório inscrição do contrato de arrendamento o Decreto Legislativo de 2011 prevê a aplicação da sanção administrativa (conforme artigo 69, Decreto Presidencial 131/1986) que varia de 120% a 240% do imposto devido.
Por outro lado, se a solicitação de registro ocorrer, mas com atraso superior a 30 dias, espera-se que seja sanção administrativa de 60% a 120% do valor dos impostos devidos, com um mínimo de 200 euros.
Em vez disso, a falha em comunicar o extensão do contrato não implica a revogação da opção se o contribuinte pagou em qualquer caso os pagamentos e indicou o rendimento relativo no quadro adequado do declaração de renda.
Se a prorrogação ou rescisão do contrato não for comunicada no prazo de trinta dias, a penalidade é de 100 euros; se o atraso for dentro de trinta dias, a penalidade é reduzida para 50 euros.

Quando você pode optar pelo cupom seco e quando ele deve ser pago

a opção difícil para a duração do contrato e da extensão.
Você pode executar o registro e os anos seguintes (para contratos de vários anos).

Cupom Seco e Locação de Imóveis


Neste √ļltimo caso, no entanto, n√£o h√° direito a reembolso pelo que j√° foi pago como imposto de selo e imposto de selo. Assim como pode ser revogado e depois resumido mais tarde revoga√ß√£o.
A revogação deve ser feita dentro de 30 dias do vencimento do ano anterior e envolve o pagamento do imposto de registro, se devido.

Contrato de arrendamento


O modelo deve ser usado Fac-símile RLI disponível no site da Revenue Agency.
O cupom seco vai pago dentro do prazo estabelecido para o pagamento do IRS.
No site da Revenue Agency voc√™ pode encontrar todas as informa√ß√Ķes √ļteis para pagamento (prazo, impostos, valores).

Cupom Seco e Renda

Ao calcular o renda necess√°rio para a verifica√ß√£o da posse de exig√™ncias de renda (com a finalidade de obter dedu√ß√Ķes, dedu√ß√Ķes ou benef√≠cios de qualquer tipo, mesmo de natureza n√£o fiscal), a renda sujeita ao cupom seco tamb√©m est√° inclu√≠da.
Essa renda tamb√©m se enquadra no c√°lculo da situa√ß√£o econ√īmica equivalente (conforme o conhecido modelo ISEE).

Contratos dedutíveis, temporários e contratos curtos

De acordo com a Receita Federal, o cupom seco também pode ser aplicado a contratos de uso transitório desde que sejam estipulados nos Municípios com falta de disponibilidade de moradia ou naqueles com alta tensão residencial (Circular 8/2017).
O DL 50/2017pendente de convers√£o, estendeu a lei a arrendamentos de curto prazo (dura√ß√£o n√£o superior a 30 dias) e estabeleceu obriga√ß√Ķes para entidades que realizam atividades de corretagem de im√≥veis, inclusive por meio da gest√£o de portais on-line.
Para mais informa√ß√Ķes, consulte o site da Revenue Agency.



Vídeo: Homossexuais podem incluir como dependente no Imposto de Renda o companheiro ou companheira