Manutenção do sistema solar térmico

Como podemos verificar o funcionamento correto de nosso sistema solar térmico e quais verificações devem ser confiadas a um técnico especializado?

Manutenção do sistema solar térmico

Sistema solar térmico faidado de manutenção

painéis solares térmicos

L 'sistema solar térmico, embora não apresente uma complexidade tecnológica particular, precisa, como todos os outros sistemas domésticos, manutenção Periódicos. O objetivo é verificar se tudo está funcionando corretamente e se o desempenho é efetivamente otimizado.
Uma primeira operação de manutenção pode ser feita diretamente por nós, sem necessariamente entrar em contato com um técnico, e consiste em um simples inspeção visual do painel solar. A eficiência de um painel pode, de facto, ser comprometida pela perda de integridade do vidro (reconhecível pela presença de fendas), pela deformação da placa absorvente ou pela separação parcial do vedante.
Este último é facilmente identificável devido a uma considerável formação de condensação no painel de vidro, não deve ser confundido com a ligeira condensação típica das primeiras horas da manhã, que desaparece durante o dia e que é considerada completamente normal.
Outros elementos a serem observados são os articulações. É útil verificar se não há vazamentos de fluido, condição que indica a falta de resistência das válvulas, soldas e selantes em geral.

Manutenção do sistema solar térmico com técnico especializado

Além da observação anterior mencionada, uma verificação anual realizada por um técnico especializado. Geralmente, ao instalar o sistema, o instalador propõe um plano de manutenção, que poderia fornecer uma verificação inicial após aproximadamente 6 meses de operação e subsequentemente a cada 12 meses. Em média, os custos anuais de manutenção são cerca de 2% dos custos iniciais de instalação, mas esses custos podem variar dependendo do nível de complexidade da planta.

painéis solares

Quando o técnico especializado realiza a inspeção, ele terá o cuidado de verificar vários elementos. Começa geralmente a partir de uma verificação deintegridade os vários componentes, como o painel solar real e outros elementos considerados sensíveis, por exemplo, a membrana do vaso de expansão, as válvulas de alívio e de segurança.
Muito importante é então um controle do circuito. Uma primeira verificação é a detecção do ar interno, que não deve estar presente de todo e que é relatado na maioria dos casos por ruído nos canos. A eliminação de ar no circuito ocorrerá abrindo as válvulas de ventilação até que ela desapareça completamente.
Como já mencionado anteriormente, é importante verificar se não há vazamentos de fluido. Podemos identificá-los com observação, especialmente junções, e isso é bom. Por outro lado, o técnico pode identificar vazamentos, mesmo mínimos, com maior precisão, medindo o valor da pressão, que sob as condições de operação correta do sistema deve ser igual ao do projeto.
Outro valor que o técnico verificará é o fluxo do fluido de transferência de calor. Também deve ser igual ao valor do projeto. Valores mais baixos indicarão a presença de calcário ou outras obstruções.
Detecções importantes são, então, a composição do fluido de transferência de calor, em particular a porcentagem de anticongelante glicol, e o pH, que não deve cair abaixo do valor 6,6. Valores mais baixos poderiam, de fato, produzir efeitos corrosivos no circuito.

Erros freqüentes de instalação do sistema solar térmico

Por fim, gostaria de lembrar que não é só a manutenção que garante a operação ideal de um sistema solar térmico. Muitas vezes, um bom funcionamento é determinado por um instalação inicial correta. A esse respeito, gostaria de destacar alguns pontos críticos e os erros mais frequentes que devem ser evitados durante o projeto e a construção da usina, de modo a limitar as operações de manutenção ao mínimo.

sistema solar térmico

Primeiro mencionamos que não deve haver vazamentos de fluido de transferência de calor do circuito. Derramamentos são geralmente causados ​​por soldagem de articulações feitas de forma inadequada ou mesmo por uma escolha de componentes de má qualidade, acima de tudo, incapaz de suportar altas temperaturas, variações consideráveis ​​de temperatura ou corrosividade do glicol.
Outro erro evitável é o subdimensionamento do vaso de expansãoisto é, o elemento que permite compensar as expansões térmicas do fluido transportador de calor e conter o vapor produzido durante o arrefecimento do circuito. Sub-dimensionamento faz com que o excesso de pressão aumente, resultando em vazamentos de fluido através da válvula de segurança.
Por fim, é aconselhável protegê-los sempre canalização, especialmente quando eles correm fora da casa. Os tubos de um sistema solar térmico são geralmente cobertos com material isolante, que, se exposto aos elementos e à ação de voláteis e pequenos roedores, pode se deteriorar, perdendo suas características isolantes. Por isso, é fundamental sempre cobrir esses tubos externos com elementos de alumínio, chamados Coppelle, que têm a tarefa específica de proteger e preservar a tubulação e seu isolamento.



Vídeo: Manutenção Sistema Solar Térmico - Vulcano Termossifão 150 Litros 2 de 2