Manutenção da chaminé do condomínio devido a avaria

A manutenção da chaminé do condomínio, o papel da assembleia e do condomínio individual que tem certas novidades de mau funcionamento

Manutenção da chaminé do condomínio devido a avaria

Canne fumarie condominiali

Um dos nossos leitores, em questões de chaminé do condomínionos pede:
Como prevenção periódica, o aquecedor de água é verificado; de técnicos qualificados relatou e documentou o rascunho falho da chaminé.O administrador aconselhado não tomou medidas de segurança, mas seis meses depois ele propôs o fato para a assembléia do condomínio. Como a chaminé foi considerada funcionando regularmente sem verificação e documentação, foi decidido (o condomino não estava presente) que a operação ocorreria, mas se fosse considerado adequado, o valor total seria cobrado ao condomínio providente para si e para os outros.Os 30 dias se passaram desde o apelo e 7 meses desdedeterminação da operação.Como pode lidar com este caso emocionante?A história parece fácil de resolver porque, como pode ser inferido a partir da pergunta da senhora, a chaminé seria de propriedade do condomínio.
Nós apenas respondemos com base na questão postaciEm suma, não tendo lido o documento elaborado pelos técnicos, trata-se de uma solução indicativa e parcial.
A deliberação da assembléia do condomínio, aparentemente tomadas sem qualquer documentação adequada para confirmar o mérito da decisão, mas apenas com base na condenação dos condomínios presentes poderia ser inválido, ou seja, nada por violação da lei.
As falhas de funcionamento das plantas detectados por técnicos autorizados para este tipo de verificação são obrigatórios para os proprietários das plantas.
Em outras palavras: se uma intervenção é prescrita isso deve ser feito.

Alguém poderia perguntar: não seria possível realizar um contra-teste avaliar a necessidade real da intervenção?
A resposta é positiva porque, como toda pessoa, até os técnicos podem cometer erros. Neste contexto, no entanto, a deliberação da assembléia é certamente nada como sancionou a cobrança das despesas ao condomínio que informaram o mau funcionamento se a verificação de funcionamento não deve revelar defeitos.

Canna fumaria condominiale

A assembléia, de fato, não pode cobrar despesas para um dos condomínios só porque isso sinalizou um fato por sua vez feito presente por um sujeito qualificado para expressar avaliações técnicas.
embora o técnico de confiança do condomino se tivesse cometido um erro, seria o último e não o próprio condomínio que causaria danos à equipe: leia os custos de uma verificação desnecessária.
Neste contexto, então, o que ele deve fazer o condomínio único?
A solução é dual:
a) em primeiro lugar agir enviando uma carta de notificação formal ao administrador para tomar medidas para verificar o correto funcionamento da instalação, declarando não cobrar os custos se tudo estiver em ordem, uma vez que esta decisão deve ser considerada nula e sem efeito;
b) de qualquer maneira entre em contato com um advogado avaliar cartões em mãos, mesmo para os fins de responsabilidades individuais, se é melhor agir diretamente por tribunal, pedindo a Autoridade Judicial para invalidar essa resolução ou também nos termos do art. 1134 c.c. qualificando os gastos como urgentes.
Toda avaliação do que fazer, é bom destacar, só pode ser feito completamente depois de ler os cartões (ou seja, o relatório do técnico e a deliberação).



Vídeo: Aquecedor desliga no meio do banho