Mantenha contas e faturas

Por quanto tempo precisamos manter os certificados de pagamento? Neste artigo vamos tentar responder para o que diz respeito às despesas relacionadas com a casa.

Mantenha contas e faturas

Em nossa vida di√°ria, estamos submersos recibos, recibos de impostos, contas e recibos de pagamento, que devemos manter porque a Administra√ß√£o Fiscal e outras administra√ß√Ķes podem solicit√°-los como prova, mas que s√£o √ļteis para n√≥s em caso de lit√≠gio ou dedu√ß√£o na declara√ß√£o de imposto.

papelada

Percebemos isso especialmente neste período, quando vamos fazer pedido entre a papelada para fazer um resumo do ano acabado de passar.
Dado o espa√ßo que os documentos em papel ocupam em nossas casas, muitas vezes surge o desejo de se livrar do sup√©rfluo, mas √© claro que todos t√™m o cuidado de n√£o faz√™-lo, temendo que algo ainda possa servir. De facto, n√£o poder mostrar os recibos e documentos comprovativos do pagamento que nos √© feito nos exp√Ķe ao risco de ter de pagar uma segunda vez, al√©m do fardo interesses e despesas.
Nem todo mundo sabe, no entanto, que todo documento tem seu próprio data de validade, ou seja, um período mínimo de tempo para o qual deve necessariamente ser mantido.
Pode ser √ļtil fazer uma r√°pida vis√£o geral do tempo necess√°rio para os v√°rios tipos de documentos, uma vez que muitos deles dizem respeito √† gest√£o e administra√ß√£o da casa.

Por quanto tempo precisamos manter contas e faturas?

Os recibos de pagamento do usuários domésticos como água, gás, eletricidade e telefone, eles devem ser mantidos por 5 anos, mesmo que seja aconselhável mantê-los por 10 anos.
No caso em que os pagamentos n√£o s√£o feitos com boletos postais, mas com o chamado domicilia√ß√£o banc√°ria, em seguida, cobrado em sua conta atual, voc√™ deve manter o declara√ß√Ķes que atesta o pagamento.

faturas

Por 5 anos os recibos de pagamento do alugar e do despesas de condomínio.
Em vez disso, os recibos para o pagamento do Taxa RAI eles devem ser mantidos por 10 anos.
Quanto ao pagamento de impostos, os boletins ici Devem ser conservados durante 5 anos a partir do ano seguinte à declaração de rendimentos de referência, os de TARSU por 10 anos.
Sempre 5 anos devem ser mantidos os pagamentos necess√°rios para justificar as dedu√ß√Ķes fiscais, como todas as faturas relacionadas a pagamentos para o renova√ß√£o em casa que s√£o usados, por exemplo, para dedu√ß√Ķes de 36% e 55%.
Também recomendamos armazená-los terra profissionais, como arquitetos e engenheiros, e de artesãos, como encanadores, eletricistas ou carpinteiros, por pelo menos 3 anos após o término do serviço.

armazenamento

Por 10 anos a partir do pagamento, os recibos de pagamento do presta√ß√Ķes de hipoteca para fins fiscais, mas √© aconselh√°vel mant√™-los para o bem ou pelo menos 5 anos ap√≥s o vencimento da d√≠vida.
o escrituras notariais de venda ou doação de um edifício e eu arrendamentos eles devem ser mantidos para sempre.
Quanto ao seguro, inclusive na casa, os recibos de pagamento das ap√≥lices devem ser mantidos por 1 ano a partir do vencimento, menos do que os diferentes prazos previstos no contrato, e por 5 anos se usados ‚Äč‚Äčpara fins fiscais e, portanto, dedut√≠veis, at√© que o per√≠odo de tributa√ß√£o em que as despesas foram incorridas expira.
o recibos para a compra deve ser mantido por 2 anos, que √© a dura√ß√£o oficial do garantia, a menos que outras extens√Ķes sejam planejadas, mas, para dizer a verdade, a tinta especial com a qual elas s√£o impressas tende a desaparecer rapidamente.
Em suma, a esperança é que, estando agora na era digital, possamos encontrar em breve um sistema de armazenamento, proteger, o que nos permite fazer sem muito papel e consequente espaço para armazená-lo.
Entretanto, é aconselhável sempre exceder um pouco com cautela, retendo os documentos por pelo menos outros 2-3 anos em comparação com aqueles concedidosporque, para alguns prazos, ainda há incertezas de interpretação e alguns termos podem ser estendidos, de modo que o descarte posterior os afasta de surpresas desagradáveis.



Vídeo: Fiscalização de Faturas