Faturas e transferências da conta térmica

Anexado ao aplicativo para acessar a conta térmica é necessário fornecer uma cópia das faturas e recibos das transferências bancárias, compiladas em conformidade com determinadas regras.

Faturas e transferências da conta térmica

pannelli solari

o Conta térmica foi introduzido pelo D.M. 12 de dezembro de 2012 e é um incentivo podem ser solicitadas intervenções específicas que aumentem a eficiência energética dos edifícios existentes ou intervenções destinadas à produção de energia térmica a partir de fontes renováveis.
A Conta Térmica não é uma dedução fiscal, como a poupança de energia (65%) e a renovação de edifícios (50%), mas é uma contribuição que é fornecido pelo GSE (Gerente de Serviços de Energia), sujeito a aceitação de um pedido e de acordo com regulamentos especiais.
A conta térmica é, portanto, bastante diferente das deduções fiscais.

Seguindo a Decreto de Implementação do D.M. 12 de dezembro de 2012, Decreto Legislativo 3 de março de 2013, n.28, o G.S.E. publicou em seu lugar o regras de aplicação para a conta térmica.
Nos últimos dias, em particular em 4 de dezembro de 2013, sempre o G.S.E. publicou umintegração a estas regras, introduzindo indicações importantes relativas à faturas e ai transferências para intervenções para as quais você pretende se beneficiar da conta térmica.
A necessidade de produzir é claramente expressa para fins de admissão ao incentivo cópia faturas mostrando o custo incorrido e uma cópia do banco ou recibos de transferência bancária com os quais essas despesas foram pagas.

Faturas para a conta térmica

fatture

As faturas devem descrever com precisão o tipo de intervenção realizada e o objeto do incentivo.
Se houver mais de uma ação de incentivo, é necessário separar as faturas e os pagamentos para cada intervenção individual.
As faturas devem informar o Número de IVA do emissor e ser a pagar à pessoa responsável da conta térmica (ou seja, aquele que arca com as despesas para a execução das intervenções), cujo código fiscal ou número de IVA deve ser especificado.
No caso em que o sujeito recorreu ao leasing financeiro, a fatura deve ser em nome da empresa de leasing e uma cópia do contrato de leasing também deve ser fornecida.
Preste atenção para coincidir com a soma total dos valores da fatura com a despesa total mostrada no formulário de admissão.

Transferências eletrônicas para a conta térmica

É importante ressaltar que os pagamentos para intervenções para as quais você pretende acessar a Conta Térmica não devem ser feitos usando o modelo de transferência bancária específico para deduções de impostos sobre economia de energia e reformas de construções, caso contrário, a solicitação não será aceita.
Em vez disso, o modelo de transferência ordinária.
Na transferência é muito importante incluir algumas informações no motivo do pagamento:
- a referência a Decreto Ministerial de 28 de dezembro de 2012;
- a referência a número da fatura e para o parente data.
Se não houver campos especiais no modelo de transferência bancária, o seguinte também deve ser relatado:
- Número do IVA / código fiscal da pessoa que recebe o pagamento;
- Número do IVA / código fiscal da pessoa responsável.

pagamento con bonifico

No caso de leasing financeiro ou financiamento que não leasing (por exemplo, crédito ao consumidor através de uma empresa financeira), o motivo da transferência feita pela empresa de leasing ou pela empresa financeira deve mostrar as referências da parte responsável (nome e número de IVA / código de imposto) ).
Se o pagamento for feito por uma pessoa que não seja a pessoa responsável e não imputável aos casos descritos acima (leasing, crédito ao consumidor), o motivo terá que citar esta frase: pagamento feito em nome de... (nome e código de imposto da pessoa responsável).
No caso de a fatura não ser emitida no momento do pagamento, na transferência bancária é possível informar, em vez do número da fatura, a número do pedido.
Importante, no entanto, lembre-se de enviar toda a documentação para o GSE (cópia da fatura emitida posteriormente e uma cópia do recibo do banco com o número do pedido).

Casos especiais de isenção de faturas e recibos de transferências

Está isenta de enviar faturas e recibos de transferências para as intervenções feitas em edifícios de administrações públicas para o qual foi estabelecido um contrato de desempenho energético entre PA e ESCO.
Lembro que as ESCOs são empresas que realizam intervenções com o objetivo de melhorar a eficiência energética, assumindo o risco da iniciativa e libertando o cliente dos custos organizacionais e de investimento.
As economias econômicas obtidas com a intervenção são então compartilhadas entre a ESCO e o cliente com diferentes tipos de contratos.
As intervenções realizadas também estão isentas da obrigação de apresentar faturas e recibos de transferências a crédito edifícios privados para o qual foi assinado um contrato de desempenho / serviço energético entre assunto privado e ESCO.



Vídeo: Como imprimir comprovantes de transações no aplicativo da caixa.