Designer de interiores

A figura do Designer de Interiores é a de um técnico com uma preparação especificamente orientada para o design preciso de interiores, tanto residenciais como não residenciais.

Designer de interiores

O termo de designer de interiores, ou seja, designer de interiores, √© cada vez mais utilizado por v√°rios t√©cnicos, arquitetos e engenheiros em preval√™ncia, que quase sempre possuem in√ļmeros anos de experi√™ncia na √°rea de m√≥veis.

interior designer

Um verdadeiro designer de interiores, além da experiência adquirida, deve, acima de tudo, ser capaz ou mediar suas escolhas estéticas, e aqueles a pedido do cliente, integrando-os com tecnologias modernas baseadas no princípio orientador da utilidade.
Muitas vezes o principais errosneste sentido, comprometem-se em detrimento dos sistemas tecnológicos, em especial dos elétricos, mas também em detrimento da iluminação, dos sistemas de aquecimento no inverno e do ar condicionado de verão.
Em qualquer caso, as tarefas fundamentais de um designer de interiores devem ser subdivis√£o dos espa√ßos de uma casa de acordo com os pedidos e necessidades daqueles que a ocupam, a redefini√ß√£o dos mesmos espa√ßos em caso de reestiliza√ß√£o ou renova√ß√£o da casa: em suma, redesenhar os espa√ßos interiores, dando indica√ß√Ķes precisas sobre os acabamentos dos quartos e os elementos dos m√≥veis, novos ou possivelmente modernizados, dependendo do tema de design escolhido e gostos dos propriet√°rios.
No caso de renova√ß√Ķesque na sua vers√£o mais leve podemos definir reforma, provavelmente uma das fun√ß√Ķes mais complexas que um designer de interiores concorre √© a de racionalizar e dar forma e corpo, de uma maneira pr√°tica e funcional, √†s id√©ias e solicita√ß√Ķes daqueles que vivem na casa e que desenvolveram essas id√©ias de acordo com suas necessidades. e experi√™ncias di√°rias.
A partir de um relacionamento equilibrado entre as necessidades do cliente e as id√©ias do designer, pode-se nascer casa representativa do estilo de vida daqueles que a ocupam que, ao mesmo tempo, ser√° capaz de utilizar os materiais e tecnologias modernos da melhor maneira poss√≠vel, com especial aten√ß√£o √†s solu√ß√Ķes que est√£o atentas √† conten√ß√£o do gasto total de energia da casa e seu impacto ambiental.

Microclima, iluminação e tecnologias

Uma característica distintiva das casas modernas é a subdivisão de parte da área de estar com grandes espaços geralmente em comunicação com a cozinha, uma tendência de design de design de interiores, que acolhe o mudou hábitos sociais que viram, ao longo dos anos, a cozinha tornar-se o local onde muitas famílias passam a maior parte do tempo em casa, principalmente horas de almoço e jantar, consumidas em frente à televisão.
No entanto, a presen√ßa de salas particularmente grandes, geralmente chamadas de open space, introduz mais gest√£o do microclima em compara√ß√£o com salas mais pequenas, em particular devido √† falta de divis√≥rias internas e portas relativas, que desempenham uma fun√ß√£o de isolamento ac√ļstico e t√©rmico.
A mesma ilumina√ß√£o de salas maiores, em geral, envolve dificuldades em compara√ß√£o com salas menores, para obter uma distribui√ß√£o uniforme de luz e para evitar que este √ļltimo n√£o tenha picos excessivos, em excesso ou em defeito, com rela√ß√£o √† luz dos ambientes circundantes, ele √© guiado, no projeto, pelos valores prescritos em detalhes pelos padr√Ķes t√©cnicos de refer√™ncia.

impianto a pavimento

As tecnologias que, mais frequentemente, são escolhidas pelo designer de interiores são, respectivamente, as de painéis radiantes para aquecimento de inverno e refrigeração de verão e Tecnologia LED para iluminação.
Em ambos os casos, é necessário destacar alguns detalhes da implementação que são frequentemente subestimados: sistemas de painel radiante, deve-se notar que a construção do sistema de piso requer a disponibilidade de uma espessura acima do piso de cerca de dez centímetros. Além disso, a sua realização, dada a notável inércia térmica da ordem de várias horas, geralmente é recomendado em áreas com invernos particularmente rigorosos e onde há requisitos relacionados ao tempo de ignição do sistema de aquecimento bem além das seis horas diárias.
Al√©m disso, a constru√ß√£o do sistema de painel radiante, para uso no resfriamento de ver√£o, requer a presen√ßa de sistema de desumidifica√ß√£o, este √ļltimo necess√°rio para eliminar a poss√≠vel forma√ß√£o de condensa√ß√£o no ch√£o; em qualquer caso, a temperatura ambiente ser√° sempre maior do que a obtida com um sistema de ar condicionado.
No que diz respeito √† ilumina√ß√£o, a tecnologia atualmente em uso √© a de um LED, um termo que significa Diodo Emissor de Luz, produtos que t√™m rendimentos, em termos de ilumina√ß√£o, superiores √†s l√Ęmpadas de refer√™ncia padr√£o, mas eles n√£o s√£o particularmente adequados para ilumina√ß√£o de grandes espa√ßos porque os requisitos espec√≠ficos de uniformidade de ilumina√ß√£o acarretariam enormes custos, como conseq√ľ√™ncia, os LEDs quase sempre t√™m apenas a fun√ß√£o decorativa de uma ou mais zonas e alguns elementos, um uso que, de fato, diminui seu desempenho e potencial reais..



Vídeo: Faculdade de Design de Interiores - FATOS E MENTIRAS // Michelle Garcia