ICI e reclassificação do edifício

A lei ainda prevê a obrigação de comunicar à Agência do Território e ao município onde a propriedade está localizada.

ICI e reclassificação do edifício

ICI

Pode acontecer, pelas mais variadas razões, que o classificação cadastral uma unidade imobiliária não corresponde mais ao que realmente deveria ser.
Isso é de fundamental importância para a correta quantificação da renda cadastral, útil para determinar a impostos sobre a terra.
Nesse sentido, para uma série de variações, a lei ainda prevê um obrigação de comunicar à agência do território e ao município da localização do edifício pelo interessado.
O objetivo desta comunicação é permitir que oquantificação exata da obrigação contributiva.
No caso defalha ao notificar a variação o poder de inspeção e a retificação de dados cadastrais cabe à agência local.
o direito financeiro para o ano de 2005 (l. n. 311/04) colocou o poder nos municípios para solicitar, no caso de atualizar a classificação cadastral, o imposto mais elevado devido também para os anos anteriores.

Municípios podem solicitar atrasos do ICI

Em especial, nos termos doart. 1, parágrafo 336 e 337da referida lei, os municípios, tendo verificado a presença de propriedades privadas não declaradas no cadastro ou a existência de situações factuais não mais consistentes com as classificações cadastrais devido a mudanças nos edifícios, exigem que os detentores de direitos reais sobre as unidades de propriedade em questão apresentem os documentos de atualização elaborado em conformidade com o regulamento referido no Decreto do Ministro das Finanças 19 de abril de 1994, n. 701.

ICI

O pedido, contendo os elementos encontrados, incluindo, se estabelecido, a data para relatar a não apresentação da reclamação do cadastro, é notificado às partes interessadas e comunicado, com os detalhes de notificação, aos escritórios provinciais da Agência do território.
Se os interessados ​​não cumprirem a solicitação no prazo de noventa dias a partir da notificação, os escritórios provinciais da Agência Territorial fornecerão, com encargos para o interessado, o registro no cadastro da propriedade não poluída ou a verificação da classificação das propriedades informadas., notificando os resultados da classe e a renda relativa.
As penalidades previstas por violações do artigo 28 do Real Decreto-Lei de 13 de abril de 1939, n. 652, convertido, com modificações, pela lei de 11 de agosto de 1939, n. 1249 e modificações subsequentes.
O rendimento cadastral declarado ou de outro modo atribuído na sequência da notificação do pedido do município referido no parágrafo 336 produz efeitos fiscais, em derrogação das disposições atuais, a partir de 1 de janeiro do ano seguinte à data da notificação da falta de apresentação da reclamação do cadastro; indicado no pedido notificado pelo município, ou, na ausência da indicação acima, a partir de 1 de janeiro do ano da notificação do pedido do município
.

Vale a pena entenda o que isso significa exatamente a norma.
Suponha que janota tenha, dentro dos limites estabelecidos por lei, expandiu sua unidade imobiliária sem, no entanto, fazer as mudanças necessárias no registro de terras para fins de cálculo da nova renda.
Nestes casos, o Município, observou a inconsistência entre a classificação cadastral e a nova situação de fato do edifício (circunstância que pode ser deduzida das diferenças entre o edifício como originalmente composto e as mudanças que se seguem às obras) pode convidar o interessado a atualizar na agência do território sua posição de aviso que, na ausência da mesma agência para fornecer a você à custa da parte em causa.
Uma vez consolidou a nova posição cadastral, a autoridade local (isto é, o Município) pode pedir ao sujeito passivo o imposto diferença entre o ICI pago e que realmente devido; isto na opinião do escritor para os anos só em relação ao qual a prescrição não já interveio.
atualmente a possibilidade de solicitar o imposto não pago, é prescrito no quinto ano seguinte àquele em que o imposto deveria ser pago.

ICI

Basicamente, atualmente, em relação às atividades de reclassificação cadastral conforme descrito acima, os Municípios podem reivindicar o maior devido apenas com referência aos cinco anos anteriores.
Isso significa que exceto pela presença de atos interruptivos da prescrição, as anuidades que podem ser solicitadas até 31 de dezembro de 2010 são aquelas referentes aos anos de 2005 e seguintes.
Recursos contra pedidos ilegais pode ser adiantado perante a comissão tributária provincial competente.



Vídeo: