Como se desconectar do sistema de aquecimento central?

Aqui est√£o algumas raz√Ķes e algumas informa√ß√Ķes sobre como romper com o sistema de aquecimento do condom√≠nio, mas para isso voc√™ tem que prestar aten√ß√£o em alguns aspectos.

Como se desconectar do sistema de aquecimento central?

Quando você decide comprar uma casa dentro de um condomínio sempre há perguntas sobre osistema de aquecimento.
Normalmente, algu√©m se pergunta se √© melhor preferir um sistema de aquecimento aut√īnomo ou um sistema centralizado.
Na maioria dos casos, especialmente se voc√™ se mudar para condom√≠nios de constru√ß√£o nova ou n√£o muito recente, opte por um sistema de aquecimento aut√īnomo.

riscaldamento autonomo

Esta escolha √© geralmente feita porque estamos convencidos de que a presen√ßa de um sistema de aquecimento aut√īnomosendo autogerido, ajudar√° a conter despesas, tanto para evitar disputas inc√īmodas com outros condom√≠nios, quanto a problemas de manuten√ß√£o, mas, sobretudo, aos hor√°rios de liga√ß√£o e desligamento dos mesmos. sistema de aquecimento.
De fato, em condominii a quest√£o dos hor√°rios de opera√ß√£o do sistema gera uma s√©rie de discuss√Ķes, porque devemos ao mesmo tempo tentar agradar a todos sem quebrar a conta devido ao uso excessivo da planta.

Mais algumas informa√ß√Ķes sobre a planta aut√īnoma

Uma nota a favor do sistemas de aquecimento independentes é ser mais moderno e menos poluente. Cada usuário individual poderá gerenciar, por conta própria, o aquecimento, evitando desperdícios desnecessários, como ignição, quando você está longe de casa.
Obviamente, osistema de aquecimento independentemente de ser aut√īnomo ou condominial, deve ser mantido constantemente.
Em relação ao encargos de manutenção, para o proprietário de um edifício genérico equipado com uma aquecimento independente cabe à cobrança anual ter um sistema verificado por pessoal especializado. o controle de fumaça e o funcionamento correto da chaminé, em vez disso, pode ser feito a cada dois anos.
cada sistema de aquecimento ser√° fornecido um livreto de implante espec√≠fico, que constitui uma esp√©cie de registro de vida dasistema de aquecimento. Neste livreto, todas as visitas feitas pelos t√©cnicos durante as v√°rias verifica√ß√Ķes feitas ao sistema e todas as modifica√ß√Ķes e reparos realizados devem ser anotadas.

locale caldaia

Em todos os edifícios para a habitação civil, o coração dasistema de aquecimentoou o sala de caldeiras é colocado em um espaço especial, apropriadamente seguro, dentro do prédio.
Este ambiente depende do tamanho e da potência do caldeira deve cumprir os requisitos em termos de resistência estrutural e resistência ao fogo e, se necessário, depende dos casos, de modo que o conjunto planta pode ser colocado em operação deve ser equipado com um ICP, certificado de prevenção de incêndios.
Toda esta documenta√ß√£o e todas as verifica√ß√Ķes t√©cnicas devem ser realizadas por um t√©cnico qualificado e registrado no Minist√©rio do Interior.
Em condominii, no entanto, ainda existem muitos condomínios que escolhem optar por não se separar, mas continuar operando um sistema de aquecimento central.
Para resolver os problemas relacionados √† distribui√ß√£o de custos e despesas, √© poss√≠vel instalar sistemas individuais de medi√ß√£o de calor. O condom√≠nio √ļnico, desta forma, dar√° a possibilidade de escolher se separar do aquecimento central ou n√£o.

impianto di riscaldamento autonomo

Obviamente optar por desanexar do sistema centralizado não deve implicar qualquer aumento de despesas para aqueles que decidam permanecer ligados asistema de condomínio. Além disso, a intervenção de destacamento não deve envolver problemas técnicos, correndo o risco de comprometer a funcionalidade dosistema centralizado.
Se antes era necess√°rio obter a opini√£o un√Ęnime de todos os condom√≠nios, separar-se desistema centralizado, a partir de 18 de junho de 2013 √© poss√≠vel obter o destacamento desistema de aquecimento central sem esperar pela aprova√ß√£o da assembl√©ia do condom√≠nio.
Quando for decidido separar, no entanto, o condom√≠nio √ļnico ainda ser√° obrigado a contribuir para o pagamento dos custos para a manuten√ß√£o extraordin√°ria da usina e para sua conserva√ß√£o e conformidade.
Em termos de economia de energia, o D.P.R. n 59/09, define no art. 4, parágrafo 9, que: em todos os edifícios existentes, com mais de quatro unidades residenciais, e em qualquer caso para as potências nominais do gerador de calor dosistema centralizado maior ou igual a 100 kW, é preferível manter sistemas centralizados onde eles existam.
Embora tenha havido esta lei, há casos particulares em que há um possível restriçãona verdade, antes de prosseguir com o pedido de postagem, é necessário certificar-se de que o município no qual o imóvel está localizado não tenha estabelecido por conta própria regulamentos de construção a proibição de desapego do sistema centralizado.
Esta limita√ß√£o ocorre em v√°rios munic√≠pios da It√°lia que tentam encoraj√°-los sistemas de aquecimento centralizado que t√™m menos impacto em termos de polui√ß√£o do que os aut√īnomos.



Vídeo: SERPENTINA ( Sistema de aquecimento de água a lenha)