Como construir casas à prova de terremotos

Os métodos para a construção de uma casa à prova de terremotos são definidos pelas Normas Técnicas para Construção, que entraram em vigor após o trágico terremoto em Abruzzo.

Como construir casas à prova de terremotos

Efeitos de terremotos em edifícios

terremoto

As cr√īnicas italianas freq√ľentemente t√™m como objeto a manifesta√ß√£o de terremotos em todo o territ√≥rio da Pen√≠nsula e, sobretudo, de seus efeitos catastr√≥ficos.
Além disso, o italiano é um território notável risco sísmico mas longe de estar preparado, como acontece em outros lugares sujeitos ao mesmo risco, por exemplo o Japão, em nosso país muitas vezes temos que contar as vítimas e inventar danos ao edifício.
Se por um lado ainda é impossível prever a ocorrência de um terremoto, por outro lado um elemento parece claro: seus efeitos são tanto mais sérios quanto pior a qualidade estrutural dos edifícios.
Em suma, é possível limitar significativamente os danos e a perda de vidas construindo edifícios anti-sísmicos.

Como construir uma casa à prova de terremotos

Na Itália, os novos Normas técnicas para edifícios, dos quais a entrada em vigor havia sido adiada várias vezes, só entrou em operação após o trágico terremoto em Abruzzo.
As novas regras classificaram o território da Península em zonas sísmicas do nível de risco diferente, com base em uma escala que varia de 1 a 4; dependendo da área em que a intervenção do edifício cai, então, mude as medidas técnicas mínimas a serem postas em prática para construir uma casa à prova de terremotos.
Além disso, nas áreas de maior risco, é essencial preparar um levantamento geológico particularmente completo.

efeitos do terremoto nas casas

O que muda, comparado ao que aconteceu antes de 1¬ļ de julho de 2009, as Novas Normas entraram em vigor, √© que nenhuma parte do territ√≥rio √© mais n√£o classificada, ent√£o torna-se obrigat√≥rio, obter um Licen√ßa de constru√ß√£o, que a estrutura √© verificada sismicamente.
O projetista estrutural deve verificar se a estrutura do pr√©dio √© capaz de suportar as tens√Ķes dos terremotos previs√≠veis para aquela √°rea. Para este prop√≥sito, espec√≠ficos s√£o usados software capaz de simular a intensidade e os efeitos no edif√≠cio.
o técnico construir uma casa à prova de terremotos são basicamente de três tipos:
‚ÄĘ amplia√ß√£o das se√ß√Ķes dos pilares de apoio;
‚ÄĘ simetria de massa;
‚ÄĘ regularidade da altura.
A primeira √© a t√©cnica mais simples e baseia-se no fato de que, ampliando as dimens√Ķes dos pilares, oferece maior resist√™ncia ao estresse.
o simetria de massa refere-se a um eixo central hipot√©tico em rela√ß√£o ao qual deve haver distribui√ß√£o igual de pesos de um lado e do outro; em outras palavras, o plano de um edif√≠cio deve ser o mais sim√©trico poss√≠vel em rela√ß√£o √†s duas dire√ß√Ķes ortogonais.
o regularidade em altura em vez disso, fornece uma simetria substancial em relação a um plano vertical hipotético.
Esses dois √ļltimos sistemas s√£o naturalmente mais vinculados do ponto de vista do design.

Quanto custa construir uma casa à prova de terremoto?

Infelizmente, at√© hoje, construa uma segunda casa crit√©rios anti-s√≠smicos √© percebido apenas como um fardo adicional de despesas e n√£o como um elemento indispens√°vel para fins de seguran√ßa, assim como um investimento econ√īmico para o futuro.
Uma pesquisa realizada há alguns anos, por outro lado, mostrou que construir uma casa à prova de terremoto é apenas o preço 10% mais em comparação com um edifício tradicional.
De fato, se na construção de um edifício a parte estrutural afeta 30% do custo total, no caso de uma estrutura projetada de acordo com critérios anti-sísmicos, a porcentagem de incidência sobe para apenas 33%.
Se você quiser dar um exemplo, se as estruturas de um edifício estão em torno de 100.000 euros, o custo sobe para 110.000 euros se elas forem simetricamente adequadas.

ferimentos devido a terremotos

Deve-se tamb√©m ter em mente que o valor comercial de um edif√≠cio constru√≠do de acordo com esses c√Ęnones √© maior do que o maior gasto para constru√≠-lo, portanto, empreender uma interven√ß√£o de constru√ß√£o desse tipo representa um investimento lucrativo tamb√©m do ponto de vista econ√īmico.
O discurso sobre eu é diferente tempo de realização da estrutura: estima-se um prazo estimado em torno de 30%; em suma, é uma espera que vale a pena enfrentar, se em troca você tem a garantia de uma vida mais longa da propriedade.
Na √©poca da entrada em vigor das Novas Normas T√©cnicas para Constru√ß√£o, as resid√™ncias na It√°lia que atendiam aos padr√Ķes s√≠smicos estabelecidos por elas eram cerca de 27% do total, mas o percentual est√° destinado a aumentar nos pr√≥ximos anos, ap√≥s a sua aplica√ß√£o.

Como intervir em edifícios existentes

Naturalmente, também é necessário intervir para adaptar os edifícios existentes.
Em particular, devemos prestar atenção aos edifícios construídos antes de 1974, o ano em que os primeiros regulamentos anti-sísmicos foram emitidos na Itália, então atualizados.
Para estes edif√≠cios, √© aconselh√°vel avaliar cuidadosamente as condi√ß√Ķes dos elementos estruturais e a qualidade dos materiais utilizados. Al√©m disso, √© importante verificar se, ao longo dos anos, os movimentos das janelas foram feitos a partir das posi√ß√Ķes originais.
Mesmo no caso de interven√ß√Ķes em edif√≠cios existentes, pode-se dizer que o jogo vale a vela: em face de um certo investimento econ√īmico, ou seja, voc√™ pode ter mais paz de esp√≠rito e tamb√©m ter um edif√≠cio de maior valor econ√īmico.
N√£o se esque√ßa, ent√£o, que at√© 31 de dezembro de 2015 voc√™ pode aproveitar Dedu√ß√£o Irpef de 65% despesas incorridas, para interven√ß√Ķes de prote√ß√£o contra terremotos.



V√≠deo: VIVIENDAS SISMORESISTENTES | C√ďMO CONSTRUIR UNA CASA RESISTENTE A UN TERREMOTO