Pisos de pórfiro externos: possíveis defeitos de colocação

O piso com cubos de pórfiro é o mais utilizado para cobrir espaços externos de qualquer tamanho, pois é agradável aos olhos e resistente.

Pisos de pórfiro externos: possíveis defeitos de colocação

O ch√£o em sampietrini

o pavimenta√ß√£o ao ar livre em p√≥rfiro, se realizado de acordo com as boas regras da arte, n√£o requer uma manuten√ß√£o muito onerosa e tem uma boa durabilidade, gra√ßas √†s excelentes caracter√≠sticas f√≠sico-mec√Ęnicas do p√≥rfiro e dos materiais utilizados para selar as juntas entre os v√°rios elementos.
A versatilidade do pavimento de pedrasalém disso, permite que ele tenha uma ampla variedade de desenhos de instalação, capazes de satisfazer qualquer necessidade.

Possíveis defeitos no piso de pórfiro

pavimento de pedras


Muitas vezes, no entanto, isso pavimenta√ß√£o pode se manifestar com o tempo dos defeitos vis√≠veis tamb√©m a olho nu, como se juntas desintegradas entre os cubos individuais, o que √†s vezes envolve o elevador do mesmo, ou a forma√ß√£o de depress√Ķes na superf√≠cie, que n√£o √© mais plana, ir√° alterar todas as encostas, levando a outros problemas relacionados ao escoamento da √°gua da chuva.

O que observar? As fases em que o pórfiro é colocado

A instalação do cubos e a correta realização das várias camadas são fatores determinantes, que garantem a qualidade e a durabilidade do piso que será realizado.
Isso pode simplesmente ser dividido em quatro fases:

pavimentação de pórfiro

1- A formação do fundo, que é um dos pilares da instalação.
O substrato √© a parte mais resistente sobre a qual o piso ter√° que repousar e sobre o qual ser√£o descarregadas todas as cargas concentradas e n√£o concentradas, para as quais deve permanecer inalterado ao longo do tempo, preservando suas caracter√≠sticas f√≠sico-mec√Ęnicas.
Uma vez que o fundo foi feito usando o lastro feito com blocos de pedraou com terras amassadas que então formavam uma camada para nivelar a fim de dar uma inclinação à direita para a saída da água da chuva.
Hoje, no entanto, o fundo √© realizada com a realiza√ß√£o de betonilha de concreto consistindo de uma mistura de areia, cascalho, √°gua e cimento, com uma dosagem padr√£o de cerca de 2 quintais por metro c√ļbico. Este ter√° uma espessura de 10/15 cm com folhas afundadas de 6 x 20 mm de malha eletro-soldada.
O fundo assim criado é sempre recomendado como altamente adequado para a realização de todos os pisos de pedra natural.
Obviamente, é importante evitar que os problemas sejam então criados para o pavimento, para prever inclinação correta das águas superfície com uma inclinação mínima de 1,5 cm para cada metro linear (> 1,5%), com a disponibilização de pontos adequados de recolha e eliminação de água.
√Č importante sublinhar que um fundo que n√£o √© perfeitamente executado √© quase sempre a principal fraturas localizadas que inevitavelmente retornar√° para a pavimenta√ß√£o acabada.
Para evitar o surgimento deste problema é apropriado evitar Tanto quanto possível tiros sucessivos no vazamento, bem como respeitando o período de maturação e assentamento do mesmo, 30 dias antes de continuar com a construção do piso.
2- a atra√ß√£o; Por falar em pavimenta√ß√£o externa, o melhor sistema √© aquele que envolve o uso de areia britada, cujo di√Ęmetro pode variar de 0 a 6 mm, limpo e livre de partes ferrosas. A areia usada para o camada de cama ser√° misturado com cimento seco para evitar quedas.

assoalhos

3- Limpeza e espancamento eles são executados quando a instalação é concluída.
Com a ajuda de especiais escovas, você terá que limpar a superfície do piso e de todos os espaços deixados entre um elemento e outro, cheios de areia e cimento misturados.
Posteriormente, com a ajuda de martelos, as peças individuais devem ser comprimidas no estado de aprisionamento até que sejam finalmente colocadas.
o espancamento √© realizado pelo menos em duas fases para ser realizado ao longo de duas dire√ß√Ķes ortogonais entre si.
Antes de executá-lo, uma camada de água deve ser jogada sobre toda a superfície para tornar a cama mais fácil de andar e mais fácil o acordo final do chão.
4- de veda√ß√£o √© a √ļltima fase do trabalho; isso √© feito espalhando-se no pavimento, ap√≥s o espancamento, uma camada de areia fina com um di√Ęmetro que varia de 0 a 4 mm, tentando preencher todo o interst√≠cios atrav√©s do uso de escovas especiais.

assoalhos

Então prosseguimos com a elaboração do argamassa, obtido pela mistura de areia fina, água e cimento.
Esta mistura, uma vez espalhada no ch√£o, ter√° que compactar cada v√īo presentes entre os elementos p√≥rfiros individuais, e para garantir que esta opera√ß√£o seja realizada com perfei√ß√£o, n√≥s fazemos uso do uso de escovas de borracha.
Quando você perceber que a fase de ajuste está começando, o operador começará a limpar o piso com um jato de água que removerá o excesso de argamassa.



Vídeo: