O Plano Puglia foi estendido para 2019

Em 31 de dezembro de 2019, foi prorrogado o prazo para a apresenta√ß√£o de pr√°ticas destinadas √† obten√ß√£o de b√īnus para prorroga√ß√Ķes ou demoli√ß√Ķes com reconstru√ß√Ķes.

O Plano Puglia foi estendido para 2019

Extens√£o do Plano Residencial Puglia com a entrada em vigor da Lei 37/2016

Plan House Regi√£o de Puglia

Além disso, o Casa Plan Puglia foi objecto de uma nova prorrogação, com um prazo fixado em 31 de dezembro de 2017.
A extensão entrou em vigor com a publicação do Lei Regional 5 de dezembro de 2016 n.37 no Boletim Oficial da Região de Puglia n. 141 de 9 de dezembro de 2016.
Na lei supracitada Emendas √† lei regional de 30 de julho de 2009, n. 14 (Medidas extraordin√°rias e urgentes de apoio √† actividade de constru√ß√£o e melhoria da qualidade do patrim√≥nio de constru√ß√£o residencial) e √† Lei Regional de 15 de Novembro de 2007, n. 33 (Recupera√ß√£o de s√≥t√£os, varandas, por√Ķes existentes e √°reas p√ļblicas n√£o autorizadas), al√©m da extens√£o, est√£o, de fato, contidas algumas mudan√ßas no chamado Plano da Casa Regional, bem como a lei para a recupera√ß√£o dos s√≥t√£os.

Casa Plan Puglia

A primeira lei indicou, o LR 14/2009 √© a lei com a qual o Casa Plan Pugliaintitulado ¬ęMedidas extraordin√°rias e urgentes para apoiar a atividade de constru√ß√£o e melhorar a qualidade do patrim√≥nio de edif√≠cios residenciais ¬Ľ.
As leis subsequentes que foram emitidas nos anos seguintes (Lei 21/2011, Lei 18/2012, Lei 26/2013, Lei 49/2014, Lei 33/2015, Lei 28/2016) s√£o as extens√Ķes e o mudan√ßas √† formula√ß√£o original do Plano da Casa ocorreu nos anos seguintes.

Boletim Oficial da Regi√£o de Puglia: Plano Home de Puglia

Boletim Oficial da Regi√£o de Puglia: Plano Home de Puglia

Boletim Oficial da Regi√£o Puglia: Extens√£o do Plano da Casa

Boletim Oficial da Regi√£o Puglia: Extens√£o do Plano da Casa

Conte√ļdos de Plano de Casa, boletim oficial de Regi√£o de Puglia

Conte√ļdos de Plano de Casa, boletim oficial de Regi√£o de Puglia

Boletim Oficial da Regi√£o de Puglia, as interven√ß√Ķes do Plano da Casa

Boletim Oficial da Regi√£o de Puglia, as interven√ß√Ķes do Plano da Casa

Boletim Oficial da Região Puglia: Certificados de qualificação do Plano Residencial

Boletim Oficial da Região Puglia: Certificados de qualificação do Plano Residencial

Vejamos, portanto, especificamente o conte√ļdo do Plano Inicial e o mais recente mudan√ßas introduzido por LR 37/2016.

Conte√ļdo do Plano Residencial Puglia

o Casa Plan Puglia fornece interven√ß√Ķes de extens√£o, demoli√ß√£o e reconstru√ß√£o de edif√≠cios residencial e n√£o edif√≠cios residenciais, a ser feita em derroga√ß√£o de instrumentos de planejamento e regulamentos de constru√ß√£o em vigor.
O novo corpo pode ser feito em contig√ľidade, em supereleva√ß√£o e, se n√£o tais solu√ß√Ķes n√£o puderem ser concretizadas por raz√Ķes f√≠sicas e t√©cnicas, tamb√©m destacadas do pr√©dio principal desde que insista no mesmo lote e n√£o tenha dist√Ęncia maior que 10 m.
No caso de extens√£o de edif√≠cios residenciais, como contido no art. 3, voc√™ pode se beneficiar de um Aumento de 20% at√© um m√°ximo de 300 metros c√ļbicos; a novidade diz respeito ao edif√≠cios n√£o residenciais ent√£o o aumento na cubatura √© aumentado para um m√°ximo de 1000 metros c√ļbicos, com a obriga√ß√£o de alocar este volume para resid√™ncia ou para destinos conectados a ele.
As interven√ß√Ķes s√£o permitidas em edif√≠cios legitimamente existentes na data de 1¬ļ de agosto de 2016para s√≥ uma vez.
Al√©m disso, as extens√Ķes em edif√≠cios com terra√ßo ou Multi-family eles s√£o admitidos desde que cumpram os regulamentos do condom√≠nio e salvaguardem a coer√™ncia estil√≠stica e, acima de tudo, os relat√≥rio juramentado t√©cnico qualificado, atestando que a extens√£o se enquadra no limite do volume devido ao propriet√°rio individual, em rela√ß√£o ao tabelas mil√©simas edif√≠cio.

Plano Especial Casa Puglia, extens√Ķes


No que diz respeito à demolição e reconstrução de edifícios residenciais, não é necessário especificar que se pode beneficiar de um aumento no volume até 35% do volume legitimamente existente a partir de 1 de agosto de 2016.
As interven√ß√Ķes devem ser realizadas em conformidade com as dist√Ęncias m√≠nimas e do alturas m√°ximas previsto pelos instrumentos de planeamento urbano.
A lei tamb√©m presta aten√ß√£o ao sustentabilidade das interven√ß√Ķes, para as quais o novo edif√≠cio reconstru√≠do com um pr√©mio c√ļbico deve atingir pelo menos pontua√ß√£o 2 estabelecidos pelos crit√©rios de sustentabilidade ambiental contidos no Lei Regional n. 13/2008.
Finalmente, sobre requalifica√ß√£o ambiental e realoca√ß√£o de volumetriascom L.R. 21/2008 o Munic√≠pio pode identificar no seu territ√≥rio alguns edif√≠cios contrastantes com o contexto paisag√≠stico e permitir a sua reconstru√ß√£o noutro local, com um aumento de 35% ou 45% em capacidade c√ļbica e v√°rios pr√©mios adicionais.
Tamb√©m neste caso, o edif√≠cio reconstru√≠do com um pr√™mio c√ļbico deve atingir pelo menos a pontua√ß√£o 2 de acordo com os crit√©rios de sustentabilidade ambiental contidos na Lei Regional 13/2008.

Casa da Regi√£o de Plan Puglia: procedimento para solicitar extens√Ķes ou demoli√ß√Ķes / reconstru√ß√Ķes

As interven√ß√Ķes concedidas pelo Plano Residencial Puglia podem ser implementadas atrav√©s de uma Declara√ß√£o de Atividades Iniciais (DIA) ou, alternativamente, com Licen√ßa de constru√ß√£o.
Por conseguinte, é necessário abordar uma designer habilitado (arquiteto, engenheiro, agrimensor), que, depois de analisar a viabilidade da intervenção também com possíveis entrevistas no Município de referência, preparará toda a documentação para a prática da construção.

Regi√£o Plan Puglia Puglia, demoli√ß√Ķes e reconstru√ß√Ķes


A formação da qualificação está sujeita a:
a) ao pagamento do taxa de construção;
b) para cessão qualquer áreas padrão numa medida correspondente ao aumento volumétrico esperado. Em caso de impossibilidade, é permitido o pagamento ao Município de uma quantia proporcional ao custo de aquisição de outras áreas equivalentes;
c) encontrar espa√ßos para estacionamentos na medida m√≠nima de 1 metro quadrado a cada 10 metros c√ļbicos de volume alcan√ßado. Em caso de impossibilidade, √© permitido, apenas para as interven√ß√Ķes de amplia√ß√£o, pagar uma quantia equivalente ao Munic√≠pio;
d) cumprimento do regulamentos técnicos para edifícios.

Exclus√Ķes do Plano Residencial Puglia

Infelizmente, o Plano Doméstico de Puglia nem sempre é aplicável.
Há de fato alguns áreas excluídascomo:
- os centros históricos classificados como zona A;
- as áreas em que o instrumento de planejamento urbano geral permite apenas a realização de manutenção ordinária ou extraordinária, restauração, reabilitação conservadora ou subordinação da renovação à aprovação de um instrumento de planejamento urbano;
- propriedades definidas como hist√≥ricas, culturais e arquitet√īnicas nos termos do C√≥digo do Patrim√īnio Cultural e da Paisagem;
- as propriedades localizadas em uma √°rea sujeita a restri√ß√Ķes de paisagem;
- as √°reas territoriais classificadas como A (valor excepcional) ou B (valor reconhecido) em conformidade com o PUTT / P, ou seja, o Plano Territorial Territorial para a Paisagem Tem√°tica;
- os s√≠tios da rede Natura 2000 de import√Ęncia comunit√°ria (SCI) e as zonas de protec√ß√£o especial (ZPE);
- os o√°sis e zonas h√ļmidas;
- as √°reas declaradas altamente perigosas para a √°gua e a geomorfologia.

Planejar a extens√£o de Puglia


√Č importante ressaltar, no entanto, que a Lei Regional permite que munic√≠pios individuais possam limites ou derroga√ß√Ķes em rela√ß√£o √†s caracter√≠sticas s√≥cio-culturais, morfol√≥gicas, paisag√≠sticas e urbanas dos lugares.
Al√©m do que est√° contido na arte. 6 par√°grafo 1 da L.R. 14/2009, uma novidade, introduzida com o L.R. 37/2016, diz respeito √† possibilidade de os Munic√≠pios identificar √°reas territoriais ou propriedade caindo em √°reas sujeitas a restri√ß√£o de paisagem para permitir as opera√ß√Ķes de expans√£o ou demoli√ß√£o e reconstru√ß√£o, desde que sejam feitas com acabamento, materiais e tipos arquitet√īnicos vinculados √†s caracter√≠sticas hist√≥ricas / art√≠sticas e paisag√≠sticas dos locais.
Portanto, antes de planejar expans√Ķes ou opera√ß√Ķes de demoli√ß√£o e reconstru√ß√£o, √© de fundamental import√Ęncia verificar a propriedade no escrit√≥rio t√©cnico do Munic√≠pio da √°rea e se h√° regras municipais espec√≠ficas a serem respeitadas em rela√ß√£o ao Plano Residencial.
A este respeito, a cidade pode ter emitido resolu√ß√Ķes.
Todos os itens acima descritos dizem respeito ao chamado Plano Residencial, mas também ressaltamos que, conforme mencionado acima, a Lei. 37/2016 introduz uma especificação sobre o recuperação de sótãos residenciais nos edifícios do condomínio; em especial, esta intervenção será concedida após resolução de condomínio, conforme relatado no Código Civil, se o sótão é uma parte comum, ou após a comunicação se propriedade privada exclusiva.



Vídeo: