Ecoquartiere na √°gua

Um antigo porto de Amsterd√£ abrigar√° um eco-distrito na √°gua com pen√≠nsulas e edif√≠cios constru√≠dos de acordo com os c√Ęnones do pr√©dio verde.

Ecoquartiere na √°gua

Bairro Houtheaven

de Habitação social agora estamos acostumados a ouvir sobre isso. Mas desta vez é tudo um pouco diferente.

Primeiro de tudo para o local: n√£o a cl√°ssica antiga √°rea industrial convertida, mas somos um Houthaven, em Holanda, um dos portos mais antigos da cidade de Amsterd√£, caracterizado pelos tradicionais e coloridos barcos locais.

O projecto, incluído no Sétimo Programa-Quadro da União Europeia, baseia-se na construção de um eco-distrito de residências compatíveis, carbono neutro, projetado para acomodar cerca de duas mil casas, colocado sobre a água.

Os setenta prédios planejados continuarão se desenvolvendo ao longo do penínsulas terrestres, que vai sair da bacia do antigo porto, em direção ao mar. Uma espécie de casas flutuantes, entre as quais também surgirá toda uma série de serviçotais como hotéis, centros comerciais e escolas, que servirão de complemento ao bairro, concebidos para serem auto-suficiente, não só do ponto de vista energético.

ecoquartiere de Houtheaven, masteplan

Para a constru√ß√£o das novas pen√≠nsulas na √°gua, ser√° utilizado o areia, vindo das escava√ß√Ķes do novos t√ļneis para o metr√ī. Neles, al√©m das resid√™ncias, tamb√©m numerosos √°reas verdes, essencial para a absor√ß√£o de CO2.

As casas s√£o projetadas para serem constru√≠das de acordo com os c√Ęnones dos melhores edif√≠cio verde, prevendo desde o in√≠cio a utiliza√ß√£o de sistemas fotovoltaicos, de sistemas de vento e mini-vento, para a redu√ß√£o de consumo el√©trico, bem como sistemas solares t√©rmicos para a produ√ß√£o de √°gua quente. Ao mesmo tempo, um sistema de aquecimento urbano tamb√©m ser√° instalado no local, para demandas adicionais de energia da comunidade. Quanto ao arrefecimento, no entanto, os edif√≠cios vir√£o refrigerado a √°gua: √°gua que ser√° ent√£o canalizada para o rio que atravessa a √°rea pr√≥xima.

ecoquartiere de Houtheaven, masteplan

Não é apenas o design sustentável que é interessante no projeto da orla de Houthaven.
Na verdade, os lares n√£o ter√£o projetos padr√£o e mon√≥tonos, mas ver√£o os participa√ß√£o dos cidad√£os e deuses futuros habitantes, tendendo a baixa renda, desde o in√≠cio. A atribui√ß√£o das casas ter√° lugar para pedidos √ļnicos ou pedidos de grupo; al√©m disso, os futuros propriet√°rios poder√£o interagir na conclus√£o dos apartamentos, propondo tamb√©m id√©ias, hip√≥teses de projeto e uma distribui√ß√£o eventual, que ser√° ent√£o rastreada e realizada por profissionais e t√©cnicos, que seguem integralmente o plano diretor do eco-distrito e a aglomera√ß√£o urbana.

As indica√ß√Ķes de design j√° foram disponibilizadas para a comunidade. p√ļblico ambos s√£o descri√ß√Ķes detalhadas das instala√ß√Ķes e os materiais escolhidos, tanto as caracter√≠sticas dos edif√≠cios, em termos de energia e ambientalmente sustent√°vel.

Bloco 0, o centro do distrito ecológico de Amsterdã

As pen√≠nsulas flutuantes, subdivididas por blocos, ser√£o caracterizadas por edif√≠cios com alturas n√£o mais de 4 andares, exceto o Bloco 0; J√° come√ßou no in√≠cio de maio, ser√° o √ļnico ponto para sediar um edif√≠cio de maior altura, que visa tornar-se um novo ponto de refer√™ncia, n√£o s√≥ para o eco-distrito, mas tamb√©m para a comunidade da capital holandesa.

E como um eco-bairro auto-respeito, at√© mesmo o mobilidade de Houtheaven ser√° o mais ecol√≥gico. De fato, apenas os carros dos moradores poder√£o circular dentro das pen√≠nsulas; al√©m disso, a √°rea ser√° servida por muitos transportes p√ļblicos, por terra e mesmo por mar, bem como equipado com ciclovias, seguindo a abund√Ęncia de bicicletas, na melhor tradi√ß√£o holandesa.




Vídeo: Vivere ecologicamente