Documentação anexada ao registro de escritórios de registro de condomínios

A manutenção do cadastro de condomínios pelo administrador não pressupõe ou requer a comunicação de anexos ao formulário de informações elaborado.

Documentação anexada ao registro de escritórios de registro de condomínios

Escritório de registro de condomínios

L 'escritório de registro de condomínio representou e ainda representa um dos tópicos que apresenta os principais aspectos de interesse e discussão.

Anagrafe condominiale

É bom lembrar que este termo se refere àquele registrar que deve conter uma série de dados útil para identificar com precisão quem é a estrutura da estrutura e em que condições são as unidades imobiliárias.
De acordo comart. 1130 n. 6 c.c. o registro do condomínio deve conter os dados pessoais dos proprietários individuais e detentores dos direitos reais e dos direitos de usufruto pessoal, incluindo o código tributário e a residência ou domicílio, os dados cadastrais de cada unidade imobiliária, bem como quaisquer dados relacionados às condições de segurança.
Preste atenção em você: o registro do condomínio deve ser mantido pelo administrador do condomínio que, na forma e nas formas indicadas pelo art. 1129, segundo parágrafo, c.c. (comunicação aos condôminos dos dias e horas em que é possível visualizar e extrair uma cópia às suas próprias custas), deve disponibilizá-la aos interessados.
Se um condomínio não nomeou o administrador, o registro de cartórios não tem razão para existir.

Holding do cartório de registro

Mantenha os meios de registro para preparar um formulário (on-line, se você encontrar mais de um tipo) e enviá-lo para os condomínios que devem preencher e devolver.
Aquele colocado sob os condomínios é um real obrigação de cooperar.
Nos termos do art. 1130 n. 6 c.cde fato, qualquer variação dos dados deve ser comunicada ao administrador por escrito dentro de 60 dias. O administrador, em caso de inação, falta ou incompletude das comunicações, exige por carta registrada as informações necessárias para manter o registro de registros. Após trinta dias, em caso de resposta omitida ou incompleta, o administrador adquire as informações necessárias, debitando o custo aos gestores.
o sistema delineado pelo código civil é essencialmente isto:

Tenuta dell'anagrafe condominiale

a) o administrador Ela exige a informação;
b) o condomínio lhes deve fornecimento;
c) se o condomínio não fornecer o administrador pode adquiri-los pelo escritório com custos suportados pelo coproprietário;
d) o condomínio deve comunicar cada variação dentro de sessenta dias de seu evento;
e) se o administrador não o fizer, tome conhecimento disso e instrua-o a comunicá-lo dentro de trinta dias. sai do escritório com despesas cobradas do inadimplente.
É bom me debruçar sobre um aspecto: a referida lei, conforme formulada, poderia dar a impressão de referir o procedimento sancionatório do descumprimento às únicas comunicações omitidas, incompletas ou tardias das variações; não é assim, de fato, seria absurdo não dar ao administrador do condomínio o poder de exercer o cargo para a conclusão do registro de registro (cujo não cumprimento pode resultar em revogação judicial devido a irregularidades na administração) no caso falta inicial de cooperação dos condomínios.

Documentação anexa

Em muitos, muitos casos, os milhões de condóminos italianos, que receberam o formulário para registro do registro, tomaram conhecimento do pedido, de seu agente, de alegação de uma série de documentos.
Cópia do cartão de identidade, da compra da unidade imobiliária, do arrendamento, dos certificados de conformidade ou conformidade: são os documentos mais solicitados.
Uma pergunta, como costumamos dizer, surge: preencher corretamente o formulário de registro do condomínio significa ter que enviar esses documentos para o administrador?
Neste ponto, não há julgamentos que possam dar uma certeza interpretativa, mas, na opinião do escritor, a resposta só pode ser: não, não há obrigação de anexar cópias.
Esta interpretação foi endossada pelo fiador para a proteção de dados pessoais que foi chamado para avaliar os limites dos poderes do administrador com referência ao cadastro do condomínio e em relação à proteção dos dados pessoais dos condomínios.
Ele lê no newsletter n. 387 de 23 de abril de 2014 do fiador que o administrador pode adquirir as informações que permitem identificar e contatar os participantes individuais no condomínio - sejam eles proprietários, usufrutuários, inquilinos ou tomadores de empréstimo - solicitando informações gerais, incluindo código tributário, residência ou domicílio. Também pode solicitar os dados cadastrais: a seção urbana, a folha, a partícula, o subalterno e o Município. Pelo contrário, não pode pedir uma cópia da documentação, porque seria em excesso, como, por exemplo, a escritura de venda em que os dados são reportados.
Em suma, o condomínio pode, mas ele não deve anexar o que o administrador exige, o que o condomínio deve fazer é comunicar os dados solicitados.
Em qualquer caso, no que diz respeito à escritura de venda, deve ser lembrado que do art. 63, quinto parágrafo, att. Código Comercial.:
Qualquer pessoa que ceda direitos a unidades imobiliárias permanece solidariamente responsável com o cessionário pelas contribuições acumuladas até o momento em que a cópia autêntica do título é transmitida ao administrador, o que determina a transferência do direito..
Em essência se o administrador não puder reivindicar uma cópia da escritura de venda mesmo quando se elabora o registro do registro, é igualmente verdade que aqueles que entregarem a unidade imobiliária terão interesse em comunicá-lo para não se deparar com a solidariedade referida na lei acima mencionada.



Vídeo: Posso abrir empresa em Endereço Residencial | Casa ou Apartamento