Distâncias entre edifícios: como são reguladas

No caso de construções construídas sobre fundos vizinhos, a lei exige respeito por distâncias precisas entre edifícios. O que acontece por violação da regra

Distâncias entre edifícios: como são reguladas

Conceito de construção

Ao construir um edifício, é essencial respeitar os edifícios distâncias entre edifícios estabelecidos por lei ou regulamentos de construção.
A faculdade de gozo de um fundo, inerente ao direito de propriedade, encontra limite nas regras que impõem, para proteger o direito do vizinho, respeitar certas distâncias na construção de edifícios no próprio fundo.

Distancia regulamentos de construção


Antes de mergulhar no tema da distância entre os edifícios, é necessário se debruçar sobre o noção de construção. O que o legislador quer dizer com essa expressão?
Nem tudo que é construído pode ser considerado uma construção. Para definir o termo em questão, que é necessário para interpretar corretamente a regra, pode ser feita referência à definição dada pelo Tribunal de Cassação à terminologia.
Os juízes de legitimidade afirmam que:

Para efeitos do cumprimento das distâncias legais referidas nos artigos 873 e seguintes do Código Civil, bem como aqueles prescritos pelo planejamento urbano ou instrumentos normativos que integrem o código, devem ser considerados quaisquer construções não enterradas completamente que possuam as características de solidez, estabilidade e imobilização no solo, inclusive por apoio, incorporação ou link fixo. um edifício pré-existente ou criado de forma simultânea, independentemente do nível de instalação e elevação da obra, das características do seu desenvolvimento volumétrico externo, da uniformidade ou continuidade da massa, do material utilizado para a sua construção e da sua função ou destino. Em particular, no que diz respeito aos molhes, os terraços, as escadarias externas ou geralmente os corpos avançados que constituem as saliências de um edifício, estes, onde estão permanentemente incorporados no edifício e não têm uma função meramente decorativa ou ornamental, aumentam a superfície, o volume e a funcionalidade do edifício ao qual pertencem e que fazem parte do conceito de construção civil, para o qual devem ser levados em consideração para fins de distâncias, que devem ser medidas pelo limite dos artefatos salientes. Cassação 28 de setembro de 2007 n. 20574

O conceito de construção relatado no código civil não inclui apenas casas, como é usado em um sentido mais amplo, referindo-se a todas as obras que têm o caráter de solidez, estabilidade e imobilização comparado ao chão.
Está incluído na definição todo artefato que emerge no sobre o nível o chão.
A norma não encontra aplicação em caso de edifícios subterrâneos, ou seja, totalmente executado abaixo do nível do solo.
Sempre no campo das distâncias é especificado que o parede de limitação não é uma construção.
O Tribunal de Cassação sobre este ponto foi capaz de especificar em uma decisão importante que:

o muro de contenção de um aterro ou de um aterro natural não pode ser considerado uma construção para os fins da disciplina referida no art. 873 c.c. para a parte que cumpre sua função específica e, portanto, desde as fundações até o nível do fundo superior, qualquer que seja a altura da parede natural ou do aterro ou aterro ao qual ela adere, impedindo seu deslizamento de terra; por outro lado, a parte do muro que se eleva acima do nível do terreno sobrejacente, já que não tem função de preservar o estado dos lugares, está sujeita à regulação jurídica própria de suas características objetivas de construção num sentido jurídico-técnico e à mesma disciplina. Considerem-se sujeitos, porque construções no sentido especificado acima, o aterro e o muro de contenção relativa elevado pelo homem para criar uma diferença de altura artificial ou para acentuar a diferença natural existente no nível. Cassação 13 setembro 2012 n. 15391.

Distâncias entre edifícios

Voltando às normas do código civil, o artigo 873 do código civil estabelece que:

As construções sobre fundos finitos, se não estiverem unidas ou aderentes, devem ser mantidas a uma distância não inferior a três metros. Uma distância maior pode ser estabelecida nos regulamentos locais. Art. 873 bacalhau. civ.

Nós explicamos melhor o significado da norma. Primeiro de tudo, deve ser especificado que para fundos finitimi Queremos dizer que eu fundos vizinhos. Se os fundos estiverem separados, por exemplo, por uma estrada, a disposição em questão não se aplica.
Por outro lado, se construções sobre fundos vizinhos não são unido ou em aderência entre eles (como casas geminadas), eles devem ser mantidos pelo menos à distância 3 metros, salve a maior distância possivelmente prevista pelos regulamentos locais de construção.
Normalmente, de fato, os planos regulatórios e os regulamentos de construção autoridades municipais impõem maiores distâncias em comparação com o previsto pelo Código Civil. Se nada estiver prescrito no código de construção local relativo às distâncias entre os edifícios e a fronteira, aplicam-se as disposições do Código Civil.
A distância de 3 metros é considerada o mínimo necessário para que os edifícios vizinhos não removam mutuamente ar e luz e não ponham em risco a segurança mútua.
Desta forma, evita-se a criação de espaços estreitos entre edifícios que possam pôr em perigo a saúde dos indivíduos. A norma é, portanto, colocada para proteger a saúde das pessoas.
O cumprimento dessas regras, no entanto, significa que nas áreas urbanas é cada vez mais difícil construir novos edifícios ou expandir os já existentes.

Distância entre edifícios


De acordo com as regras estabelecidas pelo Código Civil, é favorecido entre os dois proprietários vizinhos, aquele que constrói primeiro, podendo determinar a distância da construção desde a fronteira, na ausência de regulamentos locais que imponham uma distância específica.
O chamado princípio do prevenção temporal. Ele pode construir menos de um metro e meio a partir da fronteira ou até mesmo na fronteira em si, forçando o outro, se ele pretende construir, por sua vez, para chamar de volta a frente de sua construção, a fim de respeitar as distâncias da lei. Outra possibilidade concedida a ele é construir em apoio um parede do vizinho ou em aderência.
Em essência, quem constrói primeiro requer que aqueles que constroem a distância sejam respeitados mais tarde.

Violação das regras sobre distâncias

O que acontece em caso de violação qualquer normas nas distâncias entre edifícios?
Vamos começar dizendo que a única pessoa a quem o proteção em caso de violação das distâncias legais é o proprietário do imóvel, em relação ao qual a distância da construção realizada no fundo vizinho é menor do que a distância legal.
Se o proprietário de um fundo constrói o trabalho violando as distâncias legais entre os edifícios, o proprietário vizinho que está ferido pode solicitar o redução em primitivo de lugares, ou o demolição daquela parte da construção que excede a lei.
Vamos ver melhor o que é.
O favorecimento legislativo do primeiro construtor é evidenciado pelo fato de que o vizinho, na construção, é forçado a recuar na frente de sua própria construção, sem poder reivindicar compensação pelo valor da terra não utilizada. Caso contrário, sofrerá os efeitos da violação realizada.
Portanto, se as regras contidas no Código Civil sobre as distâncias entre os edifícios forem violadas, o proprietário vizinho que sofreu a violação tem uma forma muito precisa de proteção; este é o chamado proteção em forma específica que consiste em restaurar a situação antes da ocorrência do ato ilícito.
Aqueles que sofreram a violação podem pedir ao juiz demolição do trabalho realizado, no todo ou em parte, ou a sua apoio, de acordo com as disposições da lei.
Alternativamente, você pode pedir o compensação de dano sofrido pela realização do trabalho não em conformidade com a lei.

Distâncias legais do código civil


A mesma proteção pertence ao proprietário vizinho se as regras contidas nos regulamentos municipais de construção ou outros instrumentos de planejamento não forem respeitadas.
Os regulamentos locais que impõem distâncias entre os edifícios ou da fronteira elas são consideradas como disposições complementares do Código Civil italiano, portanto, no caso de sua violação, aplicam-se os mesmos instrumentos legais de proteção.



Vídeo: Calcular Distancias de Alimentación en CCTV y Alarmas