Contas caem

Espera-se, a partir do primeiro dia de abril, uma nova queda nas tarifas de energia.

Contas caem

Um sopro de ar fresco vindo para as contas vermelhas das famílias italianas.
Na verdade, neste per√≠odo particularmente dif√≠cil para o consumo devido √† grave crise econ√īmica, vem a not√≠cia de que se espera redu√ß√£o de tarifas de energia a partir de abril pr√≥ximo.
Isto é o que o Rie (Investigação Industrial e

Salvando na conta

d energia), em que o próximo trimestre deverá diminuir em 8% para o custo do gás e 7% para a eletricidade, para uma economia familiar de cerca de 122 euros por ano.
O valor √© calculado considerando uma economia de 90 euros com um consumo m√©dio de 1.400 metros c√ļbicos de g√°s e 32 euros com um consumo m√©dio de eletricidade de 2.700 kW por ano.
A notícia foi confirmada pelo presidente doAutoridade para a Energia, Alessandro Ortis, que recordou que no início do ano houve um declínio nas tarifas, igual a 5,1% para a electricidade e 1% para o gás, pelo que neste caso é muito mais substancial.
O declínio foi impulsionado por uma queda nos preços das commodities, bem como uma desaceleração geral da inflação.

g√°s

Os representantes do organiza√ß√Ķes sindicais congratulou-se com a not√≠cia como um acontecimento positivo para as fam√≠lias, embora considere que ainda √© um pequeno passo, em compara√ß√£o com os problemas econ√īmicos causados ‚Äč‚Äčpela diminui√ß√£o no poder de compra.
O presidente do Codacons Carlo Rienzi em vez disso, ele estava cético quanto à previsão do Rie, considerando que, na realidade, o declínio será menor do que o anunciado.
o Coldiretti Em vez disso, ele apontou que a redu√ß√£o nos pre√ßos da energia n√£o beneficia apenas as fam√≠lias, mas tamb√©m as empresas que operam no setor. setor agroalimentar e isso s√≥ pode ter repercuss√Ķes em toda a cadeia de fornecimento, pois os custos do consumo de energia tamb√©m se refletem nos custos de processamento, armazenamento e distribui√ß√£o de alimentos.
Pode haver novas quedas também para o terceiro trimestre de 2009, mas o RIE ainda não pode confirmá-lo, porque tudo dependerá dotendências de preço das matérias-primas. O petróleo, por exemplo, parece estar em uma nova tendência de alta.


arco. Carmen Granata



V√≠deo: O que mais cai em MATEM√ĀTICA no Enem - REVIS√ÉO PARA O ENEM 2018 | Exatas Exatas