Danos a paredes aglutinantes incompatíveis

A escolha de ligantes adequados para renovar e renovar o trabalho de alvenaria, evitando o uso de produtos incompatíveis e nocivos

Danos a paredes aglutinantes incompatíveis

Paredes dur√°veis ‚Äč‚Äčao longo do tempo

Quem teve a oportunidade de visitar as principais obras que constituem o patrim√īnio arquitet√īnico mundo hist√≥rico e monumental, n√£o podia deixar de considerar como, apesar do passar dos s√©culos, essas obras t√™m realizado uma infinidade de solicita√ß√Ķes, que colocaram uma press√£o sobre a sua sobreviv√™ncia.

edifícios históricos em alvenaria


Desejar estender essa considera√ß√£o ao moderno patrim√īnio arquitet√īnico, consistindo principalmente de obras criadas em bet√£o armado, n√£o se pode deixar de notar que os edif√≠cios modernos certamente n√£o possuem os requisitos de durabilidade, estabilidade e estabilidade ao longo do tempo das obras mais antigas.
As motiva√ß√Ķes deste diferen√ßa de comportamento s√£o diferentes e devem ser contextualizados caso a caso. Excluindo a casisistica relativa √†s obras mal projetadas ou mal executadas, √© importante se debru√ßar sobre os materiais de constru√ß√£o utilizados indevidamente e maliciosamente.

Estruturas de concreto armado

um exemplo impressionante √© o uso indiscriminado de produtos √† base de cimento, utilizados sem qualquer regra, em qualquer tipo de renova√ß√£o, restaura√ß√£o destinada a constru√ß√Ķes de alvenaria, originalmente feita com ligantes √† base de cal, respeitando as regras de constru√ß√£o precisas.
Em particular, entre os materiais utilizados indevidamente e muitas vezes com efeitos prejudicial para que as obras sejam restauradas, encontramos ligantes, consistindo basicamente de duas categorias de morteiros: um à base de cal e outro à base de cimento.
querendo sintetizar em uma equa√ß√£o explicativa as rela√ß√Ķes entre as diferentes formas de constru√ß√£o ao longo do tempo, em considera√ß√£o aos ligantes utilizados, podemos dizer que a cal √© para as obras de restaura√ß√£o e, portanto, principalmente para os edif√≠cios em alvenaria, como o cimento √© para as obras atuais, principalmente em concreto armado.

Danos à alvenaria e principais causas

L'alteração da equação previamente expressa, representa a causa de muitos dano causado a obras restauradas e restauradas com materiais e técnicas inadequados e prejudiciais.
Mas quais s√£o as raz√Ķes dessas incompatibilidades e em quais casos isso deve ser levado em conta?
Principalmente esta incompatibilidade deriva da presen√ßa de certas subst√Ęncias qu√≠micas e algumas fases de processamento, que s√£o prejudiciais para a integridade dos suportes em que s√£o aplicadas.

Alvenaria de aqueduto romano com pozolana

Alvenaria de aqueduto romano com pozolana

Alvenaria em pó convexa de tufo

Alvenaria em pó convexa de tufo

Argamassa de tijolo e cimento

Argamassa de tijolo e cimento

Reestruturação com uso de argamassas de cimento

Reestruturação com uso de argamassas de cimento

Alvenaria particular em tufo degradado devido à umidade ascendente

Alvenaria particular em tufo degradado devido à umidade ascendente

o cimento √Č feito empregando alto temperaturas e apesar de ser um p√≥ homog√™neo em sua composi√ß√£o, geralmente cont√©m mais constituintes, incluindo o cl√≠nquer de cimento Portland, que √© o fundamental.
Podem ser associados a outros materiais inorg√Ęnicos, naturais ou artificiais, que conferem as caracter√≠sticas espec√≠ficas dos cimentos.
Na constru√ß√£o do cimento, o cristaliza√ß√£o a altas temperaturas de √°lcali e gesso adicionado ao cimento, a fim de torn√°-lo mais ajustar na fase subsequente de ajuste, causar rea√ß√Ķes qu√≠micas prejudiciais quando entrarem em contato com as obras de alvenaria feitas com materiais √† base de cal.

Danos devido ao uso de argamassas de cimento


Al√©m de danos resultantes de rea√ß√Ķes qu√≠micas, na presen√ßa de √°gua, devido a subst√Ęncias argiloso presentes no cimento s√£o gerados sais complexos, que t√™m a caracter√≠stica de provocar a√ß√Ķes disruptivo expansivo quando a temperatura exterior √© inferior a 15¬į C.
Além disso, as argamassas à base de cimento, com uma forma elástico muito mais alto que as paredes nas quais são aplicadas, denotando, após sua aplicação, a imagem críptica clássica à teia de aranha, resultando na retração higrométrica dessas argamassas.
O padrão de rachadura assim conformado, em particular para as paredes expostas ao exterior, permite infiltração de água dentro da alvenaria; desta quantidade de água, uma pequena parte evapora, enquanto a restante habitação permanentemente dentro da estratigrafia da parede, não pode escapar por causa da impermeabilidade da argamassa de cimento sobrejacente.
Nestas condi√ß√Ķes, o potencial dano o suporte de alvenaria j√° est√° no lugar, na verdade, al mudan√ßa das condi√ß√Ķes clim√°ticas com os cliques de congelamento / descongelamento, a √°gua congela provoca dois dano fundamental: estar presente ali, entre a camada de gesso e o suporte de parede, aumentando de volume favorece a quebra e desprendimento de gesso e ao mesmo tempo provoca a desintegra√ß√£o dos segmentos de parede. As paredes constitu√≠das pelo cl√°ssico tufo amarelo, s√£o particularmente afetados pela incompatibilidade descrita, com consequentes altera√ß√Ķes das partes estruturais.

Destacamentos de gesso


Pelas raz√Ķes acima mencionadas, quando √© necess√°rio prosseguir com as opera√ß√Ķes de restaura√ß√£o e refor√ßo do trabalho de alvenaria, √© necess√°rio ter em mente que o uso de ligantes compat√≠veis com o substrato a ser tratado √© essencial.
Infelizmente, a falta de conhecimento dos fen√īmenos acima, faz com que muitos operadores do setor de constru√ß√£o usem produtos e m√©todos de interven√ß√£o mais prejudicial da degrada√ß√£o normal a que queremos remediar.

Danos a paredes casos mais frequentes

Tomemos, por exemplo, uma parede externa feita de tufos de tufo unidos com cursos de argamassa à base de cal, sujeitos a umidade ascendente, uma estrutura feita desta forma poderia ser alcançada através de um mecanismo simples de natural evaporação para eliminar a maior parte da umidade que sobe pelos cursos de argamassa.

Alvenaria em argamassa de tufo e cal

Esta situa√ß√£o ocorreu gra√ßas aos principais porosidade de argamassas √† base de cal em compara√ß√£o com os blocos de alvenaria, o √ļnico dano causado ao longo do tempo por esta manifesta√ß√£o consistiu de desintegra√ß√£o de argamassas, conseq√ľente cristaliza√ß√£o dos sais inerentes ao aumento da √°gua.
Neste caso específico, o reconstrução das juntas com argamassa de cimento, desencadeia um processo prejudicial nas paredes, este processo não imediatamente evidente na superfície, com o tempo favorece a desintegração dos segmentos de alvenaria. O resultado desta intervenção consistirá em ter uma lista completa de alvenaria exposta e um processo de prejuízo da capacidade de carga do trabalho de alvenaria.
Neste caso específico, o uso de uma argamassa à base de cal e pozolana (zeólita) evita o dano descrito, além de estimular a melhoria do estático trabalho.
As justificativas dadas por alguns especialistas sobre o uso de argamassas de cimento, mais resistência à compressão do mesmo no reforço das paredes antigas, resultados vão considerando a resistência a compressão de materiais de pedra que não atingem resistência à compressão superior a 20 kg / cmq.
Ent√£o voc√™ entende como √© in√ļtil, al√©m de prejudiciais, usar argamassas ciment√≠cias com resist√™ncia √† compress√£o de 300/350 kg / cmq., quando o revestimento da parede n√£o puder garantir essa resist√™ncia.

Danos a paredes evit√°veis ‚Äč‚Äčusando produtos naturais

O uso de argamassas à base de cal e zeólita, vulgarmente conhecida como pozolana, garante resistência adequada, excelente respirabilidade e compatibilidade estrutural com quase todas as obras de alvenaria.
Este requisito √© garantido pela estrutura microporosa do ze√≥lito, min√©rio de origem vulc√Ęnica das propriedades que eu pessoalmente ousaria chamar de prodigiosas.
As argamassas à base de cal e zeólito natural micronizado constituem uma espécie de filtro, capaz de promover o equilíbrio hygrometric dos quartos tratados com eles, naturalmente atraindo e liberando vapor de água com base na taxa de umidade ambiental.

Reconstrução de argamassas compatíveis Ditta Lancellotti


Pelas raz√Ķes acima expostas, a argamassa e o ze√≥lito √† base de cal s√£o particularmente indicado para trabalhos de restaura√ß√£o, restaura√ß√£o de juntas em paredes de tufo e outros materiais de pedra.
Al√©m dos benef√≠cios do ponto de vista estrutural, o uso de materiais biol√≥gicos naturais como a cal e a pozolana garantem a salubridade dos ambientes tratados, al√©m de proteger o meio ambiente e a sa√ļde dos operadores.
um gesso √† base de cal e pozolana, protege a alvenaria abaixo e ne regulariza o grau de umidade, evitando assim protuber√Ęncias e destacamentos repentini di gesso.
Um suporte tão tratado, bem-vindo tratamentos de cor baseado em silicatos naturais, que graças a respirabilidade em uníssono com a do apoio, pode garantir ao longo do tempoinalterável do efeito decorativo.
A biocompatibilidade do mineral ze√≥lito √© tal que tamb√©m pode ser usada para purificar o organismo humano a partir de toxinas e minerais pesados ‚Äč‚Äčque s√£o absorvidos todos os dias por causa do ambiente cada vez mais polu√≠do, confirmando assim a utiliza√ß√£o segura do produto descrito.



Vídeo: