Convocação da assembléia de comunhão

Em termos de comunhão, todos os comunistas têm o direito de participar da gestão da propriedade e o local designado para garantir o exercício do direito é a assembléia.

Convocação da assembléia de comunhão

Noção de comunhão

A lei não fornece a noção de comunhão: deve ser considerado como a partilha do direito de propriedade de várias pessoas na mesma propriedade (ver Torrente-Schlesinger, Manual de direito privado, Giuffrè, 1985).

Convocazione

Pense no comunhão de um apartamento entre marido e mulher ou a comunhão de uma unidade imobiliária como resultado de herança, etc.
esta trunfocomo qualquer outro bem, necessidade de decisões voltadas para sua gestão, decisões que, exceto em casos especiais, devem ser tomadas em um contexto colegiado, ou seja, com a participação de todos os coproprietários, ainda que com maioria.
Em resumo, a comunhão deve ser administrada de acordo com regras precisas, que são ditadas pelo código civil (cf. Artigos. 1100-1116 c.c.); nem sempre isso é levado em consideração; portanto, quando se pensa em gerenciar uma propriedade que é comum a várias pessoas, é comum fazê-lo olhando para o prédio nos prédios.

Gestão do ativo em comunhão

Recite oart. 1105, primeiro parágrafo, c.:
Todos os participantes têm o direito de competir na administração da coisa comum.
É sobre regra que estabelece o direito de todos os comunistas (ou seja, os co-proprietários da propriedade) para tomar parte nas decisões que afetam a propriedade sujeita aos seus direitos.
nell 'área de comunhão, assim como para o condomínio (que nada mais é que uma forma particular de comunhão), a administração ordinária é decidida por maioria.
Nesse sentido, o segundo parágrafo do art. 1105 c.c. em cuja mente
Para procedimentos administrativos ordinários, as deliberações da maioria dos participantes, calculadas de acordo com o valor de suas ações, são obrigatórias para a minoria dissidente.
Mesmo com maiorias diferentes e com algumas excepções (por exemplo, ao longo de dez anos de arrendamento), os actos de gestão extraordinários também são tomados por maioria (cfr. art. 1108 c.c.).
o lugarem um sentido figurado, a suposição destas decisões é amontagem.

Assembléia da comunhão

Este é o significado do primeiro parágrafo do art. 1105 c.c. que, como visto acima, reconhece o direito de todos de participar na gestão da coisa comum.

Convocazione assemblea

o participação, exceto no caso de negligência por parte dos outros comunistas que permite ações de gestão direta, é exercida através da competição para tomar decisões úteis para a gestão e conservação do bom objeto da comunhão.
Essas decisões são tomadas em assembléia e, como dissemos, com o método majoritário.
Para que o resoluções da assembléia eles são válidos, é necessário que todos os comunistas tenham sido previamente avisados ​​do progresso da assembléia e dos tópicos discutidos na discussão (cf. art. 1105, terceiro parágrafo, c.).
Em essência, eu comunistas eles devem poder participar da reunião sabendo a agenda.

Procedimento para convocar a reunião

Quem e como ele pode convocar a assembléia?
A este respeito, o jurisprudência (de mérito e legitimidade), quando foi chamada para comentar o assunto, especificou que a assembléia dos participantes na comunhão ordinária, diferentemente do estabelecido para o condomínio dos edifícios, é validamente constituída por qualquer forma de convocação desde que seja adequada para o propósito, como os artigos 1105 e 1108 bacalhau. civ. não prevêem o cumprimento de formalidades específicas, mencionando simplesmente o conhecimento prévio da ordem do dia e a decisão maioritária dos participantes. (Corte de Cassação, Seção II, 03/11/2008, nº 26408) (Trib. Milão 10 de outubro de 2013 n. 12627).
em resumo a assembléia pode ser convocada também oralmente e sem qualquer prazo mínimo de notificação (da série chamada ad horas) desde que todas as pessoas com direito a participar tenham sido informadas da ordem do dia.
Isso certamente representa um forte diferença em comparação com a convocação da assembléia do condomínio, que, em vez disso, está sujeita a uma série de obrigações formais cujo descumprimento pode levar a um pedido de invalidação da resolução.
É útil lembrarfinalmente, que se as medidas necessárias para a administração da coisa comum não forem tomadas ou a maioria não for formada, ou se a decisão adotada não for executada, cada participante poderá recorrer à autoridade judicial. Isso fornece na sala de reuniões e também pode nomear um administrador (artigo 1105, quarto parágrafo, c.c.).
Em essência, os comunistas, individualmente ou em grupos, podem recorrer ao juiz quando os demais coproprietários não participam das reuniões ou quando não conseguem tomar as decisões necessárias para a gestão do imóvel em comunhão.



Vídeo: Assembleia do Povo de Deus