Comunicação ASL entre os requisitos para a dedução da reestruturação

A notificação preliminar é um cumprimento que deriva das regras de segurança em canteiros de obras e também é necessário para a dedução de reformas de edifícios.

Comunicação ASL entre os requisitos para a dedução da reestruturação

Requisitos para a dedução fiscal da reestruturação

Deduções de comunicação e reestruturação asl - 1

Entre as obrigações exigidas para usar o dedução fiscal na reestruturação edifícios são frequentemente mencionados Comunicação para a autoridade de saúde local.
Os contribuintes geralmente não sabem o que é e às vezes até os mesmos técnicos têm dúvidas. Os primeiros, porque eles corretamente não podem conhecer todas as regras relativas à construção e segurança em canteiros de obras e os segundos para uma questão puramente terminológica.
Por isso, procuramos esclarecer de forma definitiva o que realmente é a Comunicação à Agência Nacional de Saúde, mencionada no guia da Agência Tributária, sobre a dedução para reformas de edifícios e em quais casos esta comunicação é obrigatória ou não.

O que é comunicação ASL?

Em termos técnicos, a comunicação ASL é nada mais do que o chamado Notificação preliminar, ou seja, um documento exigido pelos regulamentos de segurança em canteiros de obras. Para enquadrar mais precisamente, devemos nos referir aoartigo 99 do Decreto Legislativo 9 de abril de 2008 n.81 e modificações subseqüentes.
O artigo acima mencionado prevê que o cliente o a pessoa encarregada das obras, antes do início dos trabalhos, transmite à Autoridade Local de Saúde e ao Departamento Provincial de Trabalho territorialmente competente a notificação preliminar, preparada de acordo com o Anexo XII do Decreto Legislativo 81/2008.
L 'Anexo XII contém uma lista simples de informações a serem relatadas na notificação:
1. Data da comunicação;
2. Endereço do canteiro de obras;
3. Cliente (nome, sobrenome, código tributário e endereço);
4. Natureza do trabalho;
5. Chefe de obras (nome, apelido, código fiscal e endereço);
6. Coordenador de segurança e saúde durante a elaboração do trabalho (nome, sobrenome, número da previdência social e endereço);
7. Coordenador com relação à segurança e saúde durante a construção do trabalho (nome, sobrenome, número do seguro social e endereço);
8. Data presumida de início do trabalho no local;
9. Presumida duração do trabalho no local;
10. Número máximo de trabalhadores no local;
11. Número esperado de empresas e trabalhadores autônomos no canteiro de obras;
12. Identificação, código tributário ou número de IVA, das empresas já selecionadas;
13. Montante total estimado das obras (€).

Casos em que a comunicação ASL é obrigatória

asl deduções de comunicação e reestruturação -2

Também o artigo 99 do Decreto Legislativo 9 de abril de 2008, n. 81, casos em que a notificação preliminar (ou comunicação ASL) é obrigatório:
a) jardas conforme o art. 90, parágrafo 3º do mesmo decreto;
b) os sites que, inicialmente não sujeitos à obrigação de notificação, se enquadram nas categorias referidas na alínea a) devido a variações ocorridas durante a construção;
c) locais de construção em que uma única empresa opera cujo alegado trabalho não é inferior a duzentos homens / dia.
Analisamos cada ponto com cuidado. Na carta a) é feita referência a locais de construção em que a presença de mais empresas executoras, mesmo não-contemporâneas (em que, entre outras coisas, o coordenador de segurança deve ser designado durante a fase de projeto).
O que significa precisamente para empresa executora? Nós mencionamos a definição que o mesmo Decreto nos fornece: empresa que realiza um trabalho ou parte dele, envolvendo seus próprios recursos humanos e materiais.
A empresa executora difere da pessoa independenteque é ao invés pessoa física cuja atividade profissional contribui para a realização do trabalho sem subordinação.
Antes de ir mais fundo no ponto a), gostaria de interpretar os seguintes pontos. A alínea b) parece clara, enquanto na alínea c) falamos sobre homens / dia. O que é isso? Aqui também é bom mencionar a definição que aparece no Decreto: presumida entidade do local representada pela soma dos dias úteis fornecidos pelos trabalhadores, também autônomos, previstos para a realização do trabalho. Os homens / dia são, portanto, a unidade de medida com a qual o tamanho de um canteiro de obras é estimado.
Esclarecido a terminologia usada para os três casos em que a notificação preliminar é obrigatória, tentamos fazer algumas exemplos relacionadas com situações concretas. Ao lado de cada situação, vou trazer de volta um lado sim ou um não para indicar se a notificação preliminar é obrigatória ou não:
- canteiro de obras inferior a 200 horas em que uma única empresa executora opera: Não;
- canteiro de obras de mais de 200 horas em que uma única empresa executora opera: Sim;
- canteiro de obras em que dois ou mais empreiteiros operam: sim;
- canteiro de obras em que uma empresa executora e um ou mais trabalhadores autônomos operam: Não, se a quantidade total de trabalho for inferior a 200 horas, Sim, se o trabalho for superior a 200 horas;
- canteiro de obras em que apenas operam trabalhadores independentes: não
Os casos podem ser diferentes. Em caso de dúvida, pode ser útil entrar em contato com a autoridade de saúde local ou com o Departamento Provincial do Trabalho que é territorialmente competente.

Relação entre a Comunicação ASL e a dedução da reestruturação

asl comunicação e reestruturação dedução - 3

Considerando que a comunicação ASL está estritamente ligada aos regulamentos de segurança em canteiros de obras, razão pela qual é um dos documentos a serem guardados e exibidos no caso de controles dedução fiscal na renovação de edifícios?
Devemos ter em mente que o Tesouro concede benefícios apenas em casos de total conformidade com qualquer padrão. É um princípio básico. Quando se trata de obras, as principais regras são aquelas de natureza urbana e as de segurança nos canteiros de obras. O não cumprimento destas regras implica a perda do benefício fiscal.
Explicamos por que, então, entre os documentos a serem guardados e mostrados no caso de verificações na dedução para reformas de edifícios, aparecem autorizações municipais (quando obrigatório por lei) e Comunicação ASL (quando obrigatório por lei).
A legislação de segurança não exige apenas a avaliação da necessidade ou não da notificação preliminar, mas também prevê outras obrigações. No entanto, este documento é considerado relevante, pois indica a presença de obras em andamento nas autoridades responsáveis ​​pelo controle da segurança nos canteiros de obras. Portanto, dentre toda a documentação a ser elaborada em relação à segurança, a notificação preliminar é a que nos sujeita a possíveis controles e, portanto, é considerada a que mais pode dar uma indicação do efetivo cumprimento das regras (se eu enviar o relatório de notificação preliminar) a existência de um canteiro de obras, é altamente provável que eu esteja em ordem de superar positivamente quaisquer controles de segurança).



Vídeo: