Coleção R INAIL

Desde o primeiro dia de março de 2019 a nova coleção R de referência para as usinas térmicas tornou-se oficial, sendo o primeiro documento do INAIL ex ISPESL.

Coleção R INAIL

INAIL

L 'ISPESL, o Instituto Superior de Segurança e Prevenção de Acidentes de Trabalho com a lei 30 de julho de 2010, n. 122 de conversão com modificações do D.L. 78/2010, foi cancelado com a atribuição das funções executadas ao INAIL.
INAIL, com circular no. 1 IN / 2010 de 14/12/10, sancionou o início das atividades, realizadas anteriormente pelo ISPESL no setor de segurança com o novo Colecção R.
Após trinta anos de edições e atualizações estáticas e diferentes, 1º de março de 2011 a nova coleção R (edição 2009) torna-se a nova referência oficial e no fornecimento de informações sobre usinas de produção de energia térmica, envolve também, necessariamente, usinas de energia renovável, como painéis solares térmicos, usinas de cogeração e geradores térmicos modulares.

110

o foco da nova coleção R é o conjunto de condições, projeto e métodos de instalação, para fins de segurança, de sistemas de aquecimento que utilizam água, sob pressão, como um fluido de transferência de calor que atinge temperaturas não superiores a 110° C o sistemas de aquecimento com uma potência nominal total máxima das fornalhas (ou capacidade térmica total máxima das fornalhas) superior a 35 kW; uma referência importante, nesse sentido, para a nova coleção R é a norma UNI 10412.
Semelhante à coleção anterior, a nova coleção R é organizada para livretos; a primeira, introdutória, de natureza geral, define os campos de aplicação, a terminologia de referência e os tipos de geradores de calor.
Para os dispositivos de segurança de proteção e de controle nos sistemas de aquecimento o segundo arquivo é dedicado, os arquivos e apêndices subsequentes descrevem as características dos sistemas, as verificações a que estão sujeitos e as especificações técnicas dos dispositivos limitadores de pressão e temperatura.
Um sistema de aquecimento central significa um ou mais circuitos hidráulicos, com água pressurizada equipada com um sistema de expansão aberto ou fechado, servidos por um ou mais geradores com combustíveis sólidos ou gasosos ou com fontes térmicas com o risco de sobreaquecimento.
o geradores Os aquecedores podem ser monofásicos, bateria, moduladores ou trocadores de calor.
A recolha R não se aplica a geradores de calor pertencentes a sistemas certificados CE / PED ea geradores de calor a gás, se estes estiverem abrangidos pela Diretiva 2009/142 / CE.
A nova coleção R exclui a consideração de usinas térmicas que não são novas ou

R

que os existentes ainda não foram relatados e fornecidos com livretos.
Entre os mais significativo diferenças entre a nova e a antiga coleção R, há a exclusão da possibilidade de que em uma usina termelétrica haja um aumento de pressão do fluido de transferência de calor após o aumento do temperatura.
Para vasos de plantas aberto, não é mais possível usar o tubo de enchimento do sistema, também como um tubo de segurança que permite a ventilação do fluido de transferência de calor com pressões além da norma.
O tubo de carga do sistema e do gerador, ele deve conectar diretamente (sem interceptações) a parte inferior do gerador com a parte inferior do vaso aberto, geralmente exposta na parte superior dos edifícios servidos.
O grupo de enchimento além do mesmo enchimento, o sistema também deve realizar a função de estabilização da pressão do sistema, este valor não deve, em nenhum caso, ser menor que a pressão hidrostática do sistema, em função do seu enchimento.


ing. Vincenzo Granato



Vídeo: Cat 963 Bruder