Coleção R: Dispositivos de Controle, Vasos Abertos

Novos valores de referência para os parâmetros funcionais dos componentes dos sistemas de aquecimento estão contidos na nova coleção R definida pelo INAIL.

Coleção R: Dispositivos de Controle, Vasos Abertos

técnico

o dispositivos de controle de um sistema de água quente sob pressão, tem o objetivo de monitorar os parâmetros em operação durante a operação do sistema e gerar quaisquer sinais de alarme quando os valores de operação correta das pressões e temperaturas do fluido de transporte de calor da planta forem excedidos, a água.
o termómetros e eu medidores elas devem ser colocadas de modo que possam ser lidas facilmente, a pressão máxima para o sistema deve ser indicada no manômetro que pode medir em barras, ou em metros de coluna de água, e deve oferecer a possibilidade de descrever e eventualmente modificar o máximo pressão de operação do sistema.

manômetro

o valor de escala completa do manômetro deve ser 1,25 ou 2 vezes a pressão máxima do sistema, onde a pressão máxima do sistema se refere ao valor de calibração da válvula de segurança para sistemas de vaso fechado, ou a pressão hidrostática para sistemas de vaso aberto.
O manômetro deve ser aplicado no gerador o no tubo de entrega ou no tubo de retorno, por meio de uma saída de pressão e apêndice relativo para a alocação do instrumento de controle.

termômetro

termômetro

O termômetro, calibrado em graus centígrados, deve ter um escala completa não superior a 140° C e deve ser alocado imediatamente a jusante do gerador de calor, no tubo de entrega e sem qualquer interceptação ou outro dispositivo que o preceda.
No caso de um ou mais geradores de calor no mesmo sistema, para cada gerador deve haver um poço com diâmetro interno não inferior a 10 mm e com um eixo vertical para medir, com um termômetro adequado, a temperatura.

Vaso aberto

o vaso de expansão aberto Consiste em um recipiente coberto de dimensões apropriadas, colocado acima do ponto mais alto em relação ao atingido pela água da planta que serve, e essa distância não deve ser inferior a 5m; se esta distância não for observada, os dispositivos de proteção e segurança devem ser calibrados para intervir em temperaturas não 100° C.
Para sistemas de vaso aberto, os componentes necessários são: o vaso aberto, o tubo de carregamento, o tubo de segurança, os termostatos de regulagem e de bloco, o termômetro com o respectivo poço de controle, o manômetro com torneira e flange para o medidor de controle, dispositivo de proteção para o nível mínimo de água no sistema que não permite vaporização e relativo superaquecimento.

geada


Dado que o O volume de expansão da água do sistema térmico, definido pela recolha R, é igual à expansão do volume de água à temperatura máxima admissível em relação ao volume ocupado pela mesma água quando o sistema é desligado., o capacidade de contenção do vaso de expansão não deve ser inferior ao volume de expansão acima mencionado.
O. está ligado ao vaso de expansão tubo de ventilação, conectado com a atmosfera, eo tubo de transbordamento, com descarga visível e movimento descendente distinto, e tais tubos devem estar sem dispositivos de fechamento; o tubo de ventilação deve ter um diâmetro não inferior ao do tubo de segurança.
O design do sistema, próximo à quantidade de água em jogo, deve descrever o contramedidas adotadas, para proteger os vasos de expansão e seus tubos da geada.



Vídeo: O Espetacular Homem-Aranha | Trailer 2 Legendado | 6 de julho nos cinemas