Licença para construir e ampliar os prazos

Para interven√ß√Ķes de constru√ß√£o, sujeitas a Permiss√£o de Constru√ß√£o, a Lei regula os hor√°rios de in√≠cio e t√©rmino das obras e quaisquer extens√Ķes nos prazos de validade.

Licença para construir e ampliar os prazos

fase di progettazione di un intervento edilizio

2013-03-13Com o DPR. 380/01 (Testo Unico Edilizia) alguns aspectos específicos do setor de planejamento urbano foram ratificados, incluindo o da Licença de construção (Capítulo II), que substituiu a Concessão de Construção anterior (Lei Bucalossi No. 10/77) e a mais antiga Licença de Construção (Lei No. 1150/42).
Al√©m do Alvar√° de Constru√ß√£o, nos √ļltimos anos foram associadas novas diretrizes processuais como o DIA e o SCIA, com o objetivo de racionalizar os tempos burocr√°ticos e, assim, oferecer ao cidad√£o um melhor atendimento.

A partir do momento em que a Licença de Construção é emitida (artigo 15), o Titular da provisão tem tempo um ano para começar o trabalho e tres anos para completá-los.
Esta regra torna-se de fundamental import√Ęncia se, durante a execu√ß√£o das obras, elas intervierem causas que causam uma desacelera√ß√£o ou interrup√ß√£o da atividade de constru√ß√£o.
Para estes casos, a lei estabelece a possibilidade de um extens√£o (Artigo 15, par√°grafo 2, Lei Consolidada de Constru√ß√£o) dos prazos de validade, desde que o pedido seja justificado e por raz√Ķes alheias √† vontade do Controlador de Dados.
Esta definição foi seguida de uma ampla interpretação legal após acórdãos Tribunal de Cassação ou TARs Regionais que foram expressas em casos separados.

Entre elas, a √™nfase est√° em uma das causas mais comuns, no que se refere √† interrup√ß√£o ou desacelera√ß√£o do trabalho devido √† falta de recursos financeira, o que √© muito comum em um per√≠odo de recess√£o econ√īmica como o que voc√™ est√° vivenciando.

intervento edilizio

Ao ler as v√°rias medidas, tendemos a excluir essa motiva√ß√£o, interpretando a din√Ęmica como um epis√≥dio que quedas na esfera pessoal e, portanto, n√£o atribu√≠vel a fatores externos.
Outro motivo de recusa, ao conceder a prorrogação, é no caso de mudança instrumentos de planejamento urbano que estão em contraste com os anteriores, o que levou à emissão da Licença de Construção.
A motiva√ß√£o foi expressa nesta motiva√ß√£o julgamento do Tribunal de Cassa√ß√£o n¬į 19101 de 12 de maio de 2008, que resultou na inaplicabilidade deste processo.

cantiere edile

Também a apresentação de qualquer variantes no curso da construção, não interrompe o vencimento dos prazos, obrigando o titular da antiga disposição a apresentar outro projeto para concluir os trabalhos.
√Č evidente que, na aus√™ncia de um planejamento urbano adequado, haver√° novos pronunciamentos que abranjam v√°rias interpreta√ß√Ķes de natureza jur√≠dica.
No entanto, resta considerar que a tarefa de avaliar as v√°rias motiva√ß√Ķes e conceder o tempo necess√°rio que, estritamente falando, deve ser limitado a alguns meses.



Vídeo: Os primeiros passos para abrir um negócio próprio