Bônus de reestruturação para o condomínio mínimo: os esclarecimentos da Revenue Agency

Possível para os condomínios de um condomínio mínimo para deduzir os custos de reformas em partes comuns. O que a receita interna diz

Bônus de reestruturação para o condomínio mínimo: os esclarecimentos da Revenue Agency

Condomínio mínimo: deduções fiscais em caso de reformas

Quais são as maneiras pelas quais um condomínio mínimo pode se beneficiar de benefícios fiscais devido ao trabalho de renovação realizado?
Aqui estão as regras e esclarecimentos fornecidos poragência qualquer receita em relação ao código tributário e às transferências de crédito, se as intervenções forem partes comuns de um condomínio mínimo que não tem código tributário.
A Inland Revenue prestou esclarecimentos a um contribuinte que solicitou explicações sobre como deduzir as despesas incorridas recuperação o herança do edifício realizado dentro de um condomínio mínimo.

Condomínio mínimo de dedução fiscal


Vamos ver em primeiro lugar o que se entende por condomínio mínimo. Um condomínio mínimo é um edifício que tem um número de condomínios não superior a oito. Não há obrigação de nomear um administrador estável ou ter um código de imposto.
Com a circular 11 / E de 21 de maio de 2014 foi lembrado que na presença de um condomínio mínimo, serão aplicáveis ​​as disposições do Código Civil relativas a condomínios, com exceção dos artigos 1129 e 1138, que dizem respeito à nomeação do diretor e o regulamento do condomínio, que deve ser elaborado se houver mais de 10 condòmini.
Com referência aos métodos de utilização da dedução fiscal, a Agência Tributária explica que cada condomínio, para se beneficiar da dedução fiscal em relação à parcela de sua participação, poderá inserir em seu código tributário do condòmino que através transferência realizou o pagamento de trabalho lugares existentes.
Se cada condomínio pagou o trabalho por sua cota, ele deve indicar seu código fiscal.
É importante lembrar que na fase de controles da Receita Federal, cada contribuinte deve dar demonstração que o trabalho foi feito em partes comuns do edifício. Se para fins de declaração de renda nos valermos da provisão de um café ou de um intermediário qualificado, devemos fornecer uma auto-certificação quanto ao tipo de intervenções realizadas e que inclui os dados cadastrais das unidades de construção que constituem o condomínio.
A documentação necessária para provar o direito de obter benefícios fiscais também deve ser fornecida.



Vídeo: