Contas de 28 dias: o Lazio TAR bloqueia reembolsos aos consumidores

Contas de 28 dias: com o despacho do Lazio TAR, o reembolso pago aos usuários pela prática ilícita de empresas de telefonia está suspenso.

Contas de 28 dias: o Lazio TAR bloqueia reembolsos aos consumidores

Contas de 28 dias: aqui est√£o as √ļltimas not√≠cias

A história do notas cada 28 dias chegou a um estágio fundamental.
Com o pedido datado de 12 de fevereiro, o alcatr√£o o Lazio rejeita os recursos apresentados pelas empresas de telefonia e confirma a efic√°cia da resolu√ß√£o de 15 de mar√ßo de 2017, com a qual a Autoridade de Comunica√ß√Ķes da It√°lia imp√īs a faturamento em base mensal.

Contas de telefone e Lazio Tar


Portanto, não é correto faturar a cada quatro semanas, o que se tornou uma prática para muitas empresas de telefonia em detrimento dos consumidores.
A batalha em andamento entre usu√°rios e operadores de telefonia ainda n√£o acabou, pois h√° muitos problemas a resolver.
Primeiro de tudo, o problema do aumenta das tarifas praticadas pelas empresas e pelo reembolsos montantes recebidos indevidamente pelas empresas, que os consumidores aguardam h√° muito tempo.
Neste √ļltimo ponto, as not√≠cias n√£o s√£o positivas. O TAR da Lazio, interveio sobre o assunto, tem suspenso como medida de precau√ß√£o Resolu√ß√£o Agcom de 19 de dezembro de 2017 que sancionou, nas empresas de telefonia, a obriga√ß√£o de retorno o dinheiro para os usu√°rios, na primeira fatura mensalmente.
A decisão da TAR da Lazio dependia do medo de impactar negativamente as tendências contábeis da empresa, dado o alto valor dos reembolsos. O envio de uma fatura a cada 28 dias, ao invés de todo mês, envolveu, de fato, um aumentar qualquer taxas para o usuário, do 8.6%.
Para o cliente, na verdade, isso significa pagar uma quantia mensal adicional durante o ano, sem qualquer valor agregado nos serviços oferecidos.
Autorizar reembolsos significaria centenas de milh√Ķes de euros para empresas de telefonia.
A quest√£o ser√° discutida sobre o m√©rito com audi√™ncia j√° marcada para 31 de outubro. Teremos que esperar at√© o final do ano para poder definir o assunto, mesmo que o decreto fiscal de 148/2017 convertido com a lei 172/2017 j√° tenha dito o suficiente para as contas de 28 dias. De fato, a lei previa, como obrigat√≥rio, faturamento mensal ou m√ļltiplos para os operadores de telefonia fixa ou m√≥velredes de televis√£o e comunica√ß√Ķes.
As empresas terão que cumprir a legislação dentro do prazo de 120 dias, a partir da entrada em vigor da lei (6 de dezembro).
A partir de 4 de abril de 2018, portanto, os comerciantes inadimplentes terão que pagar a cada consumidor compensação de montante fixo igual a 50 euros, mais 1 euro por cada dia de atraso. Na verdade, os consumidores não devem sofrer nenhum dano devido ao ajuste de preço atrasado.



Vídeo: