Por que o comprador paga as despesas de volta?

Em termos de condom√≠nios, um dos problemas mais freq√ľentes, e motivo de discuss√£o na hora de comprar e vender uma unidade imobili√°ria, diz respeito √†s despesas do condom√≠nio.

Por que o comprador paga as despesas de volta?

Taxas de compra e condomínio

No que diz respeito aos condom√≠nios, uma das perguntas mais freq√ľentes, bem como as raz√Ķes para maior atrito na compra e venda de uma unidade imobili√°ria, √© a inerente √† destino das despesas condominiais n√£o pagas pelo vendedor.

Spese

Nestes casos a primeira resposta que vem à mente é a seguinte: o comprador é solidariamente responsável com o vendedor pelas despesas do condomínio para o ano anterior e para aquele em que a venda ocorreu.
Vale a pena evitar mal-entendidos para colocar o acento de forma clara e clara nas raz√Ķes desta declara√ß√£o. o t√≠tulos de condom√≠nio s√£o chamados propter rem, isto √©, ligada √† propriedade da parte do piso localizada em um condom√≠nio.
Para ser ainda mais claro: quando Tizio √© um condomino, ele ser√° o dono das obriga√ß√Ķes de pagamento. Se o apartamento for entregue ao Caio, o v√≠nculo ir√° automaticamente para o segundo. A refer√™ncia √© para as obriga√ß√Ķes que ainda precisam surgir porque as que j√° surgiram permanecer√£o sob a responsabilidade do propriet√°rio no momento de seu in√≠cio.
As disposi√ß√Ķes para a implementa√ß√£o do c√≥digo civil, portanto, prever uma exce√ß√£o a este princ√≠pio geral.
A refer√™ncia √© toda segundo par√°grafo do art. 63 Dispon√≠vel att. c√≥digo comercial., segundo a qual, foi dito em princ√≠pio, quem assume os direitos de um condom√≠nio √© obrigado, juntamente com este, a pagar as contribui√ß√Ķes para o ano em curso e no ano anterior.

Spese condominiali

o previsão de um vínculo de solidariedade é no interesse da estrutura do condomínio que assim será mais fácil recuperar os valores devidos em relação ao objeto de venda do apartamento.
Lembramos, de fato, que de acordo com o primeiro par√°grafo do mesmo artigo para a arrecada√ß√£o das contribui√ß√Ķes com base no estado de distribui√ß√£o aprovado pela assembl√©ia geral, o conselheiro poder√° obter uma ordem executiva imediata, apesar da oposi√ß√£o.
Isso significa que na mais pessimista das hip√≥teses, o comprador pode ser notificado de uma liminar para pagamento de despesas relacionadas com interven√ß√Ķes que ele nem sequer desfrutou. Permanece firme, claro, o direito de recurso para o cedente para as a√ß√Ķes que ele deveria ter pago √† empresa.

Solidariedade e remédios

Muitas vezes ouvimos isso o regulamento na compra de despesas de condom√≠nio, com √īnus exclusivo para o vendedor, coloca o comprador longe de poss√≠veis a√ß√Ķes legais.
A declaração, conforme formulada, é errado.
Isso é porque é verdade que o comprador pode ser mantido livre de todas as despesas anteriores do condomínio (mesmo aqueles deliberados e não executados), mas esta disposição a mero valor interno, legitima o direito de recurso àqueles que vendem, mas nunca podem bloquear a ação judicial do condomínio.
Neste contexto, portanto, para quem compra um apartamento √Č sempre bom esperar que certas garantias tamb√©m confirmem que tudo est√° em ordem para evitar disputas judiciais longas, embora vencedoras.
Nesse sentido, o reforma do condom√≠nio institucionalizou uma pr√°tica muito comum: estamos falando das declara√ß√Ķes do administrador sobre o estado dos pagamentos.
De acordo comart. 1130 c.cNa verdade, o administrador deve fornecer o condomínio solicitando o status de comprovante de pagamento.
Em essência ter uma declaração do administrador que afirma que, líquido de eventuais reajustes, o condomínio está em dia (ou não com pagamentos) coloca as partes no lote por surpresas.
De qualquer forma, é bom lembrar que o vendedor permanece solidariamente comprometido com o comprador pagar todas as despesas do condomínio, desde que a cópia autêntica da escritura de venda não seja comunicada ao administrador (art. 63, quinto parágrafo, att. código comercial.).



Vídeo: O comprador ou vendedor não quer assinar a transferência do veículo?