Certificado de praticabilidade

O certificado de praticabilidade √© um documento que certifica a ocorr√™ncia das condi√ß√Ķes de seguran√ßa, higiene e salubridade de um edif√≠cio e suas instala√ß√Ķes.

Certificado de praticabilidade

Qual é o certificado de usabilidade?

O certificado de praticabilidade, regido pelos artigos 24 a 26, t√≠tulo III, do Texto de consolida√ß√£o (dp.r. 380/201) √© um documento que certifica a ocorr√™ncia das condi√ß√Ķes de seguran√ßa, higiene, salubridade de um edif√≠cio e suas instala√ß√Ķes, com base nas disposi√ß√Ķes da legisla√ß√£o vigente.

certificado de praticabilidade

√Č, portanto, uma certifica√ß√£o essencial para poder morar em um pr√©dio, de modo que ele j√° foi chamado certificado de habitabilidade, e houve conversa de praticabilidade apenas para edif√≠cios destinados a outros usos, como escrit√≥rios ou instala√ß√Ķes comerciais.
Hoje, no entanto, a frase √© indistintamente usada praticabilidade, tamb√©m porque os requisitos necess√°rios para ambas as certifica√ß√Ķes eram essencialmente os mesmos.
O certificado de viabilidade é importante para poder vendê-lo, ou seja, para vender, alugar ou doar, portanto, é necessário estar de posse quando uma compra ou doação é estipulada ou quando um contrato de aluguel é assinado.
Na realidade uma propriedade pode ser vendida mesmo sem o certificado, porque o pedido pode já ter sido enviado mas não liberado. No entanto, é preferível perguntar sobre a sua existência para se certificar de que a propriedade tem os requisitos para ser habitada.

Quando deve ser solicitado o certificado de viabilidade?

O certificado de praticabilidade deve ser solicitado ao Município pelo titular do Alvará de Construção ou outro título de qualificação, cada vez que um construção nova, fez um extensão ou superelevaçãoou, em qualquer caso, uma intervenção de renovação de edifícios que envolve mudanças substanciais nas características indicadas acima, como quando os sistemas estão sendo reconstruídos, no prazo de 15 dias após a conclusão das obras.
Mesmo quando fazendo mudan√ßa de uso pretendido √© necess√°rio solicitar a acessibilidade, porque as condi√ß√Ķes exigidas para a acomoda√ß√£o podem ser diferentes daquelas exigidas para uma loja, um escrit√≥rio e assim por diante.
A não aplicação do certificado no prazo de quinze dias a contar da conclusão do trabalho, envolve a aplicação de um sanção pecuniária que pode ir de 77 a 464 euros.

Como solicitar o certificado de praticabilidade

O requerimento para solicitar o Certificado de Ac√°cia, que muitas vezes √© solicitado para apor um selo de valor atual, deve ser endere√ßado ao Facilidade √ļnica de constru√ß√£o do Munic√≠pio onde o edif√≠cio est√° localizado e deve ser acompanhada pela seguinte documenta√ß√£o m√≠nima:
- recepção do pedido de empilhamento apresentado à antiga Agência de Terras;
- declara√ß√£o do mesmo requerente que certifica a observ√Ęncia dos trabalhos realizados para o projeto aprovado, ocorreu a prosciugatura das paredes e da integridade dos quartos;
- declara√ß√£o de conformidade das instala√ß√Ķes emitidos pela empresa de instala√ß√£o, bem como certificados de teste do mesmo, onde eles est√£o previstos;
- certificado de teste est√°tico onde as interven√ß√Ķes estruturais s√£o planejadas;
- declara√ß√£o de conformidade dos trabalhos realizados ao abrigo da legisla√ß√£o em vigor em mat√©ria de acessibilidade e superando barreiras arquitet√īnicas.
Sem preju√≠zo das considera√ß√Ķes ilustradas pela legisla√ß√£o nacional, a emiss√£o do certificado pode exigir um processo diferente na √°rea local. Para isso, √© necess√°rio sempre se referir ao Regulamento de constru√ß√£o municipal e √†s Regras de Implementa√ß√£o da instrumenta√ß√£o urbana local.
Por exemplo, documentos adicionais que podem ser solicitados, no caso de construção residencial, podem ser os seguintes:
- autorização para descarga em esgotos de águas residuais;
- certificação que comprove aligação ao aqueduto municipal;
- cópia da comunicação exigida pela lei para o funcionamento doelevador;
- pedido de atribui√ß√£o do n√ļmero da casa;
- certificado de certificação energética escrito por um engenheiro estrangeiro para a concepção e execução do trabalho.
O certificado deve ser emitido pelo Município no prazo de 30 dias a partir da apresentação do pedido.
Durante esse período, o gerente do escritório deve verificar se os requisitos exigidos foram atendidos. O prazo de 30 dias só pode ser interrompido uma vez (nos primeiros 15 dias) para solicitar qualquer documentação adicional. Após essa interrupção, 30 dias serão iniciados novamente.
Em caso de n√£o resposta, o parecer favor√°vel permanece v√°lido se tiver sido expresso opini√£o positiva da Autoridade Local de Sa√ļde competente.

Certificado de praticabilidade com autocertificação pelo técnico

certificado de praticabilidade com auto-certificação pelo técnico

o decreto lei n. 69/2013 (Decreto de Tarifa) introduziu a possibilidade de obter o certificado de praticabilidade com umautocertificação o Diretor de Obras ou outro responsável técnico, que certifica a existência dos requisitos exigidos.
Neste caso, o documentação mínima pedido deve incluir:
- pedido de registro;
- declara√ß√£o de conformidade das instala√ß√Ķes pela empresa de instala√ß√£o;
- testes estáticos e certificação de conformidade anti-sísmica;
- relatar sobre a supera√ß√£o de barreiras arquitet√īnicas;
- relatar a exist√™ncia das condi√ß√Ķes de sa√ļde necess√°rias.
Esta oportunidade tamb√©m pode ser regulada pelas v√°rias regi√Ķes com regulamentos locais de implementa√ß√£o.



Vídeo: Curso de Avaliação Educacional