Inocência defeituosa

A entrada em vigor do Decreto-Lei 102/13 estabelece um fundo para cobrir pagamentos atrasados ‚Äč‚Äčde rendas devido a incumprimento n√£o conforme.

Inocência defeituosa

Qual é o padrão de aluguel sem culpa?

Num período de crise económica, com uma situação laboral muito difícil, pode ser comum um inquilino deixar de poder cumprir a sua obrigação de pagar a renda e, portanto, em condição de atraso.
No entanto, diante de condi√ß√Ķes de impossibilidade e destitui√ß√£o reais, a arrog√Ęncia s√≥ pode ser julgada inocente.

inocente padr√£o

E √©, portanto, claro que o legislador tenta fazer algo para remediar esta situa√ß√£o. √Č precisamente nestes dias a entrada em vigor de um decreto que estabelece uma lei fundo a que os inquilinos que est√£o nestas condi√ß√Ķes podem recorrer para cobrir os atrasos dos seus pagamentos.
√Č precisamente este o decreto-lei do Minist√©rio das Infraestruturas e Transportes n. 102 de 2013, entrou em vigor em 14 de julho de 2014, data de sua publica√ß√£o no Di√°rio Oficial.
O decreto-lei define, no art. 2, a arrog√Ęncia inocente assim situa√ß√£o de impossibilidade de prever o pagamento da taxa de aluguer devido √† perda ou redu√ß√£o substancial da capacidade de rendimento da unidade familiar.
No texto da lei s√£o listados os v√°rios casos que podem levar a esta situa√ß√£o, incluindo n√£o s√≥ o perda de emprego, mas tamb√©m o consistente redu√ß√£o de horas de trabalho como resultado de acordos sindicais ou de empresas (com a conseq√ľente redu√ß√£o de sal√°rio) ou fundo de redund√Ęncia, a n√£o renova√ß√£o de um contrato at√≠pico, a fechamento do n√ļmero do IVAou o morte, ferimento ou doen√ßa grave de um dos membros da unidade familiar, o que implica reduzir a capacidade de renda deste. Outra motiva√ß√£o √© representada pela s√ļbita necessidade de lidar com grandes n√ļmeros despesas de assist√™ncia ou tratamento m√©dico para um membro da fam√≠lia.
Em virtude deste decreto, portanto, quem n√£o pagar a renda, desde que ocorra sob certas condi√ß√Ķes, n√£o mais cometer√° um crime.

Como funciona o fundo para o padr√£o inocente de inquilinos?

O decreto de 14 de maio de 2014, publicado em 14 de julho de 2014, estabeleceu um fundo de cerca de 20 milh√Ķes de euros, distribu√≠dos de forma diferente nas v√°rias regi√Ķes italianas, com a inten√ß√£o de recompensar mais aqueles que decretaram regulamentos para conter a desvantagem da habita√ß√£o, ou seja, Liguria, Lombardia, Piemonte, Marche, Emilia Romagna e Toscana.
Declara que o montante máximo, retirado do fundo que lhes é atribuído, que pode ser pago a inquilinos que se encontrem em atraso incontestado para pagar a renda, não é, em qualquer caso, superior a 8 mil euros e destina-se a candidatos com um Renda do ISEE inferior a 35 mil euros.

fundo para inadimplência inocente

No entanto, haver√° prioridades de acordo com as quais tais contribui√ß√Ķes podem ser fornecidas e mais precisamente:
- a favor dos inquilinos para quem foi emitido provisão de lançamento executivo para default inocente e que assinaram um novo contrato de arrendamento com os proprietários;
- a favor dos inquilinos que não puderem pagar o depósito de segurança assinar um novo contrato, para o qual a contribuição será paga juntamente com a entrega do imóvel;
- a favor dos inquilinos que, em parte, reembolsarem o montante devido aos proprietários do alojamento, demonstrem que estão disponíveis para estender a solicitação de liberação ao longo do tempo Propriedade.
o munic√≠pios ter√° a tarefa de recolher a lista de inquilinos solicitando a contribui√ß√£o e tendo os requisitos e transmitindo-o para as instala√ß√Ķes prefeituras.
Os monitores, com base na lista recebida, prosseguirão para o planejamento geral para o pagamento da contribuição.

Considera√ß√Ķes sobre o fundo para a inadimpl√™ncia inocente dos inquilinos

Analisando mais profundamente a medida emitida e os n√ļmeros atribu√≠dos, √© evidente que os recursos s√£o bastante insignificantes em compara√ß√£o com o tamanho real do problema em It√°lia (cerca de 190.000 despejados nos √ļltimos 3 anos), o que enfureceu as associa√ß√Ķes de inquilinos.
Em particular, a União de Inquilinos de Civitavecchia estimou que o montante da dotação seria suficiente para alocar aproximadamente 50 euros por famíliacontribuição certamente não é suficiente para cobrir os atrasos nos pagamentos.
Al√©m disso, n√£o √© esperado que as contribui√ß√Ķes cheguem antes de 2015.
A compilação de uma lista de inquilinos com direito à contribuição, no entanto, é julgada por União dos Inquilinos como um elemento positivo, porque permitirá que muitos inquilinos com uma sentença de despejo se oponham à provisão, vendo o seu certificado guiltlessness.



V√≠deo: Steven Universo - QUEM √Č A SKINNY JASPER ( NOVA GEM EPISODIO THAT WILL BE ALL)